12 Homens e um outro segredo

Ontem, o jovem de 17 anos que assumiu a autoria do disparo do sinalizador náutico, apresentou-se à Justiça.

Acompanhado do advogado da Gaviões, que concedeu entrevista desde as primeiras horas do dia, em algumas oportunidades pronunciando incorretamente o nome do jovem boliviano morto (Kelvim, em vez de Kevim), o jovem repetiu o que disse em entrevista exclusiva a um programa dominical e certamente, acrescentou mais detalhes.

Porém, o tiro parece ter saído pela culatra.

As declarações do jovem, compartilhadas em vídeos pela internet, não convenceram a maioria das pessoas.  Muito menos a própria coletividade corinthiana.

E pior, não convenceram as autoridades bolivianas, principalmente a  fiscal do Ministério Público da Bolívia, Abigail Saba.

Também não convenceram e nem comoveu o povo boliviano. Que clama por justiça e quer ver os 12 corinthianos apodrecendo na cadeia.

Se ele diz que um menor cometeu (o crime), então ele esteve na Bolívia, esteve no estádio, atirou. Como? Quem facilitou sua saída da Bolívia? A mim, podem apresentar 10 pessoas, mas se a pessoa não está aqui, a investigação continua”, disse a fiscal (cargo equivalente ao de delegado), afirmando que o adolescente, 17 anos, tem idade para ser punido como adulto na Bolívia. “Menor de idade é imputável a partir dos 16. Completa 16 anos e já existe detenção preventiva”, declarou também.

Ou seja, para a “delegada” boliviana, que está com o popular “sangue nos olhos”, de nada adiantou o depoimento do jovem representante da Gaviões da Fiel.

E mais, corre-se o risco desta advogada pedir as autoridades brasileiras apresentar os responsáveis pelo menor, enquanto esteve na Bolívia e principalmente, os responsáveis pela sua retirada do país, mesmo que, em tese, ter cometido supostamente um crime.

Porque para o povo e as autoridades bolivianas, o que aconteceu não foi uma fatalidade.

Foi um crime.

E a coisa vai além. Para a delegada boliviana, o verdadeiro autor do disparo pode estar lá entre os 12 corinthianos presos.

Trabalham com esta hipótese.

Cena do Filme "Doze Homens e um outro segredo"

Cena do Filme “Doze Homens e um outro segredo”

O que seria um segredo, um pacto de silêncio entre os 12 corinthianos que lá permanecem presos.

E por lá poderão continuar por muito tempo.

 

Anúncios

23 Responses to 12 Homens e um outro segredo

  1. Le alves disse:

    Uma injustica,pode ter sido cometida nessa tragedia!12 possiveis inocentes estao presos,enquanto o garoto que diz ser o autor do disparo q matou o garoto kevin esta protegido pela a lei brasileira que diz:”uma pessoa e responsavel por suas atitudes criminais,quando completar a maior idade(18 anos)”!ate quando vai ser assim?uma pessoa que se diz crimonosa vai continuar solta protegida pela a lei?

    Curtir

  2. Rogério disse:

    Silvinho, eu quero que o verdadeiro autor do disparo e os 12 prisioneiros apodreçam na cadeia. E chega de torcida organizada, já estou de saco cheio desses vermes.

    Curtir

    • Fabio Venancio disse:

      Não acho correto e muito menos justo ,que inocentes (até que se prove o contrário),paguem por algo que não cometeram.Independente da camisa que vestem,da sua cresça,cor e classe social.
      Você não está sendo nenhum pouco diferente dos antis ,uqe sempre nos chamaram de pobres,pretos ,bandidos e analfabetos e agora nos chamam ,a todos sem exceção ,de assassinos.

      Curtir

  3. Estranho muito e fico indignada com o tratamento dado aos doze BRASILEIROS. Antes de Corinthianos são BRASILEIROS e parece que todos esqueceram disso.

    Curtir

  4. Jhonnie disse:

    Que porra de sinalizador é esse que dispara puxando uma cordinha?? Conheço 2 modelos de sinalizador naval, ambos possuem trava e uma espécie de gatilho, ambos de metal! A carga de força pra acionar esse gatilho é razoável e a chance de ser acionado acidentalmente é muito remota!!

    Curtir

  5. Jo disse:

    silvinho, se a gaviões trouxe o rapaz de 17 anos de volta para o Brasil, a mesma não pode ser culpada? isso não é crime? não é considerada fuga? sendo que o mesmo declaraou que foi aconselhado por membros da gaviões a voltar pro Brasil ?

    Curtir

    • Rogério disse:

      São cúmprices, na minha opinão. Tá aí uma boa oportunidade das autoridades acabarem de vez com Gaviões, Camisa 12, Pavilhão 9, entre outras, não ajudam nada, só prejudicam.

      Curtir

  6. AndersonII disse:

    Acho um absurdo a tese de que algum advogado seria idiota, tolo, burro, ou o que mais quiserem, de cometer um delito desse tamanho, ou seja ” imputar falso crime a um menor”, para fazer uma armação.

    Seria assassinar mais um menor de idade.

    E por absurdo que pareça tem gente que acha que somos capazes disso, porque já afirmaram que nós somos todos “sujos” mesmo, e eternos beneficiados por ilícitos e a marginalidade.

    Essa é a razão da suspeita. Nossa fama, foi colada pelos abutres.
    E até nos estamos engolindo.

    Curtir

  7. Ewerton Silva. disse:

    O grande problema agora é: somos todos assassinos??? Seremos julgados, a todo momento, pelas outras torcidas??? Como irão ficar nossos filhos nas escolas??? Tb levarão a pecha de assassinos??? Cada vez que vestirmos nossas camisas, seremos achincalhados, chamados de assassinos???
    Tudo isso só está acontecendo pq não querem nosso bi-campeonato, nessa várzea chamada libertadores. Campos que mais parecem pastos, nosso jogadores precisam se proteger nos escudos, para cobrar um simples escanteio. Isso ninguém vê!
    E o banana do Gobbi?? Pq não peitou o zé das medalhas, sãopaulino confesso??? E o Del Nero, com esquemas de enriquecimento ilícito na FPF?? Nada fizeram para defender o Corinthians. Depois, ficam pregando paz nos estádios. Como paz??? Se a torcida adversária nos chama de assassinos???

    Curtir

  8. AndersonII disse:

    Resumindo. Não querem apurar a responsabilidade. Pouco importa apontar uma imperícia de um menor, o que interessa mesmo é reafirmar que ” todos vocês Corinthianos detonaram aquele projetil”

    Se acham que é armação, que espremam os 12 até obter uma confissão, e comprovem a sua tese.

    Covardes.

    Curtir

  9. andre rish disse:

    esses caras vão apodrecer lá, Silvinho. É um país bem atrasado, com uma justiça ultra corrupta. Vão transformar isto numa questão diplomática grave. Mesmo que o autor do disparo tenha sido esse menor apresentado, os bolivianos não vão aceitar. Como vc escreveu, a juiza está com ‘sangue nos olhos’, querem vingança… os caras da torcida não tinham lugar pior para se meterem, Bolívia, Paraguai, Equador… sempre há que se ter muito cuidado.

    Curtir

  10. betoramone disse:

    a verdade é que qualquer um pode se apresentar como culpado que a mídia vai questionar, ela já elegeu os doze detidos e o povo comprou a ideia… igual o caso escola base, onde o país condenou inocentes…
    questionam o fato do cara ser menor, ora… menor também faz merda…

    se ele é mesmo o culpado eu não sei, tem que aguardar a investigação

    Curtir

  11. Mosqueteiro 77 disse:

    Silvinho, o que eu tenho a dizer é que quando uma começa errada, e se mantêm os erros, só pode terminar errada. Nesse lamentável caso, PODE pessoas inocentes estar pagando por coisas que não fizeram e a Instituição Corinthians PAGARÁ E ESTÁ PAGANDO por algo que, em tese, NÃO é a responsável. Os prejuízos ao CORINTHIANS e À FAMÍLIA do garoto são incalculáveis e inimagináveis.

    Assistindo todo o desenrolar dessa história pude enumerar diversos erros, vejamos:

    * errou quem vendeu e quem comprou o artefato na 25 de março. Não existe regulamentação para venda desses artefatos no país. Qualquer um pode comprar, inclusive um menor de idade. E o pior, segundo reportagens, existe um mercado negro comercializando esse produto adquirido de forma duvidosa ou já com seu prazo de validade vencido a preço de banana. Mas mesmo vendendo por R$ 10,00 que seja, é muito estranho um garoto de família humilde (pobre) comprar, pelo menos, DEZ artefatos como esse. Na minha infância éramos em 5 irmãos em casa. Graças a Deus, nunca passamos fome. Mas lembro muito bem que o dinheiro era “contado”! Não sobrava para supérfluos.
    * errou a torcida organizada que tem o dever de controlar seus associados. Difícil? Bastava fazer uma revista no momento que todos entraram no ônibus aqui em SP ainda. Não é difícil de imaginar que dentro das torcidas existem elementos que só querem arrumar confusão, assim como em qualquer outro setor da sociedade. Repito, a torcida é responsável pelos atos de si própria. E a fiscalização desses maus elementos tem de partir dela mesma!
    * erraram o San José e a Policia local que foram ineficientes na revista e segurança do evento.
    * errou a Conmebol que rasgou o regulamento, manteve o jogo em Oruro, só disponibilizou esse regulamento no sábado agora passado. Rasgou novamente o regulamento ao punir o Corinthians de forma totalmente arbitrária. Errou, de novo, ao não tomar nenhuma providência com relação ao San Jose e ao Jogo do Deportivo Táchira onde, no dia seguinte, foram divulgadas cenas com a torcida de ambos os lados se utilizando de sinalizadores. Só o Corinthians é responsável nessa bagaça?
    * errou novamente a policia local ao “pinçar” 12 responsáveis. Mas aí eu pergunto: Será que errou totalmente? Dois dos detidos tinham resíduos de pólvora nas mãos. Até aí não prova nada. Mas eles foram detidos com 2 mochilas contendo sinalizadores iguais ao utilizado para provocar a tragédia. Foram apreendidos NOVE sinalizadores iguais! O garoto que confessou havia dito que tinha comprado DOIS. Detalhe, o numero de série é próximo ao do que provocou a morte do garoto.
    * errou novamente o autor do disparo ao não querer se entregar na hora. Esse ainda entrou em contradição afirmando na entrevista do Fantástico que “puxou a cordinha” do artefato, sendo que no artefato não há corda alguma. Existe um lacre de metal ou plástico e um acionador de metal.
    * errou novamente a torcida ao acobertar o menor e garantir a sua saída do país. Queira ou não, outro crime foi cometido ao fazer isso. Ahhh, mas ficaram como medo. Será que a policia local iria deixar que acontecesse alguma coisa com o muleque sendo que havia muitos jornalista e câmeras no local?
    * erraram a torcida e o advogado ao querer imputar, ÚNICA E EXCLUSIVAMENTE as RESPONSABILIDADES desse caso ao garoto menor de idade que se diz culpado. Olha, o promotor que pegou esse caso terá totais condições de saber se foi mesmo esse garoto que cometeu o crime baseado no confronto das imagens da TV boliviana e seu rosto. Mas pelas imagens de parte do rosto que a imprensa publicou, dá para perceber nitidamente que esse rapaz apresentado é muito mais jovem que aquele que parece na TV boliviana.
    * Errou a imprensa, de modo geral, que se utilizou desse fato para pegar carona e exigir mudanças e punições drásticas para “acabar’ com a violência no futebol. Mas pelo que pude apurar não se tratou de ato de violência entre torcidas. O clima até o momento do disparo era de paz e fraternidade. Houve matéria de diversos canais Bolivianos e Brasileiros que retrataram até, certa idolatria dos bolivianos para com o Corinthians.
    * errou novamente a Conmebol ao manter a punição ao Corinthians. Ela prefere se OMITIR e se ESCONDER atrás da grandeza do Corinthians para não assumir suas CLARAS e REAIS RESPONSABILIDADES.

    A delegada em ORURO está fazendo a sua obrigação. Ela está correta. Já que o garoto está querendo ser “boi de piranha”, o correto seria esse jovem se apresentar lá na Bolívia. A permanência dele aqui no Brasil só vai gerar mais revolta do povo Boliviano, porque, ao contrário que muitos pensam, eles não são “indios’ que não sabem o que estão fazendo e desconhecem as Leis do seu próprio país e do Brasil. A permanência desse muleque no Brasil é garantia de IMPUNIDADE e ainda vai gerar mais um MAL-ESTAR DIPLOMÁTICO entre Brasil e Bolívia.

    Que apareça TODOS os RESPONSÁVEIS e que seja PUNIDOS TODOS ELES!!!

    NÃO APENAS a INSTITUIÇÂO CORINTHIANS!!

    OBS: Pergunto a você Silvinho, a punição APENAS do Corinthians atropelando o próprio regulamento da Conmebol vai gerar a Paz nos Estádios? Morreram no nosso país mais de 150 pessoas em estádios ou fora deles em confrontos relacionados a torcidas nos últimos 20 anos. Eu custo a acreditar nisso, você acredita?

    Curtir

    • Marcos disse:

      Assino embaixo. e acrescento, para mim o Corinthians tinha que processar a torcida organizada que, em ultima instancia é responsável pelos seus membros e segundo próprio apresentado como responsável pela própria torcida, queria se entregar na Bolívia (o que teria reduzido em muito a extensão do problema), ma foi aconselhado pelos membros da torcida a não se entregar, então que a torcida faça o ressarcimento financeiro ao clube do prejuízo com os jogos com portões fechados

      Curtir

  12. Luís Carlos disse:

    Primeiramente, pelas imagens da tv boliviana que circularam por aí, pra mim, o assassino se aproveitou da bandeira para não ser filmado e disparou o sinalizador com o intuito de atingir alguém mesmo. Como se tratava de um sinalizador de navio e não aqueles troços que só sai fogo, a intenção foi, no mínimo, a de provocar um belo dano físico. A “saída pela direita” também dá mostras de que o rapaz sabia do poder do sinalizador e sabia que havia provocado dano físico a alguém.

    Essa é uma opinião pessoal.

    Eu vi a entrevista desse rapaz no fantástico. Não tenho razão nenhuma para não acreditar, por ora, que ele seja o autor do disparo. Agora, o que ele falou pra mim não cola nada; e não se pode chamar de mãe, pra mim também, a pessoa que estava ao lado dele na entrevista.

    Já fiz muitas vezes trekking no meio do mato. Claro que não conheço todos os tipos de sinalizadores (conheço alguns apenas), mas suponho que todo sinalizador que tenha a função de sinalizador e não a de fogo de artifício tenha mecanismos de segurança que evitam disparos acidentais. Todos os sinalizadores de mão que eu cheguei a ver são de ação dupla. Há duas travas. Nunca vi sinalizador de “cordinha”, embora não possa afirmar que não existam. Há instruções para fazer o disparo desenhadas no cano como aquelas para abrir a porta dos trens. Não há como se confundir. Os que disparam com revólveres funcionam como uma arma qualquer. Esses não necessitam de tanta segurança, pois não entram em contato com as mãos.

    Aquela de que ele abandonou a mochila com os sinalizadores, foi para outro lugar e depois fugiu e quem pagou o pato foram os outros também não cola. E seus documentos, roupas, etc.? Ficaram onde? Ou ele possuía uma mochila só para os sinalizadores?

    Pra mim o rapaz, mesmo que seja o autor do disparo, deu uma entrevista visando, no mínimo, isentar a Gaviões da Fiel de qualquer culpa.

    Essa é uma opinião pessoal também.

    Como houve a confissão de um crime aqui no Brasil, desde que se comprove que a pessoa que fez o disparo na Bolívia seja a mesma que fez a confissão, será aberto um processo aqui e se apurará a veracidade de todas as informações relatadas. Se apurará também o eventual envolvimento de outras pessoas, como o suposto camelô da 25 de março (há câmeras no local), membros da organizada e até membros do Corinthians. E que se punam todos de acordo com sua responsabilidade.

    O processo daqui não tem nada a ver com o processo da Bolívia. Cada país tem soberania para fazer suas coisas. Mas dependendo do resultado da investigações do processo brasileiro, a defesa dos presos da Bolívia pode usar as conclusões das autoridades brasileiras como prova no processo boliviano. E as autoridades bolivianas podem ou não levar essas provas em conta.

    Alerta:

    A opinião é sobre a parte criminal. Não tem nada a ver com a punição da Conmebol, que julgo indevida em seu caráter liminar e sem direito de defesa.

    Curtir

  13. Claudio Marques disse:

    Tenho visto jornalistas radialistas, jornalistas, blogueiros e comentaristas de TV dizerem o seguinte: o Corinthians tem que ser punido, a punição ainda é branda deveria ser excluído da competição, outro brada que deveria ser excluído por três anos e ainda os que acham que todos os times brasileiros deveriam ser excluídos da Libertadores como aconteceu com os times da Inglaterra.
    Quando se pergunta porque punir a instituição a mídia repete seus mantras: porque o torcedor é vinculado ao clube, porque o clube tem que responder pelos atos dos seus torcedores, o Corinthians tem que ser punido para que se dê exemplo, o direito esportivo não se confunde com o direito penal e vai por aí afora.
    Agora, digamos que uma emissora resolva fazer uma festa e alugue um estádio para isso. Distribui os convite para seus ouvintes/espectadores ou assinantes e realiza um grande show. Durante esse show um fã mais exaltado solta um sinalizador que atinge outra pessoa e a mata. Será que esses jornalistas iriam pedir que a emissora fosse retirada do ar ou o jornal fosse impedido de circular por 60 dias, por que o autor era um ouvinte/telespectador ou assinante daquela emissora? Será que iriam pedir que o órgão fosse impedido de funcionar por três anos para servir de exemplo? Certamente diriam que o órgão para os quais trabalham não teve culpa e que isso é caso de polícia, pois a emissora não era a responsável pela segurança do evento. Dois pesos e duas medidas?
    Bando de hipócritas!

    Curtir

    • andre rish disse:

      Isto é calhordice, dizer o que clube tem culpa é coisa de safado, como o Cosme Rimole, esse recalcado e viuva do JT. Mas acho que além do prejuízo financeiro, a vaca foi para o brejo. Dificilmente haverá o bi na libertadores, ninguém vai deixar isto ocorrer, inclusive pelo crescimento da marca Corinthians em todo mundo. O buraco é mais embaixo, mas precisamos da Gaviões da Fiel – que se consideram os donos do clube – para destruir mais um sonho. Parabéns, Gaviões, seus cafajestes e marginais organizados conseguiram prejudicar mais uma vez o Corinthians, como já fizeram em outras Libertadores e no desmonte de times excelentes. Vai para a conta Gaviões essa! Bando de vagabundos e idiotas.

      Curtir

  14. Fernando disse:

    Sinceramente, azar o deles. E pena que o nosso nome (Corinthians e corinthianos) seja parcialmente maculado por esses bandidos. Aliás, se cadeia é f… em qualquer lugar, imagina na Bolívia…
    E fica aqui a lição de que nossa diretoria se afaste dessa corja, até pq, se jogarmos até o final da libertadores sem público, o Corinthians perderá algo em torno de 15 milhões de reais em bilheteria.

    Curtir

  15. Claudio Marques disse:

    Tomei um susto com este post, até voltei para ver se não tinha entrado no blog errado.
    Se alguém chamasse qualquer pessoa na frente de um juiz e tivesse que depor sabendo que o que seria dito teria que ser provado, esse alguém teria a coragem de dizer que é uma farsa essa confissão do menor? Creio que não, então é leviandade ficar afirmando ou sugerindo que a confissão foi farsa. A polícia está aí, então investigue e prove que a confissão não é verdadeira. Essa delegada boliviana deveria se informar, pois o Brasil não extradita seus cidadãos, ainda que maiores de idade. Dizer que os doze colaboraram para a fuga é outra leviandade. Cade as provas? Em direito penal não se condena por presunção. Será que na Bolívia o direito é da época das cavernas. Tenho um parente que morou na Bolívia e ele me disse que lá nos grotões da Bolívia é comum a polícia prender os familiares de bandidos para forçar estes a se entregarem. Parece que este é o caso, mas o Brasil não vai entregar o rapaz por força de suas leis. E aí, eles vão prender os caras até quando?
    Quero deixar claro que não defendo a impunidade e que muitas vezes critiquei a Gaviões, mas neste caso está havendo muita histeria (inclusive de corinthianos) e pouca razão. Será que ninguém para pra pensar que pode ter sido mesmo um acidente? Será que ninguém vê que é a quarta Libertadores seguida que o time disputa e jamais foi registrado um incidente fora do país? Ponham a mão na consciência! Criticar a Gaviões numa hora dessas é fácil, mas para mim não passa de oportunismo barato!

    Curtir

    • Flavio Henrique disse:

      O detalhe da questão é que o Brasil não pode fazer nada nesse caso; o poder de investigação pertence a justiça Boliviana, e pelo que deu pra perceber o buraco lá é mais embaixo! Lembrando que tem um Americano preso lá (ainda sem julgamento) a 12 anos e nem o Obama tirou ele de lá. Já que o advogado tem certeza que seu cliente é culpado, então leve ele pra Bolívia na tentativa de libertar os outros!!

      Curtir

  16. Roberto_sccp disse:

    A verdade é a seguinte:
    meia duzia de idiotas, jogaram o nome do Timão na lama.

    Curtir

  17. Um dos melhores textos que li até agora sobre esse garoto que se entregou. Pra mim, não é ele. Mas já que ele resolveu segurar o dito B.O, que arque com as consequências. De qualquer modo, ele estará ferrado, pois se for comprovado que não foi ele, como assim indicam as suspeitas, essa senhora procuradora do Ministério Público boliviano, irá acusa-lo também.

    Curtir

Amigo, faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: