A Marginal é nossa

O Corinthians conseguiu na Justiça o direito de seguir como “proprietário” de um trecho da Avenida Condessa Elizabeth de Robiano, localizado em frente ao Parque São Jorge. O processo movido pela Prefeitura para reintegração de posse foi suspenso por seis meses por determinação da Justiça.

O período de seis meses de suspensão do processo foi estabelecido para que Corinthians e Prefeitura finalizem acerto para que parte da avenida seja definitivamente do clube.

“Estamos negociando com a Prefeitura a posse em definitivo. É um local em que o trânsito não é prejudicado e a própria CET não tem intenção de utilizar a área. Nesses seis meses de suspensão do processo vamos definir o acerto, seja de forma financeira ou oferecendo contrapartidas à prefeitura”, explicou o advogado do Corinthians, Luiz Felipe Santoro.

No local funciona, há anos, o estacionamento do clube.

O logradouro de 18 mil metros quadrados foi concedido sem concorrência e gratuitamente ao clube em 1996, na gestão Paulo Maluf. O prazo de cessão é válido até 2095. No entanto, a Prefeitura ajuizou ação de reintegração de posse em 2009, levando o caso à Justiça.

As informações são do site Abutre, Uol, na página de Esportes.

No meu entendimento, de leigo, mas de corinthiano, bastaria repararmos algumas questões históricas para resolver a contenda.

Atrás do Parque São Jorge, entre o Rio Tietê e os limites do nosso clube, existem pistas da Marginal Tiete.

E esta aréa sempre foi nossa.

Lá nossos ancestrais aprenderam e ensinaram a nadar.

Assim aconteceu com meu avô, tios e pai.

Imagem do velho “cocho” do Corinthians onde nossos ancestrais praticavam esportes aquáticos

                               

Este trecho da Marginal deveria ser devolvido ao Corinthians.

Com o Rio limpo, é claro.

Anúncios

28 Responses to A Marginal é nossa

  1. Nonsense disse:

    Os abutres da mídia estão se dobrando. O Terra já chama nossa Meca como deve ser: Arena Corinthians.
    http://esportes.terra.com.br/futebol/copa/2014/fotos/0,,OI199570-EI18776,00-Veja+a+evolucao+das+obras+da+Arena+Corinthians+para+a+Copa+de.html

    Curtir

  2. Paulo disse:

    Silvinho, um dos meus maiores sonhos como cidadão paulista – e paulistano por adoção, embora atualmente resida no interior -, que acalento há anos, é o de ver o Tietê saneado, com a restituição de suas várzeas e até – se for possível – do curso original do rio, transformando-se tudo em seu entorno em um grande parque público, com frequência de famílias e até pesca e prática de esportes aquáticos nas suas águas límpidas e cristalinas. Desde São Miguel até Osasco ou Santana de Parnaíba. Tenho certeza de que não viverei para ver isso, após tantas promessas em vão, mas tenho igualmente certeza de que ocorrerá um dia. E que meus filhos ou até netos vejam já me serve de consolo. E que restituam ao SCCP o que é seu por direito.

    Curtir

  3. MILTON SANCHES disse:

    GRANDE, COMPADRE FAMILIA E NAÇÃO DA FIEL.
    COMPADRE POR FAVOR DE ENFASE A MATERIA ABAIXO,
    PRECISAMOS PREVINIR ESTE TIPO DE CONDUTA, DE UM JEITO;
    DE PASSAR A DIRETORIA, PARA QUE ELA SOLICITE SEGURANÇA DAS AUTORIDADES, ABRAÇOS VAI CORINTHIANS
    SEGUE ABAIXO:

    Curtir

  4. Wilson Timão disse:

    Mais uma vitória que merece ser parabenizada.

    Hoje o motogay vai se embriagar no Largo do Arouche e queimar a rosca a madrugada inteira. Esse maldito nunca cansa de pagar sapo e ser humilhado.

    Curtir

  5. Martelli disse:

    Parabéns Silvinho por colocar a foto do cocho no blog. Agora vou poder mostrar a meus amigos que duvidam de mim quando digo que se aprendia a nadar no rio Tietê. Quanto ao terreno do estacionamento parece-me que o mesmo foi cedido para compensar a perda de parte de nosso terreno para a construção da Marginal. Não tenho absoluta certeza disso.

    Curtir

  6. josuesbf disse:

    Olá Silvinho, primeiro parabéns pra galera do juridico do TIMÃO que está conseguindo resolver este caso mas penso também que 18 mil metros é uma area grande e se for possível creio que daria pra fazer um estacionamento vertical e aproveitar melhor o terreno para construir algo novo no clube, além disto um estacionamento de médio ou grande porte seria importante até porque o PARQUE SÃO JORGE vai virar uma arena de eventos e shows, voce não acha???

    Curtir

  7. Marcos disse:

    Em 6 anos,o mundo sera nosso!!

    Curtir

  8. Ricardo disse:

    A questão da mobilidade urbana é um trem que se dirige para um descarrilhamento catastrófico em 2014:

    http://www.estadao.com.br/noticias/esportes,pacote-da-copa-levado-a-fifa-e-peca-de-ficcao-,872215,0.htm

    Em meio a um quadro impressionante de equívocos e incertezas, algo se destaca como o absurdo dos absurdos:

    “Na nova matriz de responsabilidades, o monotrilho de São Paulo tem prazo de conclusão previsto para maio de 2014– um ano e dois meses depois da previsão inicial. O custo do empreendimento já aumentou em mais de 25%, registra o documento. O contrato com o consórcio de empresas foi assinado em setembro passado. Mas o projeto básico da Linha Ouro ainda não teria sido concluído, segundo informações repassadas pelo governo.”

    Monotrilho?

    Do Morumbi?

    No pacote de obras da Copa?

    Mas o que é isso???

    Será que não existe ninguém no poder público federal, e na imprensa, que saiba que o estádio são-paulino não será utilizado na Copa do Mundo de 2014?

    Que o estádio paulista da Copa, local da festa de abertura e do primeiro jogo do evento, será Arena do Corinthians que está sendo construída, de modo impecável, em Itaquera?

    Itaquera, onde diariamente se repete o martírio de milhares de cidadãos tentando se deslocar de casa para o trabalho, e vice-versa, através de ruas e avenidas congestionadas, e de trens hiperlotados tomados em estações saturadas.

    E a grande obra de mobilidade urbana de São Paulo – aliás, a mais custosa obra da Copa de 2014 – é o Monotrilho do Morumbi?

    Inacreditável. Surreal. Aberrante.

    O governo federal parece absurdamente desinformado, e a imprensa anestesiada.

    Lembra muito a estória do rei que andava nú pelas ruas de seu reino, achando que estava vestido com uma roupa tecida por fios invisíveis, e nenhum súdito tinha coragem de dizer e apontar o que a todos escandalizava:

    – O rei está nú!!

    Curtir

    • Cesar disse:

      Ricardo, parabéns pelo comentário; vc sintetizou de forma perfeita o absurdo que é este projeto, que nada mais é do que aquele aerotrem do caricato Levy Fidelix (motivo de chacota até tempos atrás), cujo projeto destina-se quase que exclusivamente a melhorar a mobilidade dos frequentadores de um estádio particular em dias de jogos. E não me venham com essa demagogia barata de “paraisópolis”, por favor: todos sabemos “a quem realmente interessa” essa obra absurda!

      Assino embaixo das suas palavras.

      Precisamos divulgar esse absurdo o máximo possível, assim como fizemos na campanha “morumbi não”.

      Curtir

    • Paulo disse:

      Esse monotrilho deveria ter sido projetado para ligar o Aeroporto INTERNACIONAL de Guarulhos à Itaquera, ou, no mínimo, admitindo-se – e aceitando-se – a tradicional situação de “cobertor curto” do orçamento público, em todos os níveis de governo, deveria ligar O PONTO DE ENTRADA PRINCIPAL dos turistas estrangeiros para a Copa do Mundo no Brasil a uma estação do metrô da Zona Norte ou Leste ( a mais próxima de Guarulhos ). Da forma como foi projetada ao talante para servir La Bambinera – e dar uma sobrevida àquele estádio condenado -, mesmo que isso tenha se dado ao tempo em que aquela aberração era candidata a sediar jogos da Copa, e uma vez não modificado a tempo e modo esse projeto, fica mais do que claro que a intenção foi a de contemplar a Zona Sul com algum benefício – e o SPFW – para “compensar” a escolha de Itaquera como sede paulista. Um absurdo, em evidente e qualificado desvio de finalidade – suficiente para fulminá-lo com o vício de ilegalidade -, que, em qualquer País sério, seria objeto de investigação rigorosa, a fim de barrá-lo e incriminar os responsáveis – inclusive altas autoridades governamentais. Surpreendentemente, reina o silêncio. No Ministério Público Estadual não acredito muito, mas a omissão deliberada da Procuradoria da República em São Paulo causa estranheza, já que se cuida de recursos do PAC.

      Curtir

    • Monotrilho ligando o nada ao lugar nenhum

      Curtir

  9. Cesar disse:

    Parabéns ao Depto. Jurídico, que conseguiu resolver essa questão do estacionamento, a meu ver essencial para a viabilidade do clube social. Agora, o Depto. Social precisa organizar a área de uma vez por todas, iluminar e demarcar as vagas para otimizar sua utilização.
    Quanto à área da pista expressa da Marginal, entendo da seguinte forma: quando uma área é desapropriada, deve ser paga uma indenização ao proprietário. A pergunta é: essa indenização foi paga ao clube? Acho que não é difícil descobrirmos: se não fomos ressarcidos, já passou da hora de colocarmos isso na mesa quando da negociação.

    Curtir

  10. Mauro Oliveira Ben Yosef disse:

    Silvio, não me estranha o fato de só ler no seu blog sobre o terreno da marginal que é nosso, só que a diretoria do clube deveria falar isso em público. E mandar notas oficiais para os abutres.

    Curtir

  11. Douglas Chiavegati disse:

    Sei que nao tem nada com o post…mas para registro:

    IMPOSSIVEL COMPRAR INGRESSO PELO FIEL TORCEDOR HOJE….

    O SISTEMA DE VENDA DEVERIA SER REVISTO…..FICO IMAGINANDO UMA POSSIVEL FINAL, COMO SERIA?

    Curtir

  12. Denis disse:

    O abutre e mentiroso site são paulino, esquece detalhes e sempre omite, inventa e inverte suas matérias. Definitivamente deletado de meus acessos.

    Curtir

  13. Luís Carlos disse:

    Então Silvinho, pelo que eu sempre soube (se não for nenhuma lenda), esse terreno do estacionamento foi dado justamente como parte da indenização pela desapropriação do terreno onde estão as marginais. Agora aparece essa história de o clube ter que pagar pelo terreno.

    O Corinthians já é a única instituição que paga aluguel por terreno obtido por cessão de uso não-onerosa (os tais 12 milhões “atrasados”).

    Agora será a primeira e única instituição a ter parte de seu terreno desapropriada, e em vez de receber indenização da prefeitura ter que pagar indenização à prefeitura.

    Acho que tem gente de terno preto comendo bola…

    Curtir

Amigo, faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: