Corinthiano vive de Corinthians. O clube, de títulos

Assim que deixamos de conquistar o Brasileirão de 2010, Ronaldo, ainda no vestiário, vestiu e postou no seu twitter uma camiseta que gerou polêmica:

ronaldocamisavicecorinthians1_plixi62

 

“Nós Vivemos do Corinthians”, foram os dizeres às costas da camiseta.

Até o “do Corinthians” rendeu polêmica, já que conforme muitos na época também protestaram, o correto seria “de Corinthians”.

Mero detalhe que em pouco, quase nada, mudava a realidade da intenção do gesto.

Na época, defendi a tese de que o Corinthiano vivia sim de (ou do..) Corinthians.

Porém o clube, vive sim de títulos. Nem que sejam os patrimoniais para associados.

Pois bem. Os números de visitas ao nosso Memorial e ao clube, depois das conquistas da Libertadores e do Bicampeonato Mundial, aumentaram muito.

Mas muito mesmo.

Entre julho e agosto, após a conquista da Libertadores, foram registradas mais de 30 mil visitas ao Memorial.

Antes da Taça, não passavam de 3 mil o número de visitantes ao Memorial a cada mês.

Aumento significativo.

Agora, com o Mundial, desde a chegada da Taça no Memorial, no dia 22 de dezembro, mais de 8 mil pessoas passaram por lá. Os números são do Departamento Cultural do clube, capitaneado por Flavio Ferrari Junior.

8 mil pessoas!

Em apenas 5 dias de visitação.

A qualquer hora do dia, filas para ver a taça do Bi Mundial

A qualquer hora do dia, filas para ver a taça do Bi Mundial

Números também informados pelo Departamento Cultural, dão conta que desde o dia 17 de dezembro, um dia após a conquista do Bi Mundial, mais de 8 mil camisas foram vendidas somente na Loja Poderoso do Parque São Jorge, local de saída obrigatória do Memorial.

E que destas 8 mi camisas, 2 mil são do goleiro Cássio.

E muitos destes visitantes do Memorial, acabam visitando o clube, consumindo no restaurante e lanchonetes do clube.

Além de muitos, também, acabaram se tornando sócios.

Agora, caros amigos corinthianos, algumas perguntas:

Se o clube não tivesse ganhado nada neste ano, teríamos atingido estes números?

Algum departamento de marketing no mundo consegue alavancar os negócios de uma marca que não seja vencedora?

É possível um clube sobreviver (bem e com dignidade, sem envergonhar sua torcida e passar perreios financeiros) sem conquistar títulos?

 

Anúncios

36 Responses to Corinthiano vive de Corinthians. O clube, de títulos

  1. rendez disse:

    O spfw mesmo ganhando titulos nunca conseguiu alavancar sua marca. A unica coisa q conseguiu foi atrair “torcedores” migrantes(com todo respeito) q acham q vai ter algum status por torcer pro sum paulu.

    Curtir

  2. Anderson Masetto disse:

    Concordo com a sua tese Silvinho. Mas ao mesmo tempo, acho valida a ação de 2010, porque acho que a ideia era mostrar que o nosso maior patrimônio não são os títulos, mas sim a fiel. E a torcida certamente será o nosso grande trunfo na continuação da internacionalização da marca. O que aconteceu no Japão espantou o mundo e agora estão todos de olho em nós.

    Curtir

  3. Italiano disse:

    …a grandeza de um clube eh a felicidade e orgulho de seu torcedor…nosso DNA eh a paixao…ESQUECAM OS BAMBIS , NAO SAO PARAMETRO PARA NADA….

    Curtir

  4. João disse:

    As árvores do PSJ, dizem que a filha de Rozemberg declarou que o seu pai tem a cabeça mais evoluida que as pessoas que estão no PSJ.

    Curtir

  5. Denis Nunes disse:

    Tudo muda, tudo evolui, mas o Corinthians é diferente, no Corinthians é diferente. O amor do torcedor é provado a todo instante, basta o clube lançar uma camisa, basta lançar um novo livro, qualquer fato e lá vai estar a prova.
    Títulos são importantíssimos sim, mas o Corinthians é gigante demais, nem a gente tem noção dessa grandeza.

    Curtir

  6. Múcio Rodolfo disse:

    O que a gente não pode pegar é os vícios de outras torcidas. Por exemplo: achei tremendamente lamentável a torcida gritando “puta que o paril libertadores que o Botafogo nunca viu”….ou o time perdendo e a torcida gritando mundial…

    Curtir

    • Italiano disse:

      ..ou gritar com odio no coracao…Jamais serao , jamais serao…acho que a vida daqueles panacas ficou sem sentido que devem ter cometido suicidio…

      Curtir

  7. Celso Andrade disse:

    Creio que é possível sim veja o caso da Ponte Preta.

    O que eu acho que não é possível é a Imprensa viver sem Corinthians

    Curtir

  8. Rogério disse:

    Silvinho, o Corinthians é um caso especial. É um clube que nasceu grande, nasceu para ser um dos maiores do mundo quissá da galáxia. A torcida faz dele o melhor, este é o diferencial dos demais clubes. E por sua grandeza, os títulos são fundamentais. A diferença é que nós jamais deixaremos de amar nosso time, e nos momentos mais difícieis provamos o nosso amor pelo Timão. Comercialmente falando, os títulos alavancam valores ainda maiores de patrocínios. Hoje em dia, como disse Mário Gobbi, o futebol é business.

    Curtir

  9. RENATO77 disse:

    Achei a camisa, a frase ótima!
    Como Corinthiano dos tempos do jejum, entendi a “mensagem”.
    Sentimentos são difíceis de traduzir em palavras…quanto mais em apenas uma frase.
    Seria mais ou menos como dizer que para outras torcidas, os titulos são MAIS importantes do que pra gente.
    Mas CLARO que queremos títulos. O clube PRECISA disso.
    Mas é importante tentar manter aquela chama, aquele sentimento dos tempos de jejum aceso dentro de cada um de nós. É difícil, os tempos mudam. Nosso destino está, cada vez mais, apontando para vitorias e conquistas.
    Seria bacana que as novas gerações mantivessem esse sentimento de “Corinthianismo” acima da cobrança exagerada por títulos. Exigir SIM, garra e que honrem a camisa, títulos serão consequência.
    Nessa ordem.
    Abraço.

    Curtir

  10. Eu como torcedor antigo com os meus quase 70 anos,não me preocupo com títulos porque fiquei anos sem comemorar mas sei que ganhar campeonatos é muito importante para qualquer clube,e logicamente para nós também,mas lembro que durante esses anos que não ganhamos nada a nossa torcida aumentava a cada ano e sem qualquer tipo de marketing a não ser uns espelhinhos de bolso que existia lá pelos ano 40 e 50 e só que me lembro e nada mais.Mas também sei que os tempos são outros e que sem títulos e um bom departamento de marketing o negocio não anda, quanto patrocínio maior ou menor não interessa vamos ver no fim do ano que vem qual clube que faturou mais de forma geral e não só em patrocínios.

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      Salvador, naqueles tempos nao existia o marketing esportivo, muito menos no futebol

      Os tempos passaram, mudaram, outra realidade. Hoje, se o boleiro não entende ou nao sabe quantificar o seu valor e a sua grandeza para o espetaculo, existe um casting que lhe dá suporte que entende bem disso

      O cara sabe que cada vez que poe a cara na tela, quanto vale cada segundo

      Sabe quanto vale cada passe, cada gol, cada entreviste e alguns, pasme, até cada autografo

      Curtir

  11. Paulo disse:

    Essa frase, embora tenha até algum fundamento – e a nossa história prova isso -, no contexto em que foi utilizada, como estratégia de marketing para silenciar a torcida, após uma humilhante perda de campeonato brasileiro ( na verdade, graças à ineficiência de JC e R-9, não conseguimos nem o vice-campeonato, o que viria a nos custar o Tolima ), me deixou muito p. da vida. Poucas vezes me senti tão afrontado, como corinthiano, pela própria diretoria – bola fora total da Rosenberg. Mas cada um vê de uma forma. Há quem tenha gostado da manipulação barata. Seja como for, parece indiscutível que vivemos novos tempos, em que a conquista de vários títulos importantes é condição “sine qua non” para o crescimento exponenciado de qualquer clube. Posto isso, a questão que se coloca, daqui pra frente, é a seguinte: ocorrerá alguma mudança no perfil de nossa torcida, a partir do momento em que nos tornarmos um time ultra-vencedor? Quero com isso expôr uma dúvida – ou até angústia. Ou seja, a partir desses novos tempos, corremos o risco de termos os famosos “torcedores-modinha”, como os bambis cucarachianos da era Telê – torcedores do bem-bom, sem as dificuldades e o sofrimento que sempre nos caracterizou e forjou nossa identidade como torcida? Deus nos livre! Se for assim, que sirvam só pra comprar camisas e alavancar as receitas – como os ditos 600 milhões (?!) de torcedores do Manchester United -, porque não me sentirei muito identificado com eles, confesso. Precisaremos nos reciclar, talvez?

    Curtir

    • Múcio Rodolfo disse:

      Eu comecei a torcer em fins de 76…Não peguei aquele sofrimento todo. Mas o sofrimento era tão recente que fiquei com as sequelas….E como o time quase sempre dependia de resultados alheios ou de superação para conseguir classificação ou títulos…(em 88 a gente precisou de uma improvável vitória do Chiqueirense sobre os Menudos do Cilinho) eu me preocupo com esta postura meio triunfal de parte da nossa torcida….Eu não quero que o clube perca a sua essência.

      Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      Paulo, a torcida esta passando por um processo de renovacao

      Veja por exemplo meus filhos:3, 14 e 8 anos, em tão pouco tempo de vida, quantas vezes ja viram o clube ser campeão!

      Ja viram mais de Corinthians na tv nos ultimos dias do que a gente da infancia até o inicio da maturidade

      Curtir

      • Paulo disse:

        Concordo, Silvinho! Creio que não devamos, em princípio, deixar de acolher nenhum corinthiano. Mas eu sempre digo aos meus filhos sobre o anticorinthianismo da mídia ( gozado que os antis acham que a mídia nos protege, confundem super-exposição e interesse comercial com favorecimento ); sobre o jeito particularmente insidioso deles nos tratarem; do preconceito; da vileza; do falseamento e manipulação barata da verdade para tentar nos desmerecer. Conto também sobre a história suja de alguns dos nossos “rivais”, especialmente do SPFW, e do quanto, inobstante isso, a torcida deles é alienada acerca da própria história. Enfim, ser corinthiano é ser militante e conhecer nossas raízes, que nunca poderão se perder.

        Curtir

    • AndersonII disse:

      Quem viveu os 23 anos de jejum, sabe muito bem o que significa essa frase.

      Os ” novos” realmente são exigentes, e não tem a tolerância própria dos calejados.

      Eu por exemplo, se vivesse de títulos estaria morto na época do jejum.

      Hoje, se ficar um ano sem vencer os de barriga cheia ficam indignados.

      Como vc disse Silvinho, os tempos realmente são outros, até nos dias de hoje, após um brasileiro,,uma libertadores e o bi mundial, a gente ainda vê alguns indignados com o passado.

      Eu nunca fiquei um segundo indignado pelos 23 anos de fila, pelo contrário, mais cresceu o meu amor pelo Corinthians, e a torcida , idem na mesma data.

      E c’est fini!

      Curtir

  12. Vinicius disse:

    creio que sim, ano de 2010 foi bom financeiramente pro Corinthians e nao conquistamos nada… 2008 na serie b idem.

    Corinthians nao deixa de ser grande caso fique na seca.

    Curtir

  13. Múcio Rodolfo disse:

    O nosso amor ao Corinthians vai além da satisfação de dizer que é campeão disso ou daquio. Mesmo quando o time está numa draga franciscana, a nossa relação com o clube parece que fica mais intensa. Foi assim em 1981, em 1987, em 1997, 2004, 2007 anos em que passamos por maus bocados. Nós não nos esquivamos como outros torcedores. Talvez por estar estampado na cara que somos corinthianos e por isso não tem como se esconder, nós botamos a cara à tapa. Vila-sonianos, turiassunaos e litorâneos, em sua grande maioria, ficam naquela de que “não tenho nada com isso” quando seus times passam por uma fase ruim. Nós não. Em nossa grande maioria, a doença pela qual passa o Corinthians é a nossa doença, a felicidadade que vive o Corinthians é a nossa felicidade. Por outro lado, eu me lembro de uma tese do Saldanha para o crescimento da nossa torcida nos anos de tabu. O Corinthians sempre dava ao torcedor a esperança de que naquele ano o martírio iria terminar. Não queremos um rolo compressor, um acumulador de títulos (se for tudo bem, ninguém vai reclamar), mas um time com capacidade de lutar.

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      Concordo

      Mas na hora de negociar qualquer coisa, seja direitos de arena, seja patrocinio, se não for um clube vencedor, dificulta muito

      Curtir

  14. Flavio Mallita disse:

    em tempo riquezas.

    Curtir

  15. Flavio Mallita disse:

    Fui 2 vezes ao PSJ depois da conquista do mundial, tenho 29 anos de sócio do clube, nunca presenciei, tamanha movimentação para adquirir produtos oficiais do todo poderoso. A torcida corinthiana possui um amor incondicional pelo clube, mas sem dúvida nenhuma, a conquista de titulos , não só contribui para enriquecer a história, como é tambem fundamental, para o crescimento do clube como um todo, em vendas, midia nem se fala, é fortalecimento da marca, vivemos do Corinthians, mas vivemos tambem de titulos, é consequentemente das riquesas que proporciona.

    Obs: Mais uma vez o uol, é outros sites, afirmam que o contrato dos pó de arroz com a penalty, é superior finananceiramente ao do Corinthias, isso tem algum fundamento ???, ou é mais umas daquelas noticias para criar polemicas a custa do maior de todos?? Silvinho , você possui alguma informação sobre isso.

    Curtir

    • Múcio Rodolfo disse:

      1- Sabe que eu acho interessante, Flavio, é esta necessidade se usar o Corinthians como referência. Não bastava o (uol)IXO colocar na manchete: “Vila Sonia acerta contrato milionário com a penalty”?
      2- Com o time campeão a mídia abutrista tem que procurar pelo em ovo, chifre em cabeça de cavalo……

      Curtir

    • Daniel disse:

      Na globo tambem tinha uma reportagem falando sobre isso. Ta com cara de noticia plantada ou interpretação incorreta dos fatos para “favorecerem” os tricoletes. Tipico deles inclusive.

      Fala que foi 80% melhor do que o antigo. Isso porque é a penalty que não tem essa moral toda. Isso que é para um clube de torcida modinha. No minimo estranho.

      Se for verdade, o que tenho grande convicção que não seja, dai demonstrara que o Corinthians e o depto de Marketing são ruins.

      Estao sendo divulgados que os contratos Adidas/Flalido e Penalty/Tricolete sao superiores. Se isso for verdade ta explicado a “saida” do Rosemberg.

      Mas em maio de 2013 teremos os valores reais nos balanços. Dai creio que teremos uma grata surpresa. E esses jornalistas que esta divulgando isso vao se “esconder” no buraco do Fuleco e nem uma nota de retratação vao postar.

      Curtir

    • lordjulio disse:

      Com certeza é conversinha, no site da Globo esporte fala que sao 13 milhoes/ano ou seja nem metade do nosso com a Nike.

      Curtir

    • Yoshi disse:

      A maioria das notícias do São Paulo na imprensa, são sempre superdimensionadas para tentar engrandece-los e diminuir o Corinthians.
      Há informações hoje, de que o valor do contrato é de 22 milhões liquidos, e o restante são eventos e premiações (Painel Folha SP)
      Em cada notícia, não deveríamos criticar o nosso Marketing, visto que a cada dia temos motivos para nos orgulharmos mais ainda.
      A coroação de tudo, estamos comemorando até agora.
      Vai Corinthians !!!!!

      Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      Aparentemente, só se baseando nos relatos da imprensa rosa, o contrato parece ser melhor

      Curtir

  16. Randal disse:

    Fato.
    Além do crescimento natural pelo interesse, os títulos trazem às novas gerações o desejo de se torcer por um time vencedor.
    Basta notar que o time do porco perdeu o 2o. lugar para o time da floresta em números de torcedores. Isso era coisa impensável há 30 anos.

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      Exatamente, Randal

      A nova geração esta enlouquecida

      Exceto por um sobrinho que sofreu lavagem cerebral do pai porco (pra ele o palmeiras foi campeao esse ano e pronto, o que nao deixa de ser verdade), o resto da molecada esta pirando com o Corinthians

      Curtir

Amigo, faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: