Está nas páginas da história: São Paulo foi rebaixado

Comentário: É impossível negar a história. Os fatos ficam escritos e marcados nas páginas e na nossa memória.

Vivi intensamente aquela época e compartilhei solidariamente daquele sofrimento com tantos amigos são-paulinos, entristecidos com aquela humilhação.

 

http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI24813-15260,00-O+DIA+EM+QUE+O+SAO+PAULO+FOI+REBAIXADO.html

 

O dia em que o São Paulo foi rebaixado

 

O fim da polêmica sobre a queda no Campeonato Paulista de 1990: o clube do Morumbi caiu, sim

 

André Fontenelle

 

A discussão sobre a queda do São Paulo em 1990 apaixona torcedores

 

O São Paulo caiu, sim, para a segunda divisão no Campeonato Paulista de 1990.

A polêmica é antiga, atiçada pelo clubismo cego e pela falta de memória do brasileiro. Foi reavivada por uma matéria da Folha de S. Paulo (para assinantes) da quarta-feira, 21 de janeiro de 2009, que questionava uma frase do guia oficial do Campeonato Paulista, publicado esta semana pela Federação Paulista de Futebol (FPF). “O São Paulo cumpriu uma campanha ruim, não se classificou nem na repescagem e foi rebaixado para a segunda divisão.”

“FPF rebaixa o clube e ‘suja’ título de 91″, escreveu a Folha. Diante da indignação dos são-paulinos, a FPF recuou e divulgou nota oficial dizendo que o texto de seu próprio guia “não procede”. Culpou pelas informações o historiador Rodolfo Kussarev, que por sua vez culpou o livro A História do Campeonato Paulista (Publifolha, 1997), escrito pelo autor destas linhas e por Valmir Storti, à época repórteres da própria Folha de S. Paulo.

Procurado pelo autor da matéria, o repórter da Folha e comentarista da ESPN Brasil Rodrigo Bueno, às 18h daquele mesmo dia 21, consultei meu colega Valmir, hoje repórter freelance, e enviamos à Folha a seguinte declaração em comum.

“O livro foi escrito com base nas informações publicadas nos jornais da época, entre eles a própria Folha, onde os dois autores trabalhavam como repórteres em 1997, ano do lançamento do livro. Para esclarecer de vez a polêmica do rebaixamento ou não do São Paulo, sugerimos que a Folha reproduza o que ela mesma publicou em sua edição de 20 de junho de 1990.”

Infelizmente a Folha só publicou a primeira parte de nossa declaração. Não acatou nossa sugestão: reproduzir o que ela mesma publicou em sua edição de 20 de junho de 1990.

Se o tivesse feito, seria obrigada a reconhecer: o guia da Federação Paulista estava certo. O São Paulo caiu, sim. De forma insofismável.

 

Como a Folha não o fez, o fazemos a seguir. Não houve meio-termo nem subjetividade nessa queda, como será provado abaixo com o texto do próprio jornal, publicado naquela ocasião.

 

 

rebaixado3

 

Reprodução da capa do jornal Folha de S. Paulo do dia 21 de junho de 1990: “Goleada não evita queda são-paulina”

 

Título da página interna da mesma edição do jornal: “São Paulo vai disputar Segunda Divisão”

 

rebaixado21

 

Por mais que desagrade os são-paulinos, a verdade é a que segue:

Em 1990, o Campeonato Paulista foi disputado por 24 times. Havia a percepção de que eram times demais. Convencionou-se, então, que apenas 14 times disputariam o campeonato de 1991 – os 14 primeiros do certame de 1990. De alguma forma, o São Paulo “conseguiu” ficar em 15º, depois de ser eliminado na primeira fase (que classificou 12 times) e novamente eliminado numa repescagem (que classificou outros dois, completando 14). Para não melindrar susceptibilidades, o regulamento de 1990 dizia que “não haveria descenso”. Era só uma fórmula de cortesia: os times que não entrassem entre os 14 disputariam o que, na prática, equivaleria a uma segunda divisão.

 

Esse regulamento não foi cumprido. Diante do rebaixamento do São Paulo, houve uma virada de mesa. Os times rebaixados em 1990 (não só o São Paulo, mas outros importantes, como a Ponte Preta) ganharam o direito de lutar por duas vagas nas finais. Foi assim que o São Paulo conseguiu a façanha, inédita no futebol mundial, de ser rebaixado em um ano e campeão no ano seguinte!

O argumento dos são-paulinos, portanto – de que o acesso no mesmo ano “já estava previsto” – é falso e errôneo.

Para não prolongar a explicação, reproduzo o texto da Folha de S. Paulo de 21 de junho de 1990 – dia seguinte ao dia em que o São Paulo caiu.

“SÃO PAULO VAI DISPUTAR A SEGUNDA DIVISÃO EM 91

Fernando Santos
Da Reportagem Local

O São Paulo foi eliminado pelo Botafogo na repescagem do Campeonato Paulista deste ano e vai disputar a Segunda Divisão em 91. O São Paulo goleou ontem o Noroeste por 6 a 1 no Morumbi, mas ainda dependia da derrota do Botafogo para se classificar. O time de Ribeirão Preto empatou em 0 a 0 com a Internacional em Limeira.

No próximo ano, o São Paulo vai disputar a série B do Campeonato Paulista, sem direito a lutar pelo título. É uma nova fórmula aprovada pelo conselho arbitral de clubes em janeiro. Farão parte dessa série os 10 clubes eliminados do campeonato deste ano mais quatro que vão subir da Divisão Especial.

(…) Resta ao São Paulo a chance de subir para a série A em 92. Apenas o campeão da série B sobe (…) Esta fórmula foi aprovada por unanimidade por todos os 24 clubes que iniciaram o campeonato este ano, segundo o presidente em exercício da Federação Paulista de Futebol, Antoine Gebran.

‘Vamos cumprir a lei. Lei é lei’, disse o diretor-adjunto do São Paulo, Herman Koester (…) Segundo ele, o São Paulo vai mesmo disputar a Série B, uma Segunda Divisão que só não recebe essa denominação por uma questão de nomenclatura jurídica. (…) Já o diretor de futebol Fernando Casal de Rey, 47, ainda não se deu por vencido. Ele disse que vai acionar o departamento jurídico do clube para saber se a aprovação da fórmula do campeonato de 91 é legal. Casal de Rey disse, sem ter certeza, que não existe um documento assinado pelos clubes sobre o assunto. Assim, ele poderia recorrer à Justiça Desportiva para mudar a fórmula. Ou seja, apelar para o tapetão. ‘Estamos vivendo um pesadelo’, disse Casal de Rey.”

O resto é história conhecida. Houve a virada de mesa e, embora o São Paulo tenha disputado o equivalente à segunda divisão em 91, classificou-se para as finais, eliminando o Palmeiras, que vinha do grupo mais forte.

A Folha também ouviu, naquela ocasião, são-paulinos ilustres, como José Victor Oliva, o vocalista do Ultraje a Rigor, Roger, e o ministro do Tribunal Superior do Trabalho Almir Pazzianotto. Todos reconheciam o rebaixamento, repudiavam a virada de mesa e reafirmavam que o São Paulo voltaria à primeira divisão na bola.

Estes são os fatos.

 

P.S.: Como o clubismo costuma influenciar a opinião até dos jornalistas que discutem polêmicas futebolísticas, cumpre informar o time de coração do autor deste texto. Ele é vascaíno. E promete que daqui a 20 anos não dirá que o clube dele não caiu.

 
P.S. 2: Vários comentários de são-paulinos, abaixo, usam cinco argumentos básicos para sustentar que o São Paulo não foi rebaixado. São eles os seguintes:

1 – Um item do regulamento de 1990 dizia que não haveria descenso.


É verdade, mas esse item tem sido mal interpretado pelos defensores do “não caiu”. Um famoso vídeo que circula na internet mostra o comentarista Paulo Vinicius Coelho, da ESPN Brasil e da Folha de S. Paulo, exibindo no programa de TV “Loucos por Futebol” esse item do regulamento como suposta prova do não-rebaixamento.

PVC é um jornalista extraordinário. Primus inter pares, é o melhor repórter esportivo do país. Sei disso porque tive a honra de ser chefe dele em duas redações, do Lance e da Placar. Mas nesse caso, data vênia, ele está equivocado. O famigerado item do regulamento que ele cita, na verdade, se referia ao acesso e descenso entre a Divisão Especial (a primeira divisão, dividida em 1990 entre uma Série A, mais forte, e uma Série B, mais fraca) e o que era chamado de “Primeira Divisão” (na verdade a segunda divisão). Tratava-se de uma chicana jurídica. A CBF só permitia clubes de Primeira Divisão no Campeonato Brasileiro. O artifício encontrado para contornar o risco de, por acidente, eliminar um grande clube paulista do Brasileiro, foi batizar a primeira e a segunda divisões como “primeira divisão”. Por muito tempo no Campeonato Paulista as séries A-1, A-2 e A-3 foram chamadas oficialmente de “primeira divisão”, embora todos soubessem tratar-se da primeira, da segunda e da terceira divisões. Portanto, o “não haverá descenso” era só um truque, uma formalidade.

Porém, o regulamento de 1990 NÃO PREVIA (isso é fundamental) cruzamento entre o Grupo II e o Grupo I em 1991 para determinar o campeão paulista. Pelo contrário, o conselho arbitral decidira que apenas os 14 primeiros colocados de 1990 disputariam o título de 1991. A alteração foi feita DEPOIS, para dar uma chance ao São Paulo.

2 – Seria impossível “um torneio com um número tão grande de rebaixados”.


Por quê? Onde está escrito que um torneio não pode ter dez rebaixados? Na Bíblia? Se a Federação Paulista queria reduzir o número de clubes de 24 para 14, em um único ano, não haveria outra maneira a não ser rebaixando dez clubes. Foi o que ocorreu – até a virada de mesa. No fim das contas, o campeonato de 1991 acabou tendo 28 clubes, os 14 do Grupo Verde (dos quais 6 passavam às finais) e os 14 do Grupo Amarelo (dos quais 2 passavam às finais).

3 – Isso não passa de uma tentativa de denegrir o São Paulo.


O São Paulo é um clube glorioso. Hoje é sem dúvida o mais poderoso do Brasil. Ninguém, por mais que quisesse, conseguiria manchar sua imagem e sua história. Isso não dá a ninguém o direito de reescrever a história. Não há nenhuma vergonha em ter caído. Os próprios são-paulinos de 1990 o reconheceram dignamente. Não há mal nenhum em que os são-paulinos de 2009 também o façam, não?

4 – A reportagem da Folha de 1990 está errada.


Como poderia estar errada, se naquele dia os próprios dirigentes do São Paulo reconheciam que o time tinha sido rebaixado?

5 – O autor da matéria é incompetente, não checa suas informações, deve ser um gambá enrustido ou, pior, vascaíno recalcado.


Reconheço meus defeitos, sobretudo o de ser vascaíno, mas é preciso que os são-paulinos julguem os fatos pelo que são. A competência do autor sempre pode ser discutida. Os fatos que a matéria descreve, não.

 

 

About these ads

9 respostas para Está nas páginas da história: São Paulo foi rebaixado

  1. olá caros Amigos.bem curti muito o blogg. peço a vcs q me mandem imagens do timinho dos bambis na 2 divisão do paulistasendo rebaixado.para o meu facebook que é Amaral Lourenço.eu estou com o agassalho da Gavioes da fiel.. se for possivel isso a vcs. fico sulper agradecido e um grande abraço a todos!!!!

    Curtir

  2. bruno disse:

    Sua mãe quem deve ter escrito isso tudo né?! SAHUSHAUHSUHSA tinha que ser corinthiano pra falar!

    Curtir

  3. CAI NA REAL disse:

    MAIS UMA GARFADA FEIA DO SPFC – SÓ PONTO FURTADO CONSEGUIMOS
    NO PENALTY O GOLEIRO SE ADIANTOU
    EXPULSARAM O TÉCNICO Q RECLAMOU DO IMPEDIMENTO QUE NÃO EXISTIA
    DEPOIS DEU UM AMARELO POR SIMULAÇÃO QUE NÃO HOUVE
    DAÍ COMEÇOU A DEIXAR O TEMPO PASSAR, COM A HISTÓRIA DA POLÍCIA
    E EXPULSAR JOGADORES DO NÁUTICO.
    ATÉ QUANDO VAI FICAR ASSIM, NINGUÉM FAZ NADA

    O ESTÁDIO Q DIZEM SER DELES FOI DOADO PELO GOVERNO DE SP, E ESTÃO FINANCIANDO PELO BNDES O MORUMBICHA
    A COTA DE TV DO ANO QUE VEM JÁ PEGARAM ANTECIPADO
    DEVE SER PRA PAGAR OS JUÍZES, POIS DO CONTRÁRIO IRIAM BRIGAR PRA NÃO CAIR
    COMPARA A CAMPANHA DO GOIÁS COM A DO SPFC -SÓ PONTO FURTADO CONSEGUIMOS

    SPFC – SÓ PONTO FURTADO CONSEGUIMOS

    Curtir

  4. Juliano disse:

    Eu me pergunto como seria possível algum time ‘cair’ em um campeonato que não possua segunda divisão!
    Leia isso seu desinformado: http://colunas.globoesporte.com/danielperrone/2009/01/26/tai/

    Parágrafo 29 : “No campeonato da primeira divisão de futebol profissional de 1990, não haverá descenso à divisão especial de futebol profissional.”

    Tá na regra.

    Comentário: Tá na história. E se você já era nascido, chorou um bocado

    Curtir

  5. Edson D. Oliveira disse:

    Silvio, parabéns pela reportagem, a mídia cor de rosa deve estar tentando mordendo a nuca de raiva. Elas cairam em 90, por mais que tentem negar ou disimular cairam, e o que é pior, no campeonato que elas chamam de paulistinha. É muito hilário, tentam contar mil vezes uma mentira, pra ver se ela se torna realidade.

    Comentário: Cairam sim. E nem adianta fazer biquinho, sapatear, dizer que fica de mal e outras tolices. Tá lá, ta aqui, tá acola, nas páginas da história

    Curtir

  6. Cesar Augusto disse:

    Caíram, em 1990, mas, na calada da noite, viraram a mesa, salvo engano, com a ajuda dos coirmãos, Palmeiras, Corinthians e Santos e, obviamente, da sempre amiga FPF.

    O regulamento era tão esdrúxulo que o São Paulo, mesmo na Série A2, na fase final de 1991, tinha a vantagem do empate por ter obtido a melhor campanha na fase de classificação.

    Essa vantagem era mais vergonhosa que a virada de mesa. São Paulo e Palmeiras terminaram a 2ª fase empatados, com mesmo número de pontos e mesmo saldo de gols. Mas, como o São Paulo fez mais pontos jogando contra os Olímpias, Catanduvenses e São Carlenses da vida, o Palmeiras dançou. E, posteriormente, quem dançou foi o Corinthians.

    Mas, espere que a mídia tricolor tentará provar, por A + B, que a revista Época está enganada. Imagine o São Paulo, o queridinho, rebaixado.

    Isso é delírio arquitetado por invejosos adversários.

    Comentário: Não tem chororo, nhenhenhen, nem bla bla bla, cairam sim. Paciência

    Curtir

  7. Carlos Amaral disse:

    Atitude tipica de um time arrogante, que rasgou DIVERSAS páginas de sua história, desde a “tomada” do campo do Germânia, à construção inexplicável do Morumbi , suas relações podres com o poder público e muitas outras. Eles podem tentar ignorar, mas eu sei. Eu vivi o dia que o Convento foi rebaixado. E foi um dia muito feliz em minha vida.

    Comentário: Eu me lembro bem. Tinha um amigo chamado Marcio. Chorava feito criança. Coitadinho.
    È duro, sejamos solidários, passamos por isto

    Curtir

  8. AndersonII disse:

    Vão dormir quente hoje.

    CHUUUUUUUUUUPEEEEEMMMMM secadores de plantão, Bambis e outros bichos por ai.

    Desculpem.

    Comentário: Pena que a torcida terá que ser para o Atlético, seria muito mais prazeiroso torcer para o Conventino, da Ilha da Fantasia de Cotia.

    Corre cotia, pra casa da tia…

    Curtir

  9. FIEL TORCEDOR disse:

    Cade a estrutura bambistica? Ct de cotia ? Melhora estrutura pra revelacao de jogadores? CADE OS BAMBIS AGORA? taum eliminado, ainda inventaram um penalti fajuto pro “jogador diferenciado”( como diz burricy) deles fazer o gol , o tal do oscar, q mostrou ser de fato sao paulino, um grande pipoqueiro. Agora biro e seus blue caps vao ter que aguenta o timaozinho na final e o time queridinho da imprensa , que era dito o grande favorito, perdeu, e jah era pra ter perdido pro inter.
    Como eh q o sao paulo tem a melhor categoria de base como diz a imprensa? o corinthians tem a maior quantidade de titulos na copa sao paulo, se pegar nos ultimos 10 anos tb eh o maior vitorioso. Nao da pra entender a imprensa. CHORA IMPRENSA SAO PAULINA, CADE A PORRA DA ESTRUTURA BAMBI? VAO CHORAR, PQ NOS TAMO NA FINAL E VCS TAUM ELIMINADO SEUS ZE RUELA.
    silvinho desculpe o desabafo . desde o começo da copa sp que eu vejo todos esses comentaristas falando que o sao paulo eh favorito, que o timao eh um time limitado. tem uma hora que ninguem aguenta mais essa imprensa ridicula( juca , biro, varios do sportv) que passaram todo tempo elogiado o time bambi e criticando o timaoziho. Espero que respeitem agora o coringao

    Comentário: Amigos, vou rasgar a ética e soltar um “CHUPA CONVENTINHO”

    Curtir

Amigo, faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 5.647 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: