Aqui não existe mais Corinthians

 

Esta bandeira do Corinthians ornava os fundos de um barraco na Comunidade do Aracati, na Penha.

Assim, como o barraco, logicamente a bandeira não existe mais.

São mais de 600 pessoas que hoje estão desalojadas e desassistidas.

Atrás desta comunidade, está sendo levantado um condomínio. Que muitos interessados, reticentes, evitavam adquirir imóvel ali exatamente pela presença de tão “incômoda” vizinhança.

Esta foi mais uma comunidade destruída pelo incêndio, na cidade de São Paulo.

Do ponto de vista humanitário, é evidente que a notícia de ausência de vítimas fatais na maioria destes incêndios, causa conforto.

Porém,por outro lado, causa estranheza que comunidades estejam sendo completamente devastadas, sem causar vítimas fatais e em muitos casos, sem vítimas.

O Ministério Público investiga se incêndios como este são motivados pela especulação imobiliária.

Curiosamente, muitos destes incêndios vem ocorrendo próximos de onde existem obras ou perspectivas de obras, públicas ou privadas.

É preciso investigar.

E mais do que isto, o problema habitacional no Brasil, em específico, na nossa cidade, precisa ser encarado de frente.

Não de lado.

Nem de costas.

Anúncios

28 Responses to Aqui não existe mais Corinthians

  1. Jefdascanio disse:

    Não sei se é especulação imobiliária, mas que é “coincidencia” demais os incendios pararem depois das eleições isso é…

    Curtir

  2. Michel disse:

    Hoje a vida e a dignidade das pessoas não valem nada.

    Curtir

  3. PAULO disse:

    DAVID, EU SOU DA CLASSE MEDIA E ME ORGULHO DISSO.
    PARA DE FALAR MERDA E OFENDER AS PESSOAS.

    Curtir

    • Ernesto de Minas disse:

      Paulo, o que tem de preconceituoso nesse blog é brincadeira, como diz o Neto ! Sinceramente, sou corinthiano, não sou maloqueiro e muito menos sofredor, graças a Deus ! Parece que , para muitos aqui, o estereótipo do corinthiano é de pobreza, miscigenação e periferia. Sou filho de italiano (meu pai é nascido e criado em Nápoli), moro no interior de Minas, não sou pobre e o Corinthians não me faz sofrer, ao contrário, sou feliz pelo Corinthians. Todas as pesquisas mostram a predominância corinthiana em todas as faixas de renda e de escolaridade,mas alguns insistem em lutar contra as pesquisas.

      Curtir

      • PAULO disse:

        SABE ERNESTO, EU TEMO PELO FUTURO DESSE PAÍS QUE INFELIZMENTE ESTÁ TOMADO PELA BANDIDAGEM.
        AQUI EXISTE MUITA HIPOCRISIA E MENTIRA PRINCIPALMENTE DESSA CLASSE POLÍTICA CORRUPTA E MENTIROSA QUE “GOVERNA” O BRASIL.

        Curtir

      • Múcio rodolfo disse:

        Ernesto.
        1-Eu não sou maloqueiro, mas se ficar preocupado com o Corinthians, na angustia se vai ganhar ou não, se vai ser campeão ou não….se sentir qualquer ofensa ao Corinthians como uma ofensa a minha pessoa, qualquer piada sobre o Corinthians sendo uma piada sobre a minha pessoa, eu me considero um sofredor sim
        2- Vc tem razão. Somos maioria em todos os segmentos da sociedade. Nos estratos menos favorecidos somos a imensa maioria. Nas classes mais abastadas nossa vantagem é pequena, mas ainda assim somos maioria.

        Curtir

        • Ernesto de Minas disse:

          Vc parece ser jovem, caro Múcio. Sofridos foram os anos de fila, sofridas foram 2 derrotas em penaltis na LA. Hoje temos angustia em alguns jogos, em alguns momentos, mas sofrer não. O Corinthians, desde que entrou o século XXI, nos dá mais alegria que qualquer time.

          Curtir

          • Múcio rodolfo disse:

            Verdade, Ernesto. A partir de 1995 comemorar títulos se tornou uma rotina para nós corinthianos. Eu não vivi intensamente os anos de calvário, pois começei a exercer o meu corinthianismo apartir de fins de 1976 e naquele tempo eu nem sabia da tal invasão. É que o Corinthians enfrentou o time do convênio e eu não sei porque cargas d’água me interessei pela partida. Antes eu me dizia corinthiano, mas era da boca pra fora. Talvez eu tenha exagerado ao usar a a palavra sofrimento, mas de 1978 a 1995, as coisas não foram tão fáceis assim pra gente. TAlvez a palavra angúsita fique mais apropriada. Mas em 79, por exemplo, só chegamos as finais sem depender de tribunal (lemgre-se que o Matheus se recusou a colocar o time numa rodada dupla com o Chiqueirense) porque a Ferroviária empatou em casa com o já eliminado Botafogo. Em 82 e 83, mesmo com o time da democracia; do outro lado tinha um adversário que era chamado de Máquina e contava com 4 jogadorres da seleção de 82 (se bem que mais da metade era reserva). Em 88 ficamos na dependência de uma vitória do Chiqueirense sobre os bambis. Em todos esses momentos, houve um tanto de angústia mesclado com esperança. Talvez também eu tenha usado o termo da forma como os antis usam, pois para nos tudo é conseguido a base de muita luta, enquanto para eles é “mole pro gato” ou “mamão com açúcar”.

            Curtir

  4. Luís Carlos disse:

    Para ser especulação imobiliária teria que ter envolvimento do prefeito e de todos os vereadores porque normalmente esses terrenos pertencem à prefeitura. A prefeitura teria que desocupar o terreno, fazer a desafetação pública, aprovar na câmara de vereadores e, se não necessitar ainda alterar a lei orgânica, vender.

    Se o motivo é fazer uma “faxina” para a copa, seria muita burrice, pois a reurbanização do local custa quase o mesmo que indenizar e prover assistência social aos desabrigados.

    Pra mim é uma quadrilha ligada a alguém que cuida da grana que será usada para dar abrigo e assistência às famílias. Normalmente em catrástofes como incêndios, enchentes e desmoronamentos nenhum morador afetado vê a cor do dinheiro. É o mesmo esquema da “indústria” da seca.

    Curtir

  5. Carlos disse:

    Parabéns pela postagem.

    À primeira vista, fugindo do foco do blog; mas, na verdade, corinthianíssima, da foto ao tema, passando pelo ponto de vista adotado.

    Curtir

  6. Stephane disse:

    O pior de tudo é ver gente falar, como em alguns comentários dessa notícia no UOL que “vocês já repararam que ninguém NUNCA se queima nesses incêndios? Provavelmente eles mesmo colocaram fogo, pra ganhar uma casa nova do governo paga por nós, cidadãos de bem…” É pra cair o cu da bunda mesmo…

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      A sua interpretação esta equivocada, amigo. Quando alguem questiona que ninguem se queima nestes incendios está, na verdade, sugerindo que o fato por si só é muito estranho

      99% das pessoas que moram nestas comunidades estão lá por falta de moradia e melhores condições de vida, sem emprego, dinheiro, auto-estima, dignidade e cidadania. Mas existem os que se aproximam de forma oportunista e em muitas vezes, fazem o que chamamos de serviço sujo

      Curtir

      • David disse:

        Stephane vá torcer para times burgueses como o SPFC, o PArmeira fascista ou algum do RJ. Sua presença entre nós me enoja até porque se estudasse não teríamos o desprazer deste comentário preconceituoso….

        Curtir

        • Edilson Coringão disse:

          Tem gente com problema de interpretação de texto … Quando a ( ou o) stephane colocou o texto preconceituoso entre aspas estava reproduzindo um comentário no UOL, e criticando. Antes de criticar, sugiro ler com mais atenção (e estudar mais).

          Curtir

        • Nivaldo disse:

          E preciso ler e “entender”, o que o (a) Stephane disse é sobre comentarios sem fundamento.
          Vamos ler para depois criticar, afinal ele(a) esta concordando com seu ponto de vista.
          Depois da mesma maneira que não tolero a vinculacao pura e simples de ser corinthiano com pobreza social/educacional/mental, dizer que alguem que torce por A ou B é isso ou aquilo retrata a mesma pobreza de raciocinio dos anti.
          Por ultimo, nesta questao das favelas (comunidades) estao todos no mesmo grau de responsabilidade, moradores das comunidades que não tiveram a capacidade de cobrar seus governantes nos seus locais de origem e depois vem pressionar/exigir uma açåo dos governantes aqui, esses inescrupolosos movimentos sociais de fachada protegidos por partidos “politicos” tambem de fachada e por fim nossos governantes, que so enxergam a proxima eleicao a cada 2 anos e tem medo de se expor e tratar o problema de forma seria.
          Enfim o Brasil é o que é por causa da bovinidade de seu povo, por decorrencia nosso governantes não poderiam deixar de ser ruminantes que também só pastam, daqui pra la e de la pra ca. E viva a Republica!
          E pra não esquecer: Vai Timao!!!

          Curtir

          • Roberto disse:

            Nivaldo
            Perfeita sua analise
            Como eu sempre digo,
            Existem dois tipos de Corinthianos
            Os ´Manos`….so conhecem futebol (sic) e nada mais…esses eu abomino…pois não acrescentam nada a sociedade..
            Não reividicam nada, não sabem votar…alias não é so em nossa torcida que existem esses torcedores ´Manos`..
            temos outro tipo de torcedor, que alem de torcer , sabem diferenciar futebol de outras atividades.
            Essa questão de favela é bem complexa..
            A grande maioria esta la por falta de opção, mas quando algum prefeito , reurbaniza e constroi predios populares, muitas pessoas aproveitam e vendem seus apartamentos e voltam para a favela
            Brasileiro, por natureza é folgado , prefere que deêm o peixe ao inves de aprender a pescar, não estou generalizando..mas, infelizmente essa é a mentalidade nosso povo, quer e pensa que é esperto, a famosa lei do Gerson.

            O Blogueiro tambem tem umas manias , de que o Corinthians é povão..
            Qual o seu conceito de povão?
            Voce tem acompanhado as pesquis sobre torcida de futebol?
            O que da a entender pelos comentarios do Blogueiro que só pobre , maloqueiro é torcedor do Corinthians!!!
            Se esse é o seu pensamento..
            Lamento……
            mas, é muita pobreza de espirito..
            Espero estar equivocado

            Curtir

            • Múcio rodolfo disse:

              Roberto.
              1-Eu concordo com grande parte do seu comentário, mas quando vc diz que brasileiro é “folgado por natureza” ou “essa é a mentalidade do nosso povo” vc está generalizando sim. Uma parte dos brasileiros é sim folgada e uma parte tem esse tipo de mentalidade. A outra parte, não. Alguns se aproveitam de tais situaçoes para ganharem dinheiro. Isto que vc disse sobre pessoas que adquirem apartamentos do governo de depois os vendem, dizem dos sem terras que ganham lotes de terra e depois os vendem. Tai comentários são ditos por aqueles que desejam desqualificar tais movimentos sociais, o que não é o seu caso. Pra mim isto me parece muito simples. Bastava o governo cadastrar quem já recebeu apartamento ou terra nessas circunstâncias e excluí-los de outras distribuições.
              2- Quanto ao time do povão. Eu também gosto de dizer que o Corinthians é o time do povão porque é um clube preferido por este segmento. Mas também somos o time da classe media e dos ricos. As vesperas da final da cucaracha, diante dos preços dos ingressos, temeu-se pela presença de uma torcida pouco vibrante, afinal seria formada por “ricos”- isto teoricamente falando. E esse temor acabou se mostrando infundado.

              Curtir

              • Roberto disse:

                Mucio
                Voce pode ler me meu comentario…`sem generalizar”
                Logico que grande parte do povo não tem essa mentalidade
                Mas, o que prevalece perante outros povos é essa ´malandragem` do povo
                Agora com relação aos sem teto…sou totalmente contra seus argumentos
                So me diga um assentamento que deu certo?
                Os caras invadem fazendas produtivas por invadir….
                Se voce epsquisar um pouquinho…veras que grandes assentamentos se dissiparam depois de um tempo..e os caras venderam seus lotes e partiram para outras invasões…
                Isso eu ouvi de em uma entrevistas de um lider desse Malfadado MST

                Curtir

        • Ayrton disse:

          Me desculpe, mas esse comentário cheio de preconceito do Stephane, se assemelha em muito à história de que quem recebe bolsa famiília, deixa de trabalhar!

          Curtir

  7. italiano disse:

    Penso que essas comunidades carentes são um cancer para qualquer cidade , não por culpa dos moradores e sim pela ausencia do estado , que tem obrigação de assistir essas pessoas , oferecendo moradia digna , não dando , mas sim dando condições para essas pessoas comprar ( e sei que farão esses pagamentos com alegria) , mas realmente nesses locxais citados , valorizou-se muito e ficaram mais seguras , pela simples razão de o estado marcar região…exemplo na berrini que a tempos atras era um favelão e hoje existe predios de ukltima geração , e na Aguas Espraiadas ja esta acontecendo isso que chegará até a imigrantes….

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      Pois é Italiano

      O governo dá as costas, o crime organizado se faz presente nas comunidades com suas ações assistencialistas. Melhoraram e equipam os barracos, fornecem alimentação, dinheiro, montam suas estruturas para fornecimento de entorpecentes e o resto ja sabemos como funciona

      Curtir

  8. Cesar disse:

    Eu comento isso há tempos tb, pois não é de hj que isso acontece: sempre que há o início de avanço imobiliário em uma determinada região, a favela instalada no local “misteriosamente” pega fogo.
    Exemplos não faltam: região da Berrini, Campo Belo, atrás da V. Zelina, V. Leopoldina, Barra Funda… quanta “coincidência”!
    Esse de ontem estava na cara que iria acontecer, mais cedo ou mais tarde: o valor dos aptos. deste condomínio valorizaram, principalmente após o anúncio da linha 15 do metrô; óbvio que essa favela iria sair de lá, de um jeito ou de outro… e saiu.

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      Sim, Carlos

      Saiu. Eu passo por ali com certa frequencia, a caminho do Sacolão da Penha. Certa vez comentei com um morador do local sobre isso. Ele disse que ja diziam para compradores que a comunidade sairia dali.

      Coincidência ou não, há alguns dias o stand de vendas foi retirado e os tapumes foram levantados

      Ontem, o incendio destruiu tudo. Estranho ?

      Curtir

      • David disse:

        Passamos pela higienização social tão adorada pela classe mérdia paulistana. De fato que há algo “estranho”.
        Na arte musical encontraremos este vídeo que resume bem o pensamento e o modo de vida destes iludidos…
        Classe Média – Max Gonzaga e Banda Marginal

        E, para fechar com chave de ouro…
        Facção Central (É Corinthians)
        Discurso ou Revólver

        Se for um narcisista iludido não conheça e não ouça Facção Central, poderá sofrer dos males da realidade.

        Curtir

Amigo, faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: