Pato e a tal falta de confiança

Tite recentemente afirmou que espera que Pato readquira a confiança para voltar a escala-lo como titular.

Não acredito.

Aliás, acredito em termos. A esta história, de repente, pode ser dada outra interpretação.

Pato chegou ao Corinthians com um histórico de lesões.

Tendo a sua disposição infraestrutura de primeiro mundo, recuperou-se no Corinthians.

Não só pela infraestrutura, mas também pelos profissionais que o clube disponibiliza.

Pato, assim como qualquer outro atleta, sabe que deve rezar pela cartilha do treinador. E quem não se adapta a este conceito, é expurgado.

Exemplos não faltam.

A consistência defensiva, o futebol-solidário, “sem a bola, todos marcam, todos viram defensores”, é o mantra praticado no Parque Ecológico.

Mantra mais respeitado que cláusula contratual, que lei, que estatuto.

Atacante, cuja função seria em tese marcar gols, no Corinthians tem outra incumbência: auxiliar na marcação, no nosso campo de defesa.

As vezes compondo linhas defensivas, as vezes dentro da área como beque, as vezes na lateral, como se fosse um lateral.

Retomada a bola, tem que dar piques, afinal, se está no nosso campo defesa, para receber bolas, estar bem posicionado, precisa atravessar o campo.

Piques de 70, 80, 90 metros.

Já analisaram quantos piques nossos atacantes e meias dão por partida?

Pois é. É preciso força, explosão muscular.

É provável que, em comum acordo, Pato e Tite tenham chegado a conclusão que se Pato for exposto a esta rotina, jogando 90 minutos, 80 a 100% das partidas, estoura.

Renato Augusto está no estaleiro. Volta prevista somente para o fim do mês.

Outro que tinha histórico de lesão. Vinha jogando bem, agradando ao time, ao treinador e a torcida.

Criando, marcando e… marcando.

Não aguentou, estourou em meio ao campeonato, diante do Guarani, naquele campo de pastagem do Brinco de Ouro.

Pato aceita a reserva pacificamente porque é consciente. Sabe perfeitamente que não pode cumprir a regra da casa efetivamente.

Ao ler o livro “A Bola não entra por acaso”, o autor conta uma passagem interessante, dos tempos em que Frank Rijkaard foi treinador do Barcelona.

Vem de lá o conceito de futebol solidário, onde todos marcam sem a bola. Mas ele observou que Ronaldinho Gaúcho, ao cumprir esta função, quando o Barça retomava a bola, Ronaldinho chegava sem pernas para criar e concluir a gol.

Estava anulando, inibindo o talento de um gênio por conta de algo, que a princípio, não deveria ser sua função.

Decidiu desonerar Ronaldinho desta função. E assim, tornou Ronaldinho tudo aquilo que ele representou para o Barcelona.

Questão de bom senso.

 

Anúncios

58 Responses to Pato e a tal falta de confiança

  1. Bom senso que anda em falta na comissão técnica e na diretoria. Meia de criação e centro avante deveriam ser liberados da obrigatoriedade de marcação sistemática. Até entendo, o atacante marcar a saída de bola do zagueiro, mas ter que voltar pra marcar e roubar a bola no meio campo já é exagero.

    Curtir

  2. Sergio jr disse:

    Silvinho,

    Ultimamente vejo você cornetando o Tite mais constantemente, mas peço a você que seja coerente, vamos as fatos.
    – Quando fomos campeões brasileiros em 2011 não tinhamos o melhor time nem elenco do campeonato , o titulo veio muito por conta da nossa consistência defensiva, que marca a passagem do Tite pelo timão.
    – Na libertadores que fomos campeões tambem não jogamos o fino da bola, principalmente na primeira fase, que sempre escutava os comentários: O timão jogando essa bola não será campeão. Acabamos sendo campeões pela nossa consistência defensiva.
    O que marca a passagem do Tite no timão é essa consistência, ocorre que os jogadores não estão com a mesma pagada.
    Quanto ao Pato, que ja foi titular este ano, caiu de produção, apesar de ser ser nosso melhor jogador tecnicamente falando, tem que ter pegar tambem, brio e outras coisas para ser titular, somente ser “craque” não basta.
    Você deu exemplo do Ronaldinho, mas fica a pergunta: O Pato ganharia o jogo sozinho como fazia o dentuço na época? Se fosse seria titular há tempos, mas não é o caso.
    Voltando a falar do Tite, que tem um estilo que não é bonito de se ver em campo, mas para mim, não vejo ninguem mais comprometido, focado e preparado para levar o timão a frente seja jogando bonito, feito, tático, na vontade, mas sempre com muito caráter e determinação. Se duvidas disso, pega as entrevistas dele depois de uma derrota, ele fica transtornado, aborrecido, sentido realmente, como se fosse realmente sua casa..
    Pega a dos outros treinadores, na sua maioria só está preocupado como seu égo, seu currículo, o resto que se dane.
    Peço a você que considere melhor suas cobranças, vai ser difícil outro ter o mesmos foco que ele no timão.

    Curtir

  3. Samuel disse:

    Cara, vamos fazer uma vaquinha e comprar uns mil exemplares desse livro e mandar pro Adenor todos os dias, até ele ler e entender.
    Falou tudo Silvinho.
    Quero ver até quando o Pato vai aguentar isso.
    Jorge Henrique já estourou, perdeu a paciência.
    Douglas logo vai fazer o mesmo.
    E assim vamos caminhando, com todo poder do mundo ao técnico.
    Se ganhar tudo, passa.
    Mas se perder… não vai ser o inferno de antes, mas com certeza vai sofrer a ira da fiel.
    Valeu!

    Curtir

  4. Ailton disse:

    EM TEMPO, APROVEITANDO A EVENTUAL VISITA DA BICHARADA, QUE, COM CERTEZA, INCLUSIVE COMENTA NESTE BLOG:

    CHUPA, BICHARADA!

    É DE 4 QUE VOCÊS GOSTAM!

    MAS CRISE MESMO É A NOSSA, DE NÃO SABER SE ESCALAMOS O PATO OU O SHEIK…

    Curtir

  5. Múcio Rodolfo disse:

    1- O Doutor Osmar, respondendo a um internauta, afirmou que o Pato não tem condições de jogar 90 minutos ainda. Pode ser que o Adenor opte por usá-lo como opção no banco, fazendo-o entrar no segundo tempo quando os zagueiros adversários estão mais cansados e a marcaçao se torna um pouco mais frouxa. O Adenor, porém, deveria colocar o Pato mais cedo e não faltando 10 ou 15 minutos.
    2- Ontem no jogo do Atlético Mineiro, o Bernard dava combate no seu campo defensivo. E o Tardeli também. Faziam mais ou menos aquilo que os atacantes do Corinthians fazem. Nenhuma aberração. Em determinados momentos o time quase todo do Galo se posicionava n o seu campo. O Jô e o Ronaldinho ficavam próximos a linha de meio de campo. Algo comum. A diferença é que o clube mineiro tem jogadores mais jovens que o Timão.
    3- Quando se compara a forma de jogar do time atual com as dos times de 99 e 02 é preciso levar em cont aque esses tinham quadros melhores tecnicamente falando. O Oswaldo Oliveira e o Parreira tinham um lateral esquerdo que apoiava melhor do que o Adenor. E volantes que saiam melhor para o jogo. O Parreira enfatizava a posse de bola, porém não abria mão da marcação, sem a qual o time não teria a primeira.

    Curtir

  6. Polidoro disse:

    Se o TIMAO estivesse vencendo e convencendo…
    Nao estariamos aki discutindo nada disso.
    Pq, como ja esta provado, nao basta apenas vencer.
    Tem q nos convencer q esta td no caminho certo!!!
    Acontece q nosso futebol deste ano esta mt aquem do q merecemos.
    Estamos diante de uma mediocridade inaceitavel!!!
    E esse grupo tem a capacidade e pq nao, a obrigacao, de jogar mais!
    Ta dando medo ver os jogos.
    Q NHACA MONSTRA!!!
    Salarios milionarios, estrutura fantastica, CT invejavel, Dpto Medico e Fisiologico de Primeiro Mundo, Hotel,Nutricionista…enfim…td do bom e do melhor para o q???
    Pra esse futebolzinho “xoxo”???
    Isso e’ Palhacada.
    Ou acomodacao.
    Soberba…
    Ou sei la q diabo q e’ isso!!!
    Espero q tenham acordado.
    Espero q a partir de Domingo…
    Comecem a lutar de verdade.E passem a ter a verdadeira postura de quem veste a Camisa Alvinegra!!!
    Perder ou Ganhar faz parte do Jogo!!!
    Assim como encarar o adversario de igual pra igual!!!
    Honrar a Camisa do CORINTHIANS e’ mais q obrigacao!!!
    Joguem bola de verdade…
    Pq paciencia tem limite!!!

    Curtir

  7. Celso 1° disse:

    Treineiro que subutiliza nosso elenco.E no futuro, com a ampliação da receita devido a nossa MECA, compraremos mais craques e teremos que ter um treinador a altura, nos títulos conquistados este treneiro não tem mais do que 10% de mérito 9nos perdidos ele tem 90% de culpa), tudo foi conquistado devido as condições de trabalho que ele tem: paz, apoio da diretoria e de grande parte da torcida que se “calou” por causa das conquistas, mística, profissionais gabaritados e o principal UM MEGA ELENCO QUE SÓ CRESCE A CADA DIA.

    Curtir

  8. Rogério disse:

    Silvinho, os times de 1998-2000 e 2002 jogavam muito, sem se matarem na marcação, e nos contra-ataques tinha jogadores mais adiantados no meio que saiam na cara do gol adversário. Hoje, não temos esta opção porque todo mundo está na nossa intermediária. Estamos discutindo algo que acontece desde o dia que o Tite foi contratado. O problema que eu vejo é um time mal armado no meio. Tem que colocar o Douglas no meio, que seria o substituto do Renato Augusto, sem invenções com JH, Paulinho e agora Romarinho. Deixar o Pato no banco é outra coisa que não dá pra engolir. Seria titular fácil em qualquer time do mundo. Ao meu ver está sendo sub-utilizado pelo Tite.

    Curtir

  9. RENATO77 disse:

    Discordo.
    “Sistema defensivo bom consagra zagueiro ruim, sistema defensivo ruim arruína zagueiro bom.”
    Nossa linha de defesa, não é formada por “top-de linha”, talvez só o Gil seja. O resto é e sempre foi mediano, mas com resultados de nivel altíssimo, poucos gols sofridos.
    Desde a era Mano Menezes que nossos “meia-atacantes” ajudam E BASTANTE na defesa. Naquele time, só R9 era isento dessa obrigação. JH e Dentinho davam carrinho junto a bandeirinha de escanteio no campo de defesa.
    De lá pra cá pouco mudou em termos táticos.
    Continuamos com laterais fracos, que precisam dos tais “ajudantes”, “secretários”…seja lá como queiram chamar.
    Esse sistema deu ao clube o “luxo” de não investir alto em laterais e zagueiros. Excessão feita a Gil, mesmo assim, não foi pago nenhuma fábula.
    Daí sobra a grana para se pagar em Renato Augusto, Pato e Guerrero. Posições em que o talento individual é mais importante.

    Especificamente sobre o Pato, o que tenho visto dele impressiona em termos de talento e potencial, mas ainda falta me convencer em termos de efetividade, em “Titês”. Bola na rede!
    O velho chavão de que “gol de bico também vale”. As vezes ele me parece meio Dodô, o artilheiro dos gols bonitos, que termina a carreira no Osasco.
    Para conseguir sucesso nesse time do SCCP vai precisar se enquadrar, inclusive se quiser voltar à Europa em time da elite.
    Acredito que estamos no caminho certo, Pato vai se enquadrar e vai acabar jogando até porque esse ano deve ser o último ano em alto nível de Danilo e Sheik, pela idade.

    Abraço.

    Curtir

    • AndersonII disse:

      Concordo integralmente. Pato joga muito, e está sendo evidentemente preparado.

      Se fossemos ouvir a torcida, ai sim já estaria arrebentado.

      Curtir

  10. Zé Carlos disse:

    Faz todo o sentido.

    Curtir

  11. Flávio Augusto disse:

    Tá certo que Marquinhos saiu por que quis, mais quando no Corinthians ele teria a oportunidade de mostrar seu futebol no time titular e com os titulares em campo? Foi pro Roma e o Barça tá de olho, hoje o muleque vale 65 milhões.

    Quando Edenilson tiver outra sequência entre os titulares seja no meio ou na lateral acredito que dificilmente sai do time. Isso si não for pro exterior antes, explodir lá fora e passar a valer 50 milhões.

    Por que Pato não é titular? Orgulho do Tite, mostrar que é ele quem manda. Qual time no Brasil e quiçá do mundo não gostaria de ter uma dupla de ataque com Pato e Guerreiro. Nosso melhor momento ofensivo no ano foi quando Pato e Guerreiro iniciaram juntos as partidas.

    Já falei aqui, Danilo sabe fazer gols, chutar de fora da área e o principal; da ótimos passes daqueles de deixar os companheiros na cara do gol. No brasileirão de 2011 quando Danilo tinha mais liberdade, não precisava si sacrificar tanto ele foi si não me engano o cara que deu mais assistências pra gol. Danilo tem que ter mais liberdade pra si aproximar da área e do Guerreiro. Si for pra ele continuar jogando na proteção aos volantes coloca o Guilherme logo pô.

    O principal de tudo foi o que disse o técnico do Boca depois do jogo com o Corinthians, “a atitude é mais importante que a tática”.
    Eu adaptaria, “a atitude é tão importante quanto a tática”, e é isso que tá faltando pro Coringão este ano, atitude.

    Outra coisa muito importante, o Corinthians sabe si defender, o mundo todo sabe disso, porém, o Corinthians joga melhor quando ocupa o campo adversário, marca sobre pressão, a zaga si adianta até pelo menos nossa intermediária, exemplo maior quando jogamos contra o Chelsea, time forte fisicamente, quando passamos a maior parte do 2° tempo no campo dos caras, sufocando, sem medo, nos impomos, aquilo me deu um orgulho imenso, nenhum time sulamericano havia feito aquilo, nem mesmo os que conseguiram vencer, só nós, o Corinthians. Jogamos na raça e na imposição Corinthiana, sem esquecer a técnica, e, é claro, com a Fiel junto.

    Vamos Corinthians, sem medo porra, vai pra cima , joga bola, si faltar técnica vai pra cima na raça, porraTite o Corinthians já ti deu a maior oportunidae do mundo pra você fazer história, retroage não, esquece o caxias, #AquiéCorinthians.

    Curtir

  12. Nelson disse:

    Todas as vezes que jogamos marcando na frente, ganhamos!
    O que na minha opinião acontece, é que o time recua demais quando os nossos laterais começam a fazer bobeiras e os zagueiros terem de sair para cobri-los, atrasando assim o meio de campo.
    Nossos adversários sabem que temos nestas posições, nosso ponto fraco e ai jogam pelas beiradas do campo, é só prestar atenção no jogo contra o Boca, todos os ataques foram pelo lado esquerdo do ataque.
    Agora não sei se o Tite é teimoso demais, ou este comprometimento, principalmente com o Alessandro é normal.
    Também não sei até quando o Pato vai aguentar a situação, vendo o Sheik cada vez que chuta, acertar alguém no Tobogã.

    Curtir

  13. Gabriel disse:

    Discordo, Pato pode ser utilizado pelo centro, sem tanta obrigação de marcar, como fez contra Millonarios,Tijuana e alguns jogos do Paulista. E este esquema que o Tite usa e o mesmo utilizado por todos os times da europa e nos deu tudo.
    Tem que ser obedecido como uma mantra mesmo…o problema hoje é a falta de meia, Renato machucou e Douglas é um gordo acomodado…Por isso Tite vem utilizando Sheik e Romarinho como armadores e isso está nos afundando.
    Sem Renato, eu tentaria Danilo pela esquerda, Edenilson pela direita, Pato e Guerrero na frente.

    Curtir

  14. Fernando disse:

    Vamos jogar sem medo,na libertadores eu até entendo um time mas marcador,por causa do maldito regulamento do gol fora valer para critério de desempate,mais no paulista não tem essa frescura,todos aqui desse blog devem lembrar do primeiro jogo da decisão do paulista de 2011,foi aquele jogo amarrado, ridículo que o muricy e as sardinhas adoraram aquele 0 x 0, não podemos cair no mesmo erro, temos que fazer igual o Bayern de Munique contra o barcelona,detona logo no primeiro jogo,sem esse papo,que o nosso treinador falou, que o primeiro jogo não vai decidir nada.Meu time para domingo seria esse Cássio, edenilson, Gil, Paulo André, Fabio Santos, Ralf, Paulinho, Romarinho, sheik, pato, Guerrero.

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      Exatamente

      Essa história que o primeiro jogo não define nada está cheirando arroz queimado

      Curtir

      • Múcio Rodolfo disse:

        Eu acho que o Corinthians vai atacar mais do que fez nos dois últimos jogos, afinal terá o apoio da massa corinthiana no Pacaembu e acho que o time deve aproveitar as circunstâncias de jogo, da mesma forma como devem ter feito o Bayern diante do Barcelona porque convenhamos um placar de 4×0 não é algo normal num confronto como este. Em outras palavras, o Corinthians deve fazer aquilo que fez contra os Bambis em 2011

        Curtir

      • Celso 1° disse:

        CHEIRO DE MERDA NO AR! ele fez isso na final de 2011, foi uma vergonha a recuada no1º jogo no paca.
        Tomara que os jogadores decidam individualmente, pois taticamente a coisa é complicada, ja que o time só fica marcando, não importando pra nosso cagãotite se o adversário é fraco e se temos muita superioridade técnica.
        isso sem falar na nossa tradição de time grande, que vai pra cima, que foi abandonada e infelizmente parte da torcida não cobra mais, acha normal darmos 2 chutes a gol por jogo.

        Fodam-se os títulos conquistados, pra mim ele é cagão e fraco, não vou na onda da maioria dos torcedores brasileiros de que o bom é aquele que ganhou título recente, não se analisando as variáveis, as condições de trabalho, as merdas feitas etc.

        Curtir

        • Ernesto de Minas disse:

          Fez isso não só na final de 2011 como também contra o Tolima.

          Curtir

        • Ricardo disse:

          O time só vive marcando porque esse pseudo tecnico não sabe e muito menos tem conhecimento tático para fazer o time ter outra proposta de jogo, é limitadissimo e incompetente, ora caracteristicas que em qualquer atividade considerada profissional, enseja a demissão sumaria por justa causa, no entanto no corinthians ele perdura com a complacência da diretoria que muita embora faça até aqui uma gestão altamente elogiavel e exemplar, erra ao acreditar demasiadamente num cidadão que, pasme, não tem outro recurso a não ser uma filosofia vagabunda e barata de apelo motivacional ao jogador para que faça um time de futebol jogar bola.

          Curtir

  15. Robson disse:

    Descordo (coisa rara quando se trata das opiniões aqui publicadas) em partes:

    1) Todos os jogadores tem obrigação, de acordo com o sistema atual de jogo, de recompor a marcação e o posicionamento quando somos atacados, não de marcar até a nossa grande área. Embora parecido, são coisas diferentes. Observe o posicionamento do Pato ou do Guerrero quando somos atacados, eles encurtam o espaço até a região do meio-campo. 70 metros acho um pouco de exagero, 90 metros e acabou o campo;

    2) Romarinho, Emerson e JH são “meias-atacantes” na cabeça do Tite (não que eu concorde), e não atacantes/centro-avantes como Pato e Guerrero;

    3) Com os atacantes mais próximos do meio-campo, quando roubamos a bola, a transição para o ataque é infinitamente mais rápida (Exemplo: final da Libertinha contra o Boca);

    4) Em outras equipes do Timão, eu já fiquei com bronca de muito meia e muito atacante que ficava andando com as mãos na cintura enquanto eramos atacados. Prefiro um sistema de defesa, e de ataque, mais coletivos e participativos, seja o “solidário” que você menciona ou não;

    5) Roger-chinelinho (só pra citar um exemplo) não marcava ninguém, não dava pique e vivia no estaleiro. Pensando bem, não acho que escolhi o melhor exemplo… mas você entendeu!

    6) Em vários jogos, especialmente nessa libertadores, vi o Tite desesperado na lateral do campo porque os jogadores estavam recuando, especialmente volantes e laterais. Isso tem que ser levado em consideração, acho que a culpa não é só do treinador;

    7) Até a lesão do Renato Augusto, estávamos jogando com 2 volantes, 2 meias, 1 atacante pelos lados e 1 centro-avante. O esquema de jogo mudou depois disso (no Mundial o JH era meia, no Brasileirão o Douglas fez esse papel e na LIbertinha foi o Alex, Alex aliás que muita gente reclamava mas que fazia exatamente o mesmo papel do Renato Augusto, com um pouco menos de efetividade). Acho que aqui sim o Tite erra: tentar recuperar a movimentação e a tal “intensidade” com 2 atacantes de lado e só o Danilo como meia. Danilo não tem essa característica, ele precisa de outro cara distribuindo jogo pelo meio, seja JH ou até o Douglas

    Curtir

  16. Eduardo C. disse:

    Acredito que talvez está seja a nova fórmula do futebol, exemplo claro são os times da Alemanha, que estão na final da Champions League, jogam fazendo pressão, adiantam a marcação, se dedicam em campo, jogadores do ataque descendo pra marcação.
    O Tite sempre cobrou dos atletas o ápice da forma física deles por conta disso. Atualmente no futebol qualquer coisa diferente disso é retroagir.
    Tem dado resultado e eu apoio.

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      Pois é

      Nos últimos jogos retroagimos

      Curtir

    • O Dani L disse:

      Os dois finalistas da Champions tem o jogo coletivo muito forte tanto na parte defensiva quanto na ofensiva.

      O que vimos nos ultimos 3 jogos do Corinthians foi um time medroso somente preocupado em se defender. Por sorte, no jogo da Ponte encaixamos o primeiro gol dai o adversario precisou se abrir e fomos eficientes. Porém nos outros dois (Boca e meia-boca) não deu certo.

      Não sou contra os homens da frente ajudarem na marcação, desde que essa aconteça no campo de defesa do adversário e não no nosso como esta acontecendo.

      Curtir

  17. Carlos Amaral disse:

    Conforme o dito popular, de médico e louco, todo mundo tem um pouco. E de técnico de futebol, também. Por isso, na minha opinião, o que aconteceu de melhor na história de nosso clube, foi tirar nosso time de futebol profissional de dentro do Parque São Jorge. Já imaginaram como deve ser conviver com tanto técnico assim? Já não basta a pressão natural das ruas, em um clube como o nosso, imagina suportar isso dentro do local de trabalho também? Professor Tite, você continua com o apoio da grande maioria da torcida corinthiana.

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      O professor Tite tem a estrutura que 10 a cada 10 treinadores gostariam de ter

      Muitos treinadores gostariam de ter estrutura, elenco, ótimo salário, tempo para implantar filosofia de trabalho e sem pressão, coisas que o professor tem de sobra

      Aliás sobra tanto que nem está sabendo fazer com tantos recursos

      Curtir

      • elis disse:

        Não vejo onde o fato de ter estrutura,elenco e salário diminui o mérito do Tite. Atualmente, isso é requisito fundamental pra ser campeão em qualquer clube do mundo,o que não quer dizer que um clube com tudo isso vá ser campeão. Prova disso é o Mourinho, que nunca ganhou a CL com o Real,a despeito de ter estrutura,recurso,elenco,salário milionário e tempo pra implantar filosofia de trabalho.

        Curtir

  18. vicente disse:

    A pergunta é: o futebol solidário está dando resultados? Acredito que sim, por base nos títulos recentes. Outra pergunta: é possível abrir mão de tal filosofia em função de um único jogador? Pode ser. Tite deve testar tal alternativa agora nas decisões? Temerário demais.

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      Deu resultado porque teve tempo, estrutura e nao teve pressão

      Até chegar ao bi mundial, teve Tolima no caminho, teve Brasileirão perdido por jogar de forma covarde

      Curtir

  19. Ailton disse:

    DEIXA O HOMEM TRABALHAR…

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      Mas ele não vai deixar de trabalhar se a gente debater, vai ?

      Curtir

      • andre rish disse:

        Perfeito Silvinho. A questão também é se o Tite deixará os outros que tem talento trabalhar? Nesta história do Tite já estourou um monte de jogador, o Renato Augusto foi a última vítima. O Jorge Henrique idem, o Emerson o joelho, fazer o Guerreiro voltar para marcar é um absurdo. Isto vai exaurindo o jogador e contra o cansaço extremo não tem genialidade, tem só cansaço. E o resultado tem sido esse futebol mediocre, de jogadores desorneatados e exauridos.

        Curtir

  20. Roberto_sccp disse:

    As teorias são muitas, o fato é que o time não esta jogando nada.

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      Pois é

      Curtir

    • O Dani L disse:

      Pois é. Mas se você fosse o treinador e, vendo que o time não esta jogando nada, insistiria no esquema e jogadores ou faria mudanças?

      Independente da teoria ou da opinião pessoal creio que seja necessário alguma mudança. Ficar do jeito que esta é que não pode.

      Abs

      Curtir

  21. cesar cachaça disse:

    Silvinho, falam que em Julho o Guerrero vai embora, e o Pato está sendo preparado para assumir o lugar…De qquer jeito, hoje já tem um que não tem a função de marcar: o próprio Guerrero…ele cerca, ocupa espaço, de vez em quando troca com o sheik e cobre na esquerda, mas não é função precípua. 2 assim no mesmo time não dá mesmo…nenhum time do mundo (nem Barça, nem Bayern) tem isso.

    Curtir

  22. Marcos disse:

    Caraca Silvinho, mando muito bem e fechou com chave de ouro!

    Parabéns pelo texto! (2)

    Curtir

  23. O Dani L disse:

    Perfeito o texto.

    Nessa mentalidade do Tite, infelizmente, será mais um jogador subutilizado em função de um esquema que funcionava no passado em virtude das peças.

    Hoje o elenco esta muito mais qualificado porém o treinador, teimoso que é, insiste na formação e não esta dando resultado.

    O engraçado de tudo é que lembro do Tite falar em entrevistas que os jogadores respeitam qualidade técnica, dando a entender de que se o clube trouxer jogadores de maior qualidade os atuais entenderão a eventual perda de posição.

    Na teoria ele falou bem porém na prática ele é incoerente com o que ele fala.

    Curiosidade sobre o livro do Barcelona. Voce chegou a recebe-lo ou teve o dinheiro restituido? (Lembro de ler no começo do ano sobre um problema que você teve ao comprar pela internet).

    Curtir

  24. Carlos Alberto disse:

    Que tal presentear o Tite com esse livro, Silvinho?

    Curtir

  25. Will disse:

    Belo texto!! Pato neles!!! Abraço!! Will

    Curtir

  26. paulomonteiro disse:

    Reblogged this on BLOG DO PAULO RICARDO MONTEIRO.e comentado:
    assino com firma reconhecida, Romarinho é titular porque marca e ainda tem pernas, ainda…o Guerrero já ta virando Liedson, marcação é bom, mas com moderação para o 7,9 e 10..att

    Curtir

    • andre rish disse:

      A impressão é que o Tite leva o jogador ao extremo dentro de um esquema pouquíssimo criativo, muito pragmático e que é indeferente ter um Pato ou o Joãozinho do Nautico que será a mesma coisa. O que o Tite fez com o Liedson foi desumano, algo reprovável por qualquer pessoa com um pingo de bom senso. Ele simplesmente destruiu os dois joelhos do Liedson o forçando fazer algo praticamente impossível dentro de suas condições físicas. E fará o mesmo com Romarinho, com Guerreiro, com o Sheik e qualquer outro.

      Curtir

  27. Paulo Cunha - Itatiba disse:

    Perfeito Silvio, tinha feito essa pergunta no tópico anterior e creio que sua interpretação é das melhores….a questão que me vem a cabeça agora é: Quanto tempo será que continuará esse esquema, e se nosso Duck vai tolerar essa condição por muito mais tempo. Imagino que se ele não for convocado à Copa das Conf., a paciencia vai começar a esgotar. a dele e a nossa alias.

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      Amigo, o Pato será convocado pra Copa das Confederações

      Quanto a aceitar a reserva, vai aceitar até entender que já dá pra jogar de zagueiro, volante, lateral…

      Curtir

      • Ricardo disse:

        Silvio, não é possivel tanta complacencia com esse energumino de tecnico no banco de reservas arruinando todo bom jogador do elenco, já saturou e explodiu o saco, ta na hora de outra filosofia no comando tecnico do corinthians que com o elenco que tem, sabidamente pode muito mais.

        Curtir

  28. Mario Santiago disse:

    O Tite já deu uma série de explicações sobre a condição do Alexandre Pato na equipe. Mas a verdade é que o treinador tem medo de tirar o Sheik do time, mesmo que ele não esteja jogando nada. Quando tirou o Sheik e escalou o ataque com Pato e Guerrero, o time fez suas melhores partidas. Bastou o Pato sentir um pequeno incômodo muscular para o treinador sacá-lo do time e colocar o Sheik de volta. E o Sheik não tá jogando nada. Nada.

    Contra o Boca Juniors, o time precisa de atacantes que estejam preocupados apenas em jogar bola, pois a vantagem é argentina. Na minha opinião, o ataque deveria ser Pato e Guerrero. O Sheik, caso seja titular, vai ficar se enroscando com os argentinos até o jogo terminar 0 a 0, porque depois da final do ano passado, ele parece mais preocupado em manter a fama de catimbeiro do que em jogar bola.

    E o Tite tá com a bucha na mão. Será que vai correr o risco de ser desclassificado com um jogador que custou 40 milhões de reais no banco de reservas?

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      O Emerson é malandro, experiente

      Sabe que aquela fase da bola entrar de qualquer jeito, passou

      E que a sua finalização é bisonha, seus pés são descalibrados, desbalanceados, desalinhados

      O que ele fez? Passou a adotar a correria, marcar, dar carrinho, a cada vez que faz isso o treinador ovula

      Curtir

    • thiago disse:

      Com certeza, Silvinho. O time precisa trocar o chip da marcação pra criação, da defesa pro ataque, e isso pode partir de um jogador que não tenha essa função e que tenha inteligência pra levar o time com ele. A meu ver pode ser o Pato ou o Douglas esse jogador. O Douglas também é um jogador que flutua, como se diz na gíria do futebol: não marca mas ta sempre pensando o jogo.

      Curtir

  29. Sérgio Henrique Botarelli disse:

    Concordo com tudo! Parabéns pelo texto!

    Curtir

Amigo, faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: