Os primeiros 3 pontos no Brasileirão

E vencemos a primeira no Brasileirão.

E o gol salvador foi exatamente dele, Emerson, que 9 entre 10 corinthianos, corneteiros ou não, vinham pedindo para ficar no banco.

O Corinthians veio a campo com uma formação diferente, a mais próxima do desejo da maioria da torcida.

Com dois meias, Danilo e Romarinho (depois Douglas) e dois atacantes atuando mais centralizados, Pato e Guerrero.

Nos primeiros minutos parecia que a fórmula daria resultado e que o Corinthians poderia abrir o placar em questão de tempo.

Os meias mais aproximados dos atacantes, troca de passes e finalizações de fora da área, que infelizmente, ainda são o nosso ponto fraco.

Por outro lado, o ótimo time ponte-pretano, bem armado taticamente, dificultando bastante as triangulações e avanços do nosso ataque, também se arriscava ofensivamente, levando perido ao gol de Cassio.

E quando o Corinthians conseguia furar o bloqueio campineiro, Edson Bastos garantia o resultado com suas defesas.

Tivesse Fabio Santos em grande fase, o Corinthians seria mais letal por aquele setor.

Mas Fábio Santos, com seus passes errados, quebrava a sequencia das jogadas. Do outro lado, Edenilson não se arriscava tanto ao apoio, já que por aquele lado a Ponte vinha com o perigoso Rodrigo Biro, que acredito poderíamos ter investido neste jogador que atuava pela Penapolense.

Veio o segundo tempo e o Corinthians quase sofreu o primeiro gol em duas oportunidades.

A Ponte não estava para brincadeira e por alguns momentos a torcida começou a imaginar que não quebraríamos o tabu, jogando em casa.

Até que Tite resolveu mudar o cenário das coisas colocando Emerson em campo, sacando o zagueiro Chicão, partindo para o tudo ou nada e a estrela do treinador e também de Emerson brilharam mais uma vez no Pacaembu.

Naquela que foi a sua segunda grande jogada na partida, Emerson chutou seco no canto direito do goleiro, marcando o primeiro gol que nos conduziu a primeira vitória na competição.

Créditos: José Manoel Idalgo - Fotógrafo do Depto.Cultural do Corinthians

Créditos: José Manoel Idalgo – Fotógrafo do Depto.Cultural do Corinthians

Até que Renato Augusto volte, a formação ideal é que iniciou a partida ontem.

Mais dois jogos, vem a parada para a Copa das Confederações e grande oportunidade para recondicionar a equipe e treinar finalizações, faltas e escanteios.

Comente a partida.

E Vai Corinthians!

Anúncios

32 Responses to Os primeiros 3 pontos no Brasileirão

  1. Mauro Oliveira Ben Yosef disse:

    Silvio, o time que iniciou a partida é o meu preferido, com Douglas no Lugar do Danilo e Renato Augusto no de Romarinho, que aliás está sendo queimado ao jogar de meia nesse time, as vezes fica até centralizado o que faz o cara ficar perdido.

    Mas penso que não adianta só mudar os jogadores, precisamos de uma nova mentalidade. Não jogamos mais sem centroavantes, temos por falta de um DOIS, não temos mais o Paulinho para se infiltrar como homem surpresa em meio ao time com tantos meias a sua frente, então temos que contar com ultrapassagens de laterais e movimentação de atacantes, e por ai vai. É de mudanças estruturais que o time precisa, jogar com um pouquinho mais de leveza, nosso elenco tem capacidade para isso.

    Curtir

  2. Só discordo de uma coisa, em relação à formação ideal. Douglas no lugar de Romarinho.

    Curtir

  3. AndersonII disse:

    Lendo os comentários do Renato77, e do Paulo, realmente tem que repensar o esquema.
    Os adversários jogam (todos até agora, pelo que eu vi), anulando o Romarinho, dando espaço para ele receber e chegam dividindo com tudo. E tomam a bola 90% das vezes.
    Como Fábio Santos, costuma passar a bola para alguém no lado esquerdo, dando passes de 20 metros quando está livre, sempre na dividida, e sai correndo passando da bola, e deixando uma avenida nas costas, todo mundo já sacou que alí é onde mais sai o “erro” que procuram, para nos vencer.
    Acho que Igor vai ajeitar a lateral pois é mais seguro, e tem bom passe.
    No lugar do Romarinho vai entrar o Renato Augusto, e o time vai se acertar com dois meias, se revezando Danilo, Renato e Douglas.
    O time se dá melhor quando entra pelo meio.
    Pelas beiradas tá muito dificil, sempre colocam dois, um na bola e outro na sobra.
    Contra os sardinhas deu pra perceber claramente que entrando pelo meio, o Danilo acabou com o jogo, e não ganhamos de 7, porque a finalização é uma merda faz tempo.

    Curtir

  4. Ewerton Silva. disse:

    Pois é. Basta um tempo no banco e o Sheik entra mordido. Acredito que o banco irá lhe fazer muito bem. E o Igor??? Pq não dar uma chance ao rapaz??? Fabio Santos já era. Que fique na reserva. E o Pato hein??? R$ 40 milhões jogados no lixo…..

    Curtir

  5. Celso 1° disse:

    Concordo, a formação ideal é esta última que começou o jogo, embora a saída de bola está sendo feita apenas pelos laterias (e não pelos volantes, que é regra básica do bom futebol) e o posicionamento (meias com o treineiro ficam quase todo tempo abertos, num posicionamento mais preocupado em se defender do que atacar) dificulte a boa armação de jogadas.
    Emerson é uma grande arma pra entrar no 2º tempo pegando as defesas adversárias cansadas.
    Agora é ganhar os 2 jogos e liderar este campeonato, tem que vir o G1 logo pra mantermos até o final.
    VAI CORINTHIANS!!!

    Curtir

  6. Rogério disse:

    Silvinho, o time foi mal novamente. Mesmo com Pato e Guerrero, o Tite colocou o Danilo numa ponta e Romarinho na outro, e quem arma o time no meio? Romarinho é segundo atacante, e na função que vem desempenhando não consegue jogar o futebol que estamos acostumados a ver.

    O resultado foi importantíssimo, mas falta apresentar um futebol mais convincente. Com o Douglas no time, enquanto o Renato Augusto estiver no DM, ao lado do Danilo, acho que o rendimento pode melhorar bastante.

    Esse Rodrigo Biro, por algum motivo, não foi contratado pelo clube, pois estava na lista de contratações. Pensando bem, temos dois garotos de muito futuro, que são Igor e Denner, por isso acredito que nesta posição estamos bem servidos. Em relação ao Cleber, a diretoria tá comendo bola, pois trata-se de um zagueiro jovem, rápido, de ótima qualidade, acho que tem o perfil ideal para fazer parte do elenco e ser titular no futuro.

    Curtir

  7. Marco ACT disse:

    Não fizemos um grande partida mas foi um bom jogo. A formação com 2 meias e 2 atacantes tem de ser mais testada, especialmente quando voltar o Renato Augusto. Achei que o Guerrero teve boa participação e isso se dá por não estar isolado no ataque

    Outra alteração que deveria começar a ocorrer é o Igor na esquerda, Fabio Santos deve estar com inveja da nulidade do Alessandro e vem fazendo porra nenhuma direito

    Curtir

  8. Múcio Rodolfo disse:

    Em 2004, o Adenor escalava o Corinthians com três zagueiros (Betão, Anderson e Valdson) e dois volantes sem a menor vocação ofensiva (Wendel e Fabinho- este nem tanto). Agora ele manda a campo, dois zagueiros, um volante marcador, um volante que apoia e dois meias- ou um meia quando o time joga com três atacantes. O Adenor escala um time com jogadores cujo forte não é a marcação, ou em outras palavras, jogadores que sabem atacar. Eu vejo poucos jogos de outros times,mas pelo pouco que vejo, noto que nos demais times também ocorre o que alguns reclamam aqui no Corinthians. Atacantes também voltam na linha de meio de campo. Times também recuam em determinado momentos da partida. O futebol é dinâmico, não tem mais como um atacante ficar o tempo todo lá na área adversária.

    Curtir

  9. RENATO77 disse:

    Tanto Botafogo quanto a PP usaram do mesmo artifício para marcar o SCCP. Marcação corpo a corpo nos atacantes e meias. Boa parte dessas jogadas, são cometidas faltas pelo adversário, mas não são todos os arbitros que marcam essas “faltinhas”, que nãi são violentas, mas causam a perda da bola pelos nossos jogadores. E nas demais situações eles marcam no melhor estilo “pega pega pega”, sem dar espaço e chutando pro lado que estão virados. A vontade dos caras está sempre no nível máximo, por isso, quase sempre no segundo tempo, o SCCP tem melhor desempenho.
    NÃO HÁ COMO NEGAR, O SCCP É O TIME A SER BATIDO POR TODOS. Não adianta a imprensa repetir mil vezes que o atrético mineiro é o melhor time do país. Além da repercussão que é vencer o SCCP, sempre foi assim, hoje em dia a boleirada SABE que o melhor time do BR é o SCCP. E darão a vida por uma vitoria.
    ENQUANTO OS NOSSOS JOGADORES NÃO SE CONSCIENTIZAREM DISSO, SERÁ SOFRIDO…mais que o costumeiro.

    Taticamente, acho que diante da má fase do nossos atacentes, é possivel voltar a tentar uma situação que já vimos em 2011: Danilo mais a frente.
    Nosso elenco não é recheado de craques, mas é cheio de boas opções. Não acredito em TITULARES absolutos no nosso elenco. Só Cassio, Gil, Ralf e Paulinho. O resto tem que haver um “revezamento natural”…ontem Sheik foi banco, entrou e resolveu…e assim pode e deve ser até o final do ano. Não vejo problema nisso. Afinal, a vantagem de ter um bom elenco é essa…tá mal? a bola não tá entrando? sai, e deixa outro tentar.

    Ainda continuo NÃO vendo nenhum time acima do nosso, no máximo no mesmo nível. O mesmo pode se dizer do nosso treinador, não há NENHUM, brasileiro, melhor.
    O titulo é possível, mesmo sentindo que teremos uma certa “má vontade” da arbitragem nesse ano.

    Abraço.

    Curtir

    • AndersonII disse:

      Tem razão. Goiás e Ponte, contra nós pegaram duro, principalmente em Romarinho que é mais franzino.
      O comportamento desses dois times, mostra que contra nós, todos parecem que estão 6 meses sem almoço e jantar.
      O Goiás vem jogar contra as barbies, e com certeza não vão pegar o Osvaldo, ou a mesma gana que tiveram contra a gente.
      Por isso, acho que devemos esquecer desse negócio de “trofeu fair play”, e se pegarem duro, temos que pegar duro e meio.

      Curtir

  10. tania disse:

    oi silvinho, gosto muito das suas postagens parabéns pelo blog.quanto ao jogo tem q melhorar muita p ganhar o brasileirão.

    Curtir

  11. Luís Carlos disse:

    Então, acho que a formação com dois meias deve funcionar melhor. Não porque é a melhor em qualquer situação, mas porque lateral do Corinthians não é lateral, é um zagueiro que fica no cantinho. Só que talvez seria melhor com dois meias e não com um meia e um Jorge Henrique cover.

    Achei que como um todo o time jogou pior do que jogou contra o goiás. Parece que o time só funciona quando está precisando fazer gol. E considera que está precisando fazer gol somente quando está perdendo ou quando está empatando por pelo menos setenta minutos. E nessas poucas situações em que o time considera que precisa fazer um gol são as mais difíceis de fazer gol, pois os adversários costumam se fechar mais.

    Ontem precisou trocar um zagueiro por um atacante para conseguir um gol. Mas como cada gol parece ser o gol do campeonato, é lógico que depois de fazer o gol tem que retroceder e trocar um atacante por um zagueiro em seguida para voltar ao normal.

    Acho que o medo de perder está prevalecendo em muito sobre a vontade de ganhar. Quando o time está atacando parece que pensa menos em atacar do que no que que fazer depois que o adversário retomar a bola. E isso vem de fora pra dentro.

    Alguns jogadores precisam retomar sua regularidade, o plano tático necessita de ajustes, mas acima de tudo o time necessita retomar a confiança.

    Curtir

  12. Múcio Rodolfo disse:

    Nessas gincanas escolares uma das provas poderia ser:
    “trazer um vídeo com o Fábio Santos acertando um cruzamento”.

    Curtir

  13. Paulo Cunha - Itatiba disse:

    Concordo com tudo. Renato quando voltar e Douglas farão um duelo interessante, mas não duvido o danilo sair do time em algum momento para sua preservação.

    Curtir

    • Anderson disse:

      Paulo, boas… Acredito que a solução para nosso TIMÃO, caso realmente o Paulinho saia, seja jogarmos com Douglas, Danilo e Renato Augusto, sendo que o Renato pode fazer a recomposição, por ser o mais novo, e tambem, na saída de bola, com sua costumeira qualidade. Guerrero e Pato cansarão de fazer gols.

      Curtir

  14. Vinicius disse:

    alessandro fecha melhor que o edenilson o lado direito
    chicao parece um aposentado jogando, credo
    Guilherme é bola
    Acho que deveria jogar emerson, pato e guerrero. pato tambem ta bizarro mas creio ser por falta de ritmo
    f. santos parece um doente mental jogando
    Danilo é um oasis de futebol nesse time

    fora tite, tragam o muriçoca logo

    Curtir

  15. Vinicius disse:

    Corinthians atacando parece os trapalhoes, os tres patetas… não sei ha quanto tempo esse time não ve um treino de ataque

    Curtir

  16. thiago disse:

    Parabéns ao Tite ontem, quase perdeu, mas ganhou o jogo! Mas só peço uma coisa, no próximo jogo, sem o Guerrero e com o Emerson, não volte a jogar no 4-2-3-1. Ontem mais 5 minutos nessa formação e a Ponte empatava o jogo. Por favor, Tite, jogue com dois atacantes contra as marias!

    Agora, o que ficou claro ontem é que precisamos de um meia com a perda do Jorge. Faltou armação pra sairmos com um resultado positivo já nos 20 primeiros minutos. Romarinho não é meia, não tem cacoete de meia, pega a bola abaixa a cabeça e sai correndo, é atacante. Temos o Renato, Danilo e na reserva o Douglas, mas que faça a função de Ala/Meia, que era o Jorge, ninguém. Datolo e Malouda, nomes ventilados na imprensa, seriam bons nomes. Nosso ataque vai funcionar quando o meio campo construir e o ataque definir, com os atacantes tendo que sair pra construir, como se viu ontem, fica complicado.

    Vai Corinthians!

    Curtir

  17. ELIGELTON disse:

    Do meu ponto de vista, foi uma bom jogo do nosso time. Como ponto negativo, ficou para o Fábio Santos que não consegue fazer as dua funções (defesa e apoio ao ataque), talvez seja cansaço, sei lá. Só sei que ele não está do nível para um time como o CORINTHIANS. Como ponto positivo, ele, o jogador que nunca foi espulgo e sempre foi titular com 200 jogos pelo nosso time, o grande jogador Edenilson. Merece também elogios o Douglas, que se continuar nesse nível, a torcida vai pegar muito no pé do nosso treinador para sua titularidade. Acho que nosso time, deve insistir mais com Pato e Guerrero, quando começarem fazer gols, vão pegar confiança e ninguém mais vai nos segurar. Vai Corinthians.

    Curtir

  18. Júlia disse:

    BOA SILVINHO! Bom dia!
    Gostei muito do começo da partida de ontem, maior posse de bola, time mais bem estruturado.. Realmente, ‘só’ faltava a bola entrar. Me surpreendi com a ousadia do Tite ontem na substiuição.. e quem tem estrela não adianta.. Émerson quando quer é foda.

    o time de ontem treinando melhor finalizações vai que vai!

    Curtir

  19. Múcio Rodolfo disse:

    O time foi mal….
    Mas pelo menos conseguiu a vitória em cima de um time que até ontem não havia perdido fora do seu reduto e do qual a gente não ganhava no Pacaembu desde 2008.
    O time ainda não engrenou porque nem o Pato e nem o Guerrero atravessam um bom momento. Mas isto se resolve com o tempo e com os dois tendo uma sequencia (sequencia que vai ser quebrada com a ida do peruano para o selecionado do seu país). A mesma coisa pode-se dizer do Guilherme que, embora com outras características, pode suprir a ausência do Paulinho.
    O Adenor foi bem nas substituições. Trocou o Douglas pelo Romarinho, mantendo o Danilo – fugindo do convencional. E depois trocou um zagueiro por um atacante -algo anormal para um “retranqueiro” exacerbado.
    O gol marcado pelo Emerson tem o risco da gratidão do Adenor se multiplicar e ele continua no time por tempo indeterminado mesmo jogando mal.

    Curtir

  20. O Dani L disse:

    Gostei da formação que iniciou. O Pato e Guerrero foram bem. Com os dois juntos o time ganha qualidade ofensiva. É dar continuidade. Pelo menos ontem o Guerrero ficou mais proximo da area e nao ficou de ponta marcando lateral.

    O Fabio Santos foi o de sempre.

    Tite mexeu bem no time e o Emerson entrou e dessa vez resolveu. É isso que queremos um jogador que entre para decidir.

    Não vejo a hora de chegar a copa das confederações para que os treinos sejam realizados dentre eles:
    1. Saida e reposição de bola (Goleiro)
    2. Saida de Gol (Goleiro)
    3. Faltas e jogadas ensaiadas (Ataque)
    4. Cobrança de Escanteios (Ataque)
    5. Passes (Fabio Santos)

    Curtir

  21. Paulo disse:

    Sempre soubemos, como corinthianos, que os nossos adversários correm mais contra nós. É a oportunidade de aparecer nas telas, de ganhar notoriedade, e isso vale tanto individual quanto coletivamente, e até para o treinador. Se isto era verdadeiro até na década de 70, imagine agora, com um esquadrão campeão continental e mundial. Eles sabem, como sempre demonstra o Bostinha, e, até ontem, a própria Ponte, que o único jeito de parar o time de Tite e sua correria e marcação desenfreadas é aplicando do mesmo veneno. Notem que, até o ano passado – com exemplos este ano – costumávamos dar uma blitz de uns 20 minutos, no início, e geralmente éramos bem sucedidos, ou seja, fazíamos o gol e, a partir daí, tínhamos que aguentar o sufoco – lembro-me das constantes reclamações de que, a partir da vantagem obtida, recuávamos o time e era uma tortura até que o fim do jogo chegasse, mas, como o sistema defensivo era, aparentemente, mais sólido que o deste ano, geralmente saíamos vitoriosos. Pois bem, a partir deste ano as coisas estão um pouco diferentes. Até tentamos, por vezes, como ontem, dar essa blitz, mas raramente nos damos bem. O gol não sai e, ocasionalmente, até tomamos um, o que obriga o time a sair pra cima e imprimir correria até o fim ( inclusive porque, às vezes, é o adversário que domina a cena, no início, como ocorreu na estréia e no segundo jogo do Brasileirão ). Geralmente, obtemos o gol de empate ou da vitória, e os adversários, no final, estão exauridos – foi nítido ontem, depois do gol; e quarta-feira, em Goiânia, durante todo o segundo tempo ( também, em menor escala, contra o Bostinha ). Não estou dizendo que questões outras não venham interferindo no desempenho da equipe, mas observo apenas que o padrão mudou, nos nossos jogos. Temos que utilizar isso, estrategicamente, e recondicionar o time, para o segundo semestre, aproveitando a pausa de junho. Creio que esse campeonato será ganho, provavelmente, na parte física ( como diferencial, sem descartar questões táticas e técnicas ). Até aqui, pelo menos na tabela, estamos bem, já que Vitória e Bostinha não acredito que venham a brigar por título. Se o SPFW não vencer, hoje, fecharemos a rodada a dois pontos da liderança.

    Curtir

Amigo, faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: