Todé: por Quartarollo e Cosme Rímoli

 

Cosme Rímoli publicou uma entrevista com Francisco Monteiro, o empresário Todé. Poderoso no ramo dos negócios com jogadores, Todé é respeitado no meio, principalmente pelos boleiros.

Mas em 11 de dezembro de 2008, Quartarollo já publicava em seu blog a história da vinda de Ronaldo para o Corinthians.

Seguem a matéria do Blog do Quartarollo e na sequência, a entrevista de Todé a Cosme Rímolli.

Detalhe para o que segue: Ele afirma já ter fechado amistosos para o Corinthians em Dubai, informação que eu havia recebido no início de janeiro.

Vamos às matérias:

http://jovempan.uol.com.br/blogs/quartarollo/tag/tode/

Joaquim Grava conta como tudo começou

quinta-feira – 11/dezembro/2008

Joaquim Grava, médico do Corinthians, já tinha avaliado o joelho de Ronaldo há cinco semanas atrás. Ele é muito amigo dos atletas do showbol e viajou para o Rio de Janeiro acompanhado dos ex-atletas Ricardo Rocha, Djalminha e do empresário Francisco Monteiro, o Todé. Grava contou hoje na Jovem Pan como tudo começou.

Todos são muito amigos de Ronaldo e convidaram Grava para dar uma olhada no jogador. O médico do Corinthians convidou o presidente Andres Sanchez para ir junto e ali ele foi apresentado pelos ex-jogadores, por Todé e por Grava ao Fenômeno.

Ambos se gostaram. Ronaldo achou muito bom conhecer um presidente tão jovem e com idéias também para o marketing. Esse foi o primeiro contato, a partir daí Andres junto com Luis Paulo Rosemberg desenvolveu a operação para trazer Ronaldo para São Paulo.

Joaquim Grava viu o começo do namoro e agora assiste de camarote o casamento. As coisas são assim mesmo. Começam numa coincidência e se desenvolvem. Não existe aquela história da planilha do marketing já prontinha para ter um jogador de ponta e tudo mais.

O que existiu foi um acaso médico que levou o Corinthians a se aproximar de Ronaldo. Da necessidade de cada um nasceu a possibilidade que será concretizada nesta sexta-feira na apresentação do atacante no Parque São Jorge.

 

Como Ronaldo chegou ao Corinthians…

18/02/2009

http://blogdocosmerimoli.blog.uol.com.br/

 

Francisco Monteiro. 65 anos. Sua vida é uma mistura de conto de fadas, filme de suspense com novela policial. Foi ele o empresário que levou Ronaldo ao Corinthians.

Sua primeira idéia era acabar com a aposentadoria de Zidane e levá-lo ao Parque São Jorge. Ele caiu em desgraça com a mídia desde que entregou para televisões e rádios cópias de uma fita cassete. Nela, o ex-presidente do São Paulo, José Eduardo Mesquita Pimenta, aparentemente cobrava uma quantia de dinheiro pela venda do ponta Mário Tilico ao Atletico de Madrid. Em 1992.

 

 “A maior prova que o desonesto não era eu veio do próprio São Paulo. O clube me procurou cinco anos depois para vender o Denílson em uma transação de US$ 30 milhões. Eu fiz o que tinha de fazer com o Pimenta e não me arrependo”, afirma Todé.

 

Fez da Espanha seu paraíso particular.Vendeu  jogadores como Rivaldo, Djalminha, Luizão, Viola, Mazinho, Flávio Conceição, Mauro Silva, Antônio Carlos, Cafu. Levou Palmeiras, São Paulo e Corinthians para torneios importantes e tradicionais como o Ramon de Carranza e Tereza Herrera. Fez, e se arrepende, de Carlos Alberto e Jair Pereira treinadores de clubes espanhóis.

 

Nos último anos tem trabalhado com showbol. Ele até trouxe Maradona ao País para enfrentar a Seleção Brasileira.

 

“Não sei porque as pessoas fazem de conta que o Todé não existe. Foi ele quem convenceu o Ronaldo a ir para o Corinthians. Foi ele quem falou com o Andres. O Todé fez tudo, tem todos os méritos”, admite o médico Joaquim Grava.

 

Como foi que você levou o Ronaldo para o Corinthians?

A história é simples. Eu encontrei o Ronaldo há um ano e meio na Itália. Perguntei se ele estava disposto a jogar showbol. Ele me respondeu que ainda iria jogar uns dois ou três anos. E queria atuar no Brasil. Fiquei com aquilo na cabeça. Depois alguns amigos me apresentaram o Zidane e falaram que ele não parava de fazer partidas beneficentes.

 

O que o Zidane tem a ver com o Corinthians?

Tudo, meu filho. Tudo. Calma, vou explicar. Em dezembro do ano passado, o Joaquim Grava me disse que o Andres Sanches queria contratar de qualquer maneira um jogador de impacto. Atleta para fazer marketing, atrair a atenção mundial. Eu pensei no Zidane. Já pensou? Ia ligar para os meus amigos, quando lembrei do Ronaldo e falei para o Grava. Ele ficou empolgado e ligou para o Andres. Eu peguei o telefone e perguntei: ‘Te interessa o Ronaldo no Corinthians?’. O Andres ficou louco e respondeu do jeito espanhol dele “Claro, porra. Traz ele para mim.”

 

E o que você fez?

Não sou bobo. Telefonei para o Djalminha que é ‘irmão’ do Ronaldo. E fomos juntos conversar com ele no  Rio. Fui direto. Falei para esquecer essa história do Flamengo porque se o clube o quisesse de verdade já teria feito proposta. E perguntei se ele queria jogar no Corinthians em São Paulo. Ele tomou um susto danado. Pensou 30 segundos e disse: “Corinthians? Claro, quero. Me vê isso aí”. Chamei o Andres para o Rio. O encontro foi engraçado.

 

Como assim?

O Andres foi direto: “Ronaldo, quero você no Corinthians. Mas não tenho dinheiro”. O Ronaldo respondeu na lata. “Quem está falando de dinheiro aqui é você. Se fosse por dinheiro eu iria para o Catar. Eu quero ter o prazer de jogar de novo. Sentir que uma torcida está comigo. Vamos fazer o seguinte: me dá as mangas da camisa e o calção. E mais um salário que depois a gente combina. Usa a minha imagem. E está fechado”. Os dois deram as mãos e estava fechado a maior contratação da história do Corinthians.

 

E a história que o patrocínio vai ser árabe?

Pelo que eu sei tem muita chance. Isso porque já acertei alguns jogos do Corinthians em Dubai. E também fechei um contrato para o Ronaldo dar um nome a um edifício gigantesco por lá. Acertei também para o Pelé e para o Guga. Os caras são loucos por batizar prédios. O Beckham acaba de ganhar uma nota preta para deixar colocarem o nome dele em quatro edifícios. Ah, e times japoneses também querem amistosos com o Corinthians de Ronaldo.

 

Gente importante do Corinthians disse que você ainda não ganhou dinheiro por ter levado o Ronaldo ao Parque São Jorge.

Deixa falar. Eu confio no Andres. Ele e o Ronaldo sabem o que fiz para essa negociação dar certo. Vou receber o meu.

 

Por falar em confiança, o que você fez com o ex-presidente do São Paulo,  José Eduardo José Mesquita Pimenta, foi um ato de traição, não?

(irritado) Traição? Eu? Ele quis ganhar dinheiro às custas da venda do Mário Tilico e sou eu quem traí? Pelo menos você me pergunta na cara e não pelas costas como muita gente faz até hoje. Fiz o que eu tinha de fazer. Não me arrependo. Dei a fita para várias emissoras de rádio e televisão. Fiz para mostrar quem era ele.

 

Mas você ficou com fama de empresário picareta, maldito…

 (mais irritado ainda) Isso para quem é imbecil. Cinco anos depois do que aconteceu com o Pimenta, o São Paulo me chama para vender o Denílson. Sou maldito? Sou picareta? Para quem interessa, para a direção do São Paulo que era outra, não. Minha consciência está tranqüila.

 

A história da venda do Denílson é hilária…

É verdade. O Denílson estava no auge em 1997. O Real Madrid, o Barcelona, o Atlético de Madrid, a Lazio e o Bétis queriam levá-lo. Estava uma disputa enorme na imprensa. O São Paulo precisava de dinheiro e sonhava com US$ 7 milhões. Eu e o meu falecido parceiro Fernando Torcal fomos visitar os clubes. Quando chegamos na diretoria do Bétis, a imprensa estava falando em números astronômicos. Ao tentar fazer a proposta, o presidente e banqueiro Manuel Luiz Lopera, nos interrompeu. Íamos pedir US$ 9 milhões. Ele foi logo falando: “Olha, o máximo que podemos pagar é US$ 28 milhões, em três vezes. E nem um dólar a mais”. Olhei para o Torcal. Nos seguramos para não tremer. Falamos que daríamos a resposta no dia seguinte.

 

E aí?

Quase morremos do coração quando chegamos no hotel. O Torcal me

Xingando por não ter aceito na hora. Ficamos a noite inteira andando no quarto de hotel sem dormir. Quando amanheceu fechamos o negócio e comemoramos. Se nós fôssemos picaretas pegaríamos os US$ 8 milhões e daríamos ao São Paulo e racharíamos o resto com o Lopera. Como muito empresário já fez. Eu, não. Nunca precisei roubar ninguém.

 

Qual o pior negócio que você fez?

Empurrar o Carlos Alberto Silva e o Jair Pereira para trabalhar em clubes espanhóis. Os dois foram mal demais. Assim como o Vanderlei Luxemburgo que foi trabalhar no Real Madrid. Não sabia falar espanhol direito. Os jogadores tiravam sarro dele pelas costas nos vestiários. Treinador para trabalhar na Espanha tem de, no mínimo, falar bem demais espanhol para não dar vexame.

 

E o showbol?

Está dando certo demais. Se fosse picareta jogadores como Ricardo Rocha, Djalminha e muitos outros que atuaram na Seleção não estariam comigo. Eu tenho contrato com rede de tevê a cabo por quatro anos. Trouxe a Seleção Argentina com o Maradona. Agora vou trazer a França com o Zidane para jogar no Ibirapuera e no Maracanãzinho. Meus jogadores sabem que mal acaba a partida eu chego em cada um com um envelopinho com o dinheiro. Eu não sou maldito. Malditos são os outro. Não o Todé. Taí o Ronaldo no Corinthians que não me deixa mentir.

 

 

About these ads

9 respostas para Todé: por Quartarollo e Cosme Rímoli

  1. Pedro disse:

    Caro Silvinho

    me desculpa a pergunta,mas quem é a Mumia ?

    abraço

    Comentário: Juca Kfouri

    Curtir

  2. Wiliam Junior disse:

    Toda e qualquer transação que fosse intermediada por Kia Joorabchian, não deveria nem ser cogitada. Custa-me acreditar que o Andrés ainda converse com esse indivíduo. Estaremos todos enganados quanto a ausência de Kia do Corinthians ?

    Comentário: Se Kia for agente de Tevez qualquer clube do mundo terá que negociar com ele se quiser te-lo

    Curtir

  3. Deco disse:

    Em 1° mão o Dr Osmar Disse; o Tevez informou para o Empresário dele ( Kia…)que ele pretende sair do Manchester, e que gostaria muito de voltar a jogar no Corinthians … Kia tratou de entrar em contato com o Andre’s para fazer um projeto de volta do Carlitos… lembrando silvinho que o proprio andre’s ja tinha comentado sobre uma possivel volta do carlitos para 2010 .. Agora eu te pergunta Será que vai ser agora 2009 Campeonato Brasileiro????

    Comentário: Sinceramente prefiro por enquanto não comentar sobre esta hipótese. O custo de uma operação destas talvez seria maior do que a do Ronaldo e nem vislumbro imaginar como isto seria feito.Precisamos muita calma e juízo nesta hora

    Curtir

  4. Deco disse:

    Blz … Silvinho nossa lendo essa Historia … è muito bom , pois me lembrei do Sr Vicente Matheus e suas Transações … rsrsr Mais estou contigo quando diz que o Ronaldo pensa como empresario… e Bom tbm foi a atitude do Andre’s em ser direto ” queremos Vç mais não temos dinheiro” … que venha o Carlitos Agora…. depois do Debate Bola Hj já vou começar a ficar feliz … Diretoria do Timão agindo com Inteligencia.

    Comentário: Alguém ai pode resumir o que foi dito no Debate Bola ?

    Curtir

  5. Pedro disse:

    Caro Silvinho

    estava lendo em outro (moto)blog onde se insinua que o Joaquim Grava é alcolatra,o que você sabe a respeito ?

    abraço

    Comentário: O que sei é que desrespeitam demais o Joaquim Grava, tanto a Múmia como o Blogueiro que Tem Medo

    Curtir

  6. Alexandre Costa disse:

    Rapaz que história maluca hein…… Ronaldo foi para o Corinthians, de uma maneira tão simplista, pelo que ele conta!! DUBAI ai vamos nós!! Timão e Ronaldo, uma parceria de sucesso!!!

    Comentário: E um detalhe, o rapaz pensa com cabeça de empresário.

    Curtir

  7. fabio disse:

    silvinho, mas e aí? já podemos dizer q a empresa aérea arabe será parceira do timão? As coisas tendem para este caminho, né….

    Um abraço

    Comentário: Os comentários são fortes neste sentido

    Curtir

  8. Fabricio Macedo disse:

    Eu concordo que brigar com o Motoca é um atestado de bons antecedentes!!!
    Só acho que ele estar em Santos no mesmo dia de um jogo importante para o Timão foi um pouco falta de comprometimento, a naum ser que eu esteja exagerando!!!
    OBS: Sou de Guarujá e odeio mais o Santos que São Pauloou Pelmeiras!!!

    Comentário: Ele tem cargo de consultoria no Corinthians, não é executivo. E muitos dirigentes não foram ao jogo na Sanguinária Bambinera, imagine então quem é consultor. Estava gozando da sua liberdade sagrada de ir e vir

    Curtir

  9. Fabricio Macedo disse:

    Fala aí Silvinho…

    Domingo, depois do clássico, estava vendo o jogo do Santos contra o Guarani e tive uma imagem no mínimo estranha, “o médico Joaquim Grava ao lado do Wagner Mancini na vila”.
    O que mais me estranhou naum foi nem vê-lo em um jogo do Santos, haja vista ser ele uma esécie de consultor médico do clube, mas sim comemorando os gols comprimentando o Mancini, sendo que, a menos de 30 minutos tinha acabado o jogo do timão contra o São Paulo.
    OBS: Estou para escrever sobre isso desde o fds, mas sempre esquecia.

    Gostaria de saber a sua opinião sobre esse fato.

    Abraço!!!

    Comentário: Grava trabalhou no Santos, tem grandes amigos lá e é muito respeitado no meio do futebol, onde também possui muitos amigos. Só não é respeitado pela Múmia e seus Laranjas, como o Blogueiro Que tem Medo. Mas isto para o Grava é atestado de bons antecedentes.

    Curtir

Amigo, faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 5.656 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: