A seleção perdeu. E o México não fica na Baixada Santista

A seleção da Nike, vulgo brasileira, perdeu para o México, 2 a 0, ontem, em Dallas.

Futebolzinho pífio, chato, as facilidades encontradas nos 2 últimos amistosos esbarraram num adversário mais forte tecnicamente do que as babas que enfrentaram nas últimas oportunidades.

O resultado em si, pouco importa. O que importou mesmo foi mais uma exibição tosca e apagada do garoto-propaganda das cuequinhas, de celular, mortadela, etc.

Bem marcado, desapareceu.

Como desaparece cada vez que é bem marcado.

E como o México fica bem distante da Praia de Zé Menino, o garoto não pôde mostrar a sua dança, digo, seu futebol.

Aqui, com a camisa santista, ele deita e rola. Deita e rola porque cada vez que leva uma chegada mais forte, firme, sem falta, é acrobático, teatral, voa, rola no chão, faz beicinho, cara de choro e a arbitragem, condescendente com o seu showzinho, aplica falta e amarela, quando não expulsa, o seu marcador.

Mais alguns dias e enfrentaremos o dançarino. Ai sim, na sua casa, na sua “quebrada”, no seu “point”, onde ele reina absoluto.

Sob os olhares de milhões – milhões de anticorinthianos e milhões de corinthianos – fazendo caras e bocas para as câmeras, pro narrador santista da Vênus Plantinada em êxtase orgasmático berrar como uma fã enloquecida que “Neymar está focado, quer mostrar jogo, tá a fim de jogo, bla, bla, bla, etc e etc.

A fórmula para marcar o garoto já sabemos. Sim, tem que ser marcado. É firulento, é teatral, é marrento, é protegidinho da mídia, mas tem sim talento. Mas bem marcado, o talento some, desaparece.

Sabemos como pará-lo, agora é com você, Tite.

Articular defensivamente, sem se esquecer da ofensividade, vencendo lá, estaremos ainda mais próximos da finalíssima da Copa Libertadores, que um dia , um dia a chamaremos simplesmente de “Copinha”.

Anúncios

62 Responses to A seleção perdeu. E o México não fica na Baixada Santista

  1. BASILIO77 disse:

    Silvio, reitero minha preocupação quanto a arbitragem.
    Ví o tal de Marin no programa do Babão Bueno…e quando o assunto foi a calopsita, ele se mostrou MAIS UM BABA-OVO da criança mimada. “O neymar precisa ser protegido, apanha demais”.
    Entre outras declarações que deixou claro sua lado rosa…
    Agora quero ver quem consegue elaborar as teorias da conspiração pro-Corinthians com esse bambi no comando.
    Vamos ter que jogar MUITA bola!!!

    Curtir

  2. Múcio Rodolfo disse:

    Dizem que o que afundou o Titanic, além do Iceberg, foi a arrogância…..

    Curtir

  3. Antonio José V.Britto(Prof.Penna) disse:

    Sr.Silvinho.O Sr. n.é conselheiro do Timao?E nao seria interessante levar as opinioes muito pertinentes da nossa torcida sobre as fragilidades do nosso time(comportamento franciscano dos nossos jogadores, submissao as decisóes dos arbitros,dentre vários) ao nosso treinador, à nossa diretoria? Nao nos esqueçamos que a libertadores é uma guerra.Vamos nos armar!Força Timao, acaba com a arrogancia dos peixeiros.Prof.Penna,SantosSP.

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      É o que eu faço diariamente, porém o departamento de futebol segue a linha de trabalho que julgam a correta

      Curtir

  4. AndersonII disse:

    Estou achando que a diretoria ficou muito parada nesses primeiros meses.
    Acho que poderiamos ter tentado trazer o Zé Roberto que foi para o Gremio, para termos mais qualidade no meio de campo.
    Também poderia ter tentado o Tinga que foi para o Cruzeiro, para melhorar o mesmo meio de campo.
    Se não acha centro avante, pelo menos deveriam qualificar o elenco com jogadores só para a Libertadores.
    Nosso time, é esforçado, corre, mas carece de jogadores que saibam organizar o meio de campo, e jogadas de ataque, mais efetivas.
    Zé Roberto, é o tipo do jogador que com um ou dois passes decide uma partida.

    Curtir

    • David disse:

      Zé Roberto concordo agora o Tinga “ídolo” da imprensa anti e dos chorolados saiu contestadíssimo do Sul, jogando um futebol ridículo do nível dos malditos smurfs de MG, não teria lugar no Corinthians.

      Curtir

  5. Andrade s. disse:

    Neste estágio que “tamo” na Taça Commembol, vamos contra tudo e todos…mas o meu temor é o camisa 2, este já era. Creio ser um bom momento pro Welder mostrar a que veio, colar no dançarino caiçara, fungar no cangote, sem dó.

    Curtir

  6. Décio Monteiro disse:

    E A CULPA É DO MANO !!!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Ou não foram esse jogadores que 99% da mídia exigiu ????
    que culpa tem o Mano se o Neymar bem marcado se torna um jogador bem comum ?
    que culpa tem o Mano se o centro-avante tem só uma bunda grande, nada mais…
    que culpa tem o Mano se o Pato ´virou frango?
    que culpa tem o Mano se o Oscar é franzininho ?
    que culpa tem o Mano se goleiro toma um gol daquele ?
    que culpa tem o Mano se o becão faz uma falta idiota e dentro das área ?
    que culpa tem o Mano se coloca o Lucas (vaca brava) e o carinha nem pega na bola?

    QUE CULPA TEM O MANO SE O FUTEBOL BRASILEIRO EM VEZ DE PROGREDIR, REGREDIU ?

    “Amigos, sem ovos não há possibilidade de se fazer omeletes”, já dizia o velho técnico…

    Contra a Argentina o jogo deverá ser bem engraçado.Pelo menos para mim será….kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    O Messi não cai !!!!!!!!!!!!!!

    Curtir

  7. Samuel disse:

    Silvinho, sem querer desconsiderar o futebol do time da baixada e do moleque firula, que temos que reconhecer, apesar de tudo, não são fracos, mas o que temo mesmo no confronto brasileiro na Libertadores é a arbitragem.

    Nesse item o Timão sempre vai entrar em desvantagem, mesmo os antis falando exatamente o contrário, ou melhor, justamente por isso.

    Fazem tanta pressão na arbitragem para não nos “ajudar” que eles sempre atrapalham, marcando tudo contra o nosso time.

    Com o moleque palhaço em campo então nosso perigo aumenta, porque como você falou, aqui no Brasil é o ambiente ideal para seus futebolzinho de moça, com firulas e teatrinho, sendo engolido e incentivado pela arbitragem, que pune seus marcadores ao menor esbarrão.

    Por isso, o que o Corinthians deveria fazer é exigir arbitragem internacional. Não que eles sejam a oitava maravilha da terra, mas ao menos são árbitros de verdade, que sabem as regras do futebol e o seu funcionamento, diferente dos árbitros nacionais, péssimos e mais preocupados em dar satisfação para alguém, além de já estarem pensando em suas carreiras pós apito, na nova boquinha de comentarista que só existe no nosso país.

    Com arbitragem brasileira vamos sofrer, muito mais do que com os dribles do moleque bobinho, até porque é só chegar que ele murcha.

    Valeu!

    Curtir

    • Bem observado, Samuel

      A arbitragem deve ser internacional que estarao vacinados contra as firulas do dançarino

      Curtir

    • Paulo disse:

      Concordo que arbitragem internacional teria, em tese, menos tendência a proteger o Mala. Mas isso em princípio, porque, dadas as circunstâncias particularíssimas de existir um patrocínio de instituição financeira que, inclusive, rebatizou e atualmente dá nome à Cucaracha, em cima do marrentinho, que é seu garoto-propaganda, creio que esse fato possa influenciar mais a arbitragem sul-americana. Não fora por um natural temor reverencial, seria por lealdade a Nicholas Lèoz que, ademais, dizem, é simpatizante dos bambis e até do Prantos. Já entre os brasileiros, de um modo geral, embora prevaleça a idéia de proteger o “craque da Copa”, uma arbitragem desastrosa pode comprometer uma carreira. No caso dos árbitros paulistas, mais ainda, porque nos terão pela frente um número maior de vezes. Portanto, embora não haja, a rigor, ninguém confiável, iria de arbitragem brasileira e, preferencialmente, paulista.

      Curtir

    • Luis Fernando disse:

      Concordo plenamente Samuel!!!
      É o q mais tem me preocupado neste confronto… principalmente na 1ª partida… qualquer esbarrão e vão querer amarelar nossa zaga inteira com 15 minutos de jogo… já vi este filme em 93, com aquele FDP do Aparecido….

      Curtir

      • Samuel disse:

        Luis, eu estava naquele jogo, e se tivesse que dar uma palestra sobre como a arbitragem pode fabricar um resultado aquele seria o exempo a ser mostrado.

        Com o atual comando da CBF nas mãos do Marin, declaradamente bambi, e com o presidente da Conmebol também aliado aquele clube nojento, realmente concordo com o Paulo que estamos num mato sem cachorro, porque qualquer um que seja o árbitro, internacional ou nacional, paulista ou qualquer de qualquer outro estado, a orientação será de simpatia com o time da baixada e rigor com o time do povo.

        Não podemos esquecer ainda que a nossa recusa e a influência para o peixinho não jogar no panetone vai pesar negativa contra nós, podem ter certeza disso.

        Por isso teremos que suar sangue, jogar a vida nesse jogo, com o apoio da mais fanática e fiel das torcidas, e passar por cima de tudo.

        Mas isso não isenta a diretoria de se mostrar ao menos atenta e fazer uma pressão, porque a passividade só incentiva aqueles que já se habituaram a nos prejudicar e nem vermelho ficam.

        Valeu!

        Curtir

  8. Paulo Henrique S.C.C.P disse:

    Muito bem observado no texto Silvinho quanto ao Neymar. É inegável seu talento e sua ‘maestria’ em jogos em níveis ao extremo das fronteiras da América do Sul, fora disso o Neymar se limita quando se há uma marcação ‘acirrada’ e ‘pegada’ (com sabedoria de marcar e não dar botinada a toa!). Contra o Velez foi assim, e ontem diante do México pela Seleção Brasileira idem. Acredito que com uma marcação do Ralf e mais uma cobertura (que no caso seria ou o Chicão, ou o Alessandro – esse é o único ‘temor’!), como o próprio Velez fez e o México anulando o Neymala.

    O grande debate fica por conta se dá pra parar o moleque sem ‘expulsão’, já que provavelmente têm tudo pra ser um arbitro brasileiro. É aí aonde ‘mora’ o perigo. Com arbitragem nacional (a brasileiríssima do Brasil-sil-sil!) o moleque é extremamente protegido; e protegido até demais. Ah, sim, o famoso ‘cai-cai’ quando o mesmo não consegue ‘trombar’ ou ‘disputar’ uma bola, principalmente em lances aonde o desfavorecem quando o próprio perde uma bola ou tenta cavar uma ‘zombadinha’ do rival, com chapéus e canetas.

    O negócio é ter cabeça fria, pq ‘caneta’, ‘chapéu’, ‘lençol’, firula e qualquer outra acrobacia do moleque da baixada é o que não vai faltar, ainda mais num jogo dessa dimensão e importância. É anular o moleque com uma forte marcação (sem bater!) e ter cabeça fria! Ah, esqueci o time do San7os, mas como se sabe, o san7os é o NEYMALA, anulando o pirralho, o san7os vira uma presa bem fácil! Fato!

    Curtir

  9. Marco ACT disse:

    Concordo com teu comentario, o san7ista tem suas qualidades mas some diante de marcacoes duras. Acho inclusive que Neymala não se cria no futebol europeu, la não tem ninguem pra criar campanha pra protege-lo.

    Sobre a forma de marca-lo não seria o caso de colocar o Marquinhos em cima dele? Eu faria dessa forma pois confiar no Alessandro ta dificil

    Curtir

  10. Múcio Rodolfo disse:

    Ontem eu só vi o finalzinho da partida. Vi os mexicanos chegando junto, mas com lealdade. Nada que pudesse ser traduzido como caçada impiedosa a uma “jóia rara”….No entanto, como já foi salientado pelos colegas aqui do blog, se tais chegadas ocorressem na Arena dos Chinelos Voadores, seria marcado falta, o infrator seria punido com o cartão amarelo ou até mesmo com vermelho. isto para não dizer que seria pedido o seu banimento do futebol por conspirar com a “arte”, o “espetáculo”….O Corinthians tem que se precaver contra isto. Bater na tecla de que o menino do cabelo engraçado e cai-cai, preseperio e outras mais. O Gobbi ou quem quer que seja tem que deixar avisado que não vamos tolerar sacanagem nesses dois jogos. O Odir Cunha, aquele blogueiro sem o mínimo de noçao, anticorinthiano visceral escreveu que está o resto do Brasil contra a gente (grande novidade!) e nesta toada, o juizão vai se sentir pressionado. A velha e batida história de pra não dizer que é serviçal do apito amigo corinthiano, na duvida apita-se contra o Corinthians.,Ainda mais quando o objetivo é não desagradar o resto do país. Eu se fosse o Adenor ia juntando toda e qualquer declaração dos manjubinhas que soe como desrespeito, como “já ganhou” para encher a moçada de raiva, sem descuidar da tranquilidade. É preciso jogar com ódio, mas com inteligência. Se o Adenor não sabe ainda como marcar o Neymar poderia pedir umas dicas para o Jair Pereira que em 1988 teve a missão de anular o João Paulo do Guarani,(que era tão driblador quando o Neymala) e conseguiu. É isso ai, o Neymala não passa de um João Paulo com grife.

    Curtir

    • Mucio, tenho cá comigo que ninguem ainda pegou esse moleque de jeito porque tem medo de ficar marcado pelo resto da vida como o cara que acabou com a carreira do dançarino

      Curtir

      • Ernesto de Minas disse:

        Saudade de um Zé Eduardo, de um Moisés, de um Juninho Fonseca, de um Oswaldo Brandão , que mandava dar no meio.

        Curtir

    • ricardo.adamantina disse:

      Me desculpe colega,Joao Paulo do guarani jogava muito mais,Neymar ainda ta longe dele no futebol e dribles,mas a lembranca foi boa.A marcacao no Neymar tem que ser dura,mas sem ser desleal pois qquer falta mais dura com certeza sera cartao amarelo,principalmente se for arbritagem brasileira.Vamos rezar pro Alessandro nao entregar o ouro,eu acho melhor colar o Ralf nele e deixar o Chicao e Alessandro na sobra.O Ralf e monstro e assim anularia a principal arma dos sardinhas.

      Curtir

  11. Carlos Roberto Dias disse:

    O alessandro pelo futebolzinho que vem jogando nem deveria jogar contra os sardinhas, ainda mais marcar o neymarica.
    Acho que o marcador tem que ser o Welder ou o Marquinhos, mas com o alessandro é assinar atestado de óbito!
    Quanto ao arbrito acho q deveria ser de fora do Brasil, aqui os arbritos estão muito preocupados com a midia.

    Curtir

  12. Post perfeito, nada mais a acrescentar, estragaria o texto. Parabéns.

    Curtir

  13. thiago disse:

    Perfeito silvio, o midiatico bem marcado é só mais um, acho que até o alessandro marcando em cima com um na sobra dá pra passar do santos, não esquecendo que marca fora de casa é muito bom, e na minha opinião vai ser 2×1 pra nós.

    Curtir

  14. Paulo Stein disse:

    O garoto mídia só engana trouxas.

    Curtir

  15. Luís Carlos disse:

    Acho que marcação especial, se houver, deve ser feita de preferência em quem distribui a bola e não em quem a recebe com mais frequência. O que não significa que o Neymar deva ser deixado à vontade.

    Mas independente disso, o Tite não costuma pedir esse tipo de marcação. Normalmente os meias adversários jogam até com certa facilidade com a gente.

    Eu acho que o Corinthians deveria jogar até com três zagueiros, deixando o terceiro zagueiro cercando mais ou menos o Neymar e com o Ralf com liberdade pra proteger a zaga por onde a jogada adversária vier.

    Mas há de se admitir que o Tite não costuma usar esse tipo de formação. E talvez seja melhor uma formação “inadequada” que funciona a usar uma formação “ideal” que não funcione.

    Acho que a única coisa que não pode acontecer é colocar o Alessandro no time e o Jorge Henrique pra marcar ele (o Alessandro) desta vez. Além da probabilidade de tomar um baile, com seus carrinhos atrasados e sua falta de controle, aliada à teatralidade do gola alta e da puxasacabilidade do cara de preto, será expulso antes de molhar a camisa.

    Curtir

  16. corinthiana disse:

    SILVINHO,vc ja percebeu q o NEIMAR quando perde o dominio da bola para o seu defensor,ele tromba com o adversario cavando falta, muitas vezes ate voando, numa cena digna de um grande ator.Profissao q ele pode exercer, quando deixar de jogar bola.

    Curtir

  17. Morgana disse:

    “Aqui, com a camisa santista, ele deita e rola. Deita e rola porque cada vez que leva uma chegada mais forte, firme, sem falta, é acrobático, teatral, voa, rola no chão, faz beicinho, cara de choro e a arbitragem, condescendente com o seu showzinho, aplica falta e amarela, quando não expulsa, o seu marcador.”

    Dai, vem o nosso lateral esquerdo dizer que quer arbitragem nacional pq está “traumatizado” com aquela no Equador.

    Fábio, que vergonha!

    Arbitragem tem que ser uruguaia, argentina ou até mesmo a paraguaia. Nada de arbitro local!

    Curtir

  18. Caveira disse:

    Silvio,
    Minha esposa é Santista e no dia das Mães, me pediu um presente inusitado: ver a final do paulista no Morumbi. Imagine, eu CORINTHIANO, assistindo um jogo das sardinhas!!! (espero que um dia, São Jorge me perdoe…)
    Lá fui eu para minha tortura. Conto essa história, pois, nunca tinha visto o Santos jogar 90 minutos…estava na cadeira laranja atrás do gol, onde o santos, jogou o primeiro tempo. Esse time só tem uma jogada: lançamento do Ganso para o Neymar, que sai na velocidade, ganha a bola do marcador e finaliza a jogada. Ou Juan pela esqueda e cruza para o Neymar dentro da área, que está como um centro avante…Só isso, mais nada!!! Jogadas pelo meio ou pela direita…nenhuma!!!
    Se o Tite assistiu esse jogo, ou outros jogos do Santos, sabe como ganhar esses dois jogos!

    Curtir

  19. Martelli disse:

    O Neymar joga muito contra Catanduvense, Guarani e outros quetais. Quando é bem marcado torna=se um jogador comum porém habilidoso. O Velez e a seleção do México mostraram como fazer para anular a calopsita. Que o Tite preste atenção e ponha em pratica uma marcação adequada. Dá para ganhar tanto na Vila como no Pacaembú e fazer a midia anti se desesperar.

    Curtir

    • Exatamente, foi anulado nas últimas partidas que disputou contra times que o marcaram como se deve. Acontece que aqui o pobre zagueiro do time do interior olha encantado pro dançarino, pede autografo, camisa, tira foto, ai sai do foco

      Curtir

  20. Jo disse:

    concordo silvinho, a midia brasileira fez um aue danado no menino, ( não que ele seja uma perna de pau, mas ta muito longe de ser um Mess da vida)i o problema é quem vai marcar ele, Alessandro não da, já fez muito pelo corinthians mas como lateral não da mais, temos que colocar ralf e mais alguem na cola dele, se colocarmos o marquinhos podemos queimar ele tambem, o ideal seria mesmo o edenilson.

    Curtir

  21. Velhinho sem Memória disse:

    SIlvio, esqueceu de dizer que aqui, é proibido fazer fala nele…acho que ele é de vidro…kkk
    É um pipoqueiro nato, que na Europa, será um jogadorzinho qualquer!

    Curtir

  22. David disse:

    Ótimo post.Realmente aqui a história e outra, é escrita por eles os antis e, tocar no menino mal educado da baixada é pedir pra sair…

    Curtir

  23. andre rish disse:

    Isto aí Silvinho. Se marcar bem ele não joga, pipoca mesmo!

    Curtir

  24. Ayrton Soeiro de Faria disse:

    Sem o apoio incondicional da mídia que quer criar um novo Pelé, sem a sanha das arbitragens , mais preocupadas em agradar a mídia do que em fazer justiça, o menino de ouro não perde a habilidade, mas encontra dificuldades que não está acostumado, e então choooooooora.

    Curtir

  25. O Ralf breca o Neymar e ainda dá chapéu no dançarino.
    Eu acho que o problema tá nos laterais… Imagina o Alessandro contra o Neymar?
    Lembro de um gol que tomamos do garoto, emcima do Alessandro. Neymar matou a bola, girou e o Alessandro deixou ele bater, pronto. Gol. Na boca da área.
    Tem que ficar esperto com isso aê.

    VAI CORINTHIANS! .o/
    mundobola.com.br/Corinthians

    Curtir

Amigo, faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: