E assim nascemos

E quem não tentem renasce-lo em outro lugar…

O Sport Club Corinthians Paulista foi fundado em 1º de setembro de 1910. No dia anterior, um grupo de cinco operários do bairro do Bom Retiro acompanhou a vitória por 2 a 0 do Corinthian Football Club sobre a Associação Atlética das Palmeiras. Inspirados pelo sucesso da equipe inglesa em excursão pelo Brasil, os pintores Joaquim Ambrósio e Antônio Pereira, o sapateiro Raphael Perrone, o cocheiro Anselmo Correia e o trabalhador braçal Carlos Silva se reuniram, sob a luz de um lampião, na esquina das Ruas José Paulino e Cônego Martins para discutir a criação de um time de futebol.

O encontro acabou por volta das 20h30 do dia 1º. Além dos cinco operários, outros entusiastas da ideia também participaram daquela reunião, entre eles César Nunes, irmão de Neco, primeiro grande ídolo corintiano, e o alfaiate Miguel Bataglia, nomeado como presidente. A homenagem ao Corinthian Football Club (primeira equipe europeia a excursionar pelo Brasil), sugerida pelo pintorJoaquim Ambrósio, foi determinada apenas alguns dias depois, após o descarte de nomes como Santos Dumont e Carlos Gomes.

Uma das aquisições iniciais do Corinthians foi, obviamente, uma bola. Com 6 mil réis arrecadados com moradores do Bom Retiro, o tesoureiro João da Silva fez a compra em uma loja da Rua São Caetano. O Corinthians, então, estreou na várzea paulistana em 10 de setembro de 1910, um sábado: derrota por 1 a 0 para o União da Lapa, na casa do adversário.

Os primeiros jogadores do Corinthians, entre eles Amílcar e Franciso Police, defendiam a Associação Atlética Botafogo, time de várzea do Bom Retiro que foi fechado pela Polícia. Não há registros oficiais sobre o uniforme da época, mas as camisas seriam creme, com golas e punhos pretos, e os calções, brancos. Com o desbotamento após cada lavagem, as camisas se tornaram brancas. Na época, o clube já contava com seu primeiro escudo, um “C” e um “P” entrelaçados.

Em pouco tempo, o Corinthians se firmou como um grande time. Nem mesmo um jejum de 22 anos, oito meses e uma semana sem conquistas expressivas – desde o Campeonato Paulista do IV Centenário, batendo o Palmeiras na final – diminuiu sua força popular. Ao contrário. Milhões de fiéis corintianos, representantes da segunda maior torcida do país, festejaram o fim do tabu com vitória sobre a Ponte Preta no Estadual de 1977. O clube ainda deu exemplo para o Brasil ao criar a “Democracia Corintiana” em tempos de ditadura militar, no início da década de 1980: tudo no Corinthians passou a ser decidido pelo voto, com participação do roupeiro ao presidente.

***

Estamos prestes a completar 102 anos de história.

Da história mais linda de um clube de futebol, que nasceu de operários, num bairro de operários.

Que foi crescendo e cresce a cada dia.

Cujo maior patrimônio é a sua torcida.

Somos milhões, 30, 40, 50, não se sabe exatamente o quanto somos, só sabemos que somos muitos e os maiores.

Como maior também é a nossa paixão, a paixão de uma torcida por um clube.

O Corinthians é o time do povo!

Manifeste a sua paixão pelo nosso Coringão!

Viva o Corinthians nosso de cada dia!

 

Anúncios

16 Responses to E assim nascemos

  1. PAULO disse:

    PARABÉNS CORINTHIANS !!!

    Curtir

  2. italiano disse:

    Obrigado Corinthians por ter me dado a oportunidade de ser seu torcedor..e retribuir com Coração , suor,lagrimas e alegria , parabéns…

    Curtir

  3. Mano Du disse:

    Hoje acordei, coloquei meu manto,fui na varanda, gritei“VAI CORINTHIANS´´, agradeci meu PAI, pois ele é a razão do meu CORINTHIANISMO, lembrei de Sócrates, de Márcio, Wilson Mano, Tupãnzinho,Biro, Zenon, são tantos e tantas historias(o gol de Viola em 88…). Trabalho, tenho minha familia, minhas coisas do dia a dia, meus compromissos,mas nas 24 horas do meu dia, penso no CORINTHIANS. Quando resolvo algum problema é “AQUI È CORINTHIANS´´,quando de alguma situação inusitada, engraçada,feliz é sempre um“VAI CORINTHIANS´´,,, por isso quero, agora emocionado, lhe agradecer CORINTHIANS, por fazer parte da minha VIDA da minha HISTORIA….muito obrigado MEU AMOR!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Curtir

  4. Múcio rodolfo disse:

    Entre tantas coisas que eu acho interessante na nossa gloriosa história é que aqueles rapazes foram escolher um dos melhores times da várzea para fazer a estréia do novo time: o União da Lapa. Qualquer outro, escoheria um adversário bem fuleiro para dizer que nasceu vencendo. O Corinthians, não. Mostrou que vinha ao mundo para encarar qualquer desafio. Isto explica, por exemplo, porque conseguimos ser campeões da Copa do Brasil batendo um papão de títulos da competiçao e porque logramos ganhar nossa primeira cucaracha em cima de um todo poderoso Boca Juniors. Feliz Aniversário nação corinthiana!

    Curtir

  5. Marco ACT disse:

    Pra mim ser torcedor do Timão é uma alegria imensuravel, é uma paixão que mal cabe no peito. Orgulho de ser Corinthians

    Curtir

  6. Paulo disse:

    O mais curioso de ver o Corinthians fazer 102 anos é imaginar que eu vivi quase a metade disso, como corinthiano. Quando comecei a torcer pelo Timão, bem criança – “na aurora de minha vida, na minha infância querida, que os anos não trazem mais”, como diria o poeta -, imaginava-me um grão de areia, talvez, perto de toda a “praia” de história corinthiana. Era como se houvesse “séculos” antes de mim, nessa trajetória, de acordo com minha percepção de então. Com 6 anos, em 1969, minha vida representava 10% da trajetória corinthiana. E, no entanto, hoje, me vejo como parte dela, quase que pela sua maioria. Parabéns, Timão! Que essa história não morra jamais e que cada geração possa compreender, com exatidão, que fazemos, todos, parte de uma corrente que não se quebrará nunca, em que cada um tem o dever de passar esse legado a seus filhos, netos, sobrinhos, filhos dos amigos, etc!

    Curtir

  7. Carlos Dias disse:

    Com tanto tempo sem ganhar titulos somos a segunda torcida do Brasil.
    Imaginem se ganharmos o segundo mundial em dezembro – eu tenho certeza que vamos ganhar.
    Mais um ano de títulos e superamos os flagelados do Rio.
    Salve o Corinthians o campeão dos campeões.

    Curtir

  8. Carlos Amaral disse:

    E o Chelsea acaba de ser massacrado pelo Atlético Madrid. Os ingleses tradicionalmente têm muita dificuldade de enfrentar times sem cintura-dura. Bom sinal para nós, na véspera de nosso aniversário de 102 anos que será brindado por uma espetacular Lua Azul de São Jorge. Vai Corinthians, mesmo com o campeonato brasileiro tendo ido embora, a cada vez que você estiver em campo,estarei ligado em você!

    Curtir

  9. Silvinho, o livro do Lourenço Diaféria – Coração Corinthiano – narra o momento que o time seguiu para jogar sua primeira partida, contra o União da Lapa. Nele, a informação que ele levantou foi de que a camisa era branca, com punhos pretos, gola preta e cordão preto na gola. Os calções foram feitos de sacos doados pelos feirantes do Mercadão e não eram brancos, brancos, eram mais chegados ao creme… isso é uma coisa interessante na história do clube porque a camisa de cor creme não fazia sentido algum em um time que tinha nascido preto e branco, Era uma cor cara de se obter e, pelo que sei, camisas assim eram importadas… O que desbotou foi o punho e a gola, que ficaram num tom de azul anil muito forte, mas o estatuto do clube manteve o branco e preto. Fazia mais sentido usar uma camisa branca, como era a do Corinthian inglês…

    Abraços!

    Curtir

    • Luís Carlos disse:

      Ouvi uma história parecida também. Um véio do Bom Retiro que conheci me havia contado que a camisa era branca em tecido de algodão que se utilizava para fazer sacos de açúcar. Que nem as dos escravos. Na feira da Praça da República se vê esse tipo de camisa para comprar ainda. Conforme ia enchendo de lama jogo após jogo, ela ia ficando bege, pois não havia na época alvejante que dava conta.

      Curtir

  10. Ernesto de Minas disse:

    De Miguel Bataglia a Mário Gobbi.
    De Neco a Paulinho.
    Vai Corinthians; eternamente dentro dos nossos corações.

    Curtir

  11. Fabiano disse:

    Isso é Corinthians !!! Nasceu pequeno no meio do povo e hoje é grande, grande como o povo brasileiro !!!!

    Antes tivessemos mais corinthianos como esses que fundaram o clube e menos como esse Hannibal que vem aqui de vez em quando ofender e tentar cercear a liberdade de quem quer o bem do clube.

    Curtir

  12. Décio Monteiro disse:

    o sapateiro Raphael Perrone, era o tio tataravô do Ricardo.
    vejam que suas raízes são profundas mas tão profundas que ele acabou virando anti corinthiano…..vai ser profunda lá na……….!!!

    brincadeiras a parte, a nossa história mostra que o Corinthians já nasceu fruto da simplicidade, inspirado por cocheiro, alfaiate, trabalhador braçal , sapateiro e pintores. Essencialmente homens do povo que reunidos constituiram um time de futebol e que mesmo após 102 anos mantém suas origens e dela temos muito orgulho.
    Sou Maloqueiro..
    Corinthiano e Sofredor..
    Graças a Deus!!!
    O Corinthians é o povo que abafa e incomoda muito. Um rolo compressor que caminha célere e vai minando um a um seus oponentes.
    Silvio, é muito bom que isso seja sempre mostrado para que nos mantenhamos sempre com o mesmo foco e da mesma maneira, sem nos divergirmos daquilo que foi proposto a cento e dois anos atrás.
    Veja moçada é assim que nós fomos e é desse mesmo jeito que temos que continuar seguindo ,sem desviar da rota ,porque a nossa união e a força da nossa torcida é impossível de ser batida.
    ” A força do povo é a força do Corinthians ” (d.s.m.)

    VAI CORINTHIANS ! parabéns a você e a todos que o admiram…

    Curtir

  13. E assim permaneceremos por toda a Eternidade !!!

    Como diz aquela musiquinha…”depende de nós”

    Curtir

    • O time do povo e dos povos, preto, branco, católico, protestante, judeus e muçulmanos, sem preconceito de cor, raça, etnia, língua, todos juntos esquecendo seus problemas, suas frustrações, suas angustias, se abraçando sobre toda e qualquer desconfiança de uma convivência pacifica, tido porque ali está o Corinthians !!!

      Corinthians que fez um menino recém chegado do Nordeste se apaixonar intensamente por Gilmar, Roberto, Luizinho, Cláudio e
      Baltazar, e mesmo depois de tanto tempo de espera a paixão só aumentou por Basílio, Zé Maria, Wladimir e Palhinha, isso custou um desmaio ao gol do pé de anjo, mas custou também um corintianismo intenso nos seus quatro filhos (eu sou um deles) e mais intenso ainda, se é que é possível, em seus netos.

      Quem não é, não tente entender, não vai conseguir…

      Aqui é Corinthians !!!

      Curtir

      • Décio Monteiro disse:

        Mauro

        Eu entendo porque nesse dia quem levantou e deu água pro seu pai ,””fui eu””. Afinal foram muitos anos “”engolindo sapo”” !!!.
        Desulpe o saudosismo mas só quem viveu intensamente essa época consegue entender.

        saudações sãojorgianas

        Curtir

Amigo, faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: