Adianta formar atletas na categoria de base ?

Informou Jorge Nicola,

Éverton Ribeiro está entre os candidatos a craque do Brasileirão. O camisa 17 comandou o Cruzeiro rumo ao título nacional, marcou sete gols, deu dez assistências e foi dono de alguns dos lances mais lindos. O mais curioso é que o meia deixou o Parque São Jorge por R$ 400 mil.

Esse foi o valor que o Timão faturou pelos 80% dos direitos econômicos negociados com o Coritiba, em 2011. Os outros 20% acabaram adquiridos pela Raposa neste ano e valeram mais R$ 800 mil. Ou seja, a grande revelação do Brasileirão de 2013 rendeu somente R$ 1,2 milhão.

Hoje, Éverton Ribeiro está cotado para defender a seleção brasileira e avaliado em mais de R$ 30 milhões — a Raposa já recusou duas ofertas, de clubes do Catar e da Rússia, ambas na casa dos R$ 15 milhões.

Informou o site do Bandsports:

Sob o comando de Tite, Everton Ribeiro esteve no elenco que caiu ainda na pré-Libertadores, diante do Tolima-COL. Novamente sem receber tantas oportunidades, ele acertou sua ida para o Coritiba. “Eu precisava jogar para me firmar no cenário nacional. Foi quando o Coritiba me deu uma oportunidade e lá eu fui muito feliz, fui a duas finais de Copas do Brasil, fui campeão e isso me deu bagagem para chegar bem ao Cruzeiro”.

Apesar das poucas oportunidades na sua segunda passagem pelo Corinthians, Everton Ribeiro nega ter mágoa do técnico Tite. Pelo contrário. “Sempre cumprimento o Tite quando nos enfrentamos e ele foi importante também ao pedir minha volta em 2011. Com isso, fiquei em evidência e isso me ajudou a acertar com o Coritiba”.

Comentários:

Para Marcelo Oliveira, técnico cruzeirense, Everton Ribeiro é indispensável.

Antes, no Coritiba, também teve destaque.

No Corinthians, criado no Terrão, não teve oportunidades com o treinador Tite.

Como não teve Marquinhos e tantos outros.

A questão não é meramente revelar. O que precisa acontecer é que a diretoria deve determinar qual porcentagem de atletas formados nas categorias de base devem compor o elenco profissional.

E planejar o aproveitamento destes atletas, de forma que se adaptem ao novo perfil de profissionalismo exigido e que também tenham o tempo necessário para mostrar serviço e analisados neste período.

A decisão não pode estar na cabeça do treinador. Mano Menezes e Tite, os dois principais treinadores do Corinthians nos últimos 6 anos, são resistentes a utilização de jogadores formados em casa.

Não gostam, não querem, não dão espaço e dificultam este aproveitamento.

E é ai que a diretoria tem que agir. 

E se necessário, tornar estatutário o aproveitamento de jogadores formados nas categorias de base.

Se não, melhor acabar com tudo, caso contrário, continuaremos fazendo a alegria dos adversários e empresários, fornecendo ao mercado bons produtos.

102 respostas para Adianta formar atletas na categoria de base ?

  1. Daniel disse:

    O Corinthians de 1995, Campeao da Copa do Brasil e Paulista, tinha por base, no time titular, exatamente a base vinda do Terrao.
    Certamente um dos times mais aguerridos da nossa história – que desbancou nas finais Palmeiras (o então “time do momento”) e o Grêmio (que viria a ser campeao da Libertadores).
    Ronaldo, Andre Santos, Sylvinho, Ze Elias, Viola e Marques.
    Bons tempos…

    Curtir

  2. Daniel disse:

    Até os títulos de 2012, que eu me lembre, o Corinthians sempre teve pelo menos um jogador da base no time titular Campeão.

    Curtir

  3. Samuel disse:

    To vendo vários comentários aqui dizendo que a torcida não tem paciência com jogadores da base, atribuindo a ela a culpa pelo não aproveitamento de nossos talentos.

    Isso não é verdade.

    Que a nossa torcida pressiona, isso é verdade, mas isso com todos, não só com a base. Pra jogar no Corinthians tem que ter culhão, desde cedo, e se não consegue passar pela fase da cobrança inicial é porque não serve.

    Mas a torcida acolhe e sabe reconhecer. Vários jogadores foram formados e utilizados e cresceram justamente porque a Fiel os pegou pelos braços.

    O que tem acontecido é que os jogadores da base não estão sendo lançados e utilizados adequadamente, normalmente são relegados a último plano pelos treinadores e só utilizados no fogo, e muitas vezes ainda improvisados.

    E os últimos treinadores notadamente não gostam da base, fazem de tudo para não usá-los, com avaliação precipitada, como o Adenor em relação ao Marquinhos.

    Vi aí uma lista dos últimos talentos da base que hoje fazem a alegria dos rivais. Eles não saíram do clube por estarem queimados com a torcida, muito pelo contrário. Saíram porque os treinadores não brigaram por eles, e principalmente porque por conta de contratos muito mal feitos e empresários sacanas.

    O Fagner foi um exemplo claro disso. Entrou num jogo, já ganhou a torcida no outro, e alguns meses depois deixou o clube sem render um centavo, por conta do seu empresário. Nilton foi parecido. Tinha moral com a torcida, e inexplicavelmente foi emprestado para o Vasco e depois dado, sem render um centavo ao clube.

    Jô foi vendido quando já ia se tornando xodó da torcida, apesar das críticas iniciais, merecidas porque ele era realmente todo molão.. mas estava na crescente e sua saída foi lamentada pela Fiel.

    Ewerton Ribeiro era um bom lateral, quando entrava recebia apoio, mas sempre foi sub-utilizado pelo Mano e depois descartado totalmente pelo Tite.

    E praticamente todos os casos recentes se enquadram no que escrevi acima.

    Então, a culpa é da administração da base, estranha, dos técnicos, míopes e super poderosos, e não da torcida.

    Precisamos de uma diretriz, de uma definição partindo da administração, da diretoria, fazendo com que o técnico utilize nossos jogadores. Para isso também os contratos precisam ser bem feitos, precisa ter olho clínico e perceber os jogadores que tem potencial e também lhe darem moral, porque não dá para exigir crescimento do moleque lhe pagando miséria.

    Basicamente é isso. Nossa diretoria tem sido omissa, deixando tudo para o técnico decidir, e deu no que deu, com uma péssima campanha em 2013, jogadores veteranos se arrastando e custando milhões, e saindo agora de forma melancólica, e também nesse pacote a não utilização da base.

    Técnico é funcionário, é parte do processo, parte da equipe, e não o dono e senhor absoluto. Mano vem aí, tem que ter respaldo, e vai ter, mas tem que ter administração compartilhada. E isso inclue alguém da diretoria atento, atuante, o tempo todo vendo o que é melhor para o time, e isso passará pela utilização da nossa base.

    Me alonguei, mas porque o assunto é realmente interessante e preocupante, e relevante, e se for solucionado estaremos novamente dando lição no futebol brasileiro, pois base como a nossa ninguém tem.

    Valeu!

    Curtir

  4. vicente disse:

    Facil culpar o tecnico por nao usar a base. A pressao sobre o tecnico para ter sempre resultados positivos nao permite que ele faca teste com jogadores. O time tem que ganhar sempre e o tecnico nao vai querer fazer experimento colocando o seu na reta.

    Curtir

  5. Vinicius disse:

    “E se necessário, tornar estatutário o aproveitamento de jogadores formados nas categorias de base.”

    Aqui tocou-se na ferida

    qualquer problema seria resolvido quanto a utilização da base caso fosse obrigatório ter 15 jogadores criados no clube, no elenco do time profissional.

    mas para isso a diretoria que ter culhao. o que não vem mostrando. mto longe disso.

    Curtir

  6. Daniel disse:

    Da para montar um time bem interessante:
    – Weverton
    – Fagner
    – Marquinhos
    – Carlao
    – Dodo
    – Nilton
    – Marcelo Oliveira
    – Ewerton Ribeiro
    – Willian
    – Lucas
    – Jô
    Quantos times superiores a este temos no Brasil hoje ?

    Curtir

  7. Fernando D. disse:

    Jogador da base só serve pra engordar o caixa dos empresários.
    Sou completamente contra investir qualquer um real nisso se quem de fato ganha dinheiro são os empresários.
    E qualquer pereba “tem procurador” e ele é quem determina se o jogador vai assinar com o time quando completa 18 anos (pq a lei proíbe o jogador de fazer um contrato profissional antes disso) e enquanto isso o clube é quem paga escola, alimentação, alojamento e o cacete, daí o procurador é quem leva o garoto e faz o que quer, só que ele não pagou nada do que o clube pagou… Sem contar que se formos ver que a maioria desses procuradores estão envolvidos nas diretorias dos clubes…
    Sou favorável a pegar o dinheiro que se investiria na base e já comprar pronto.

    Curtir

  8. Paulo Marques disse:

    Silvio, forçaste a barra jogando na conta do Tite o não aproveitamento do Everton Ribeiro. O Rapaz estava no elenco desde 2007, não se firmou, em 2008 entrou o André Santos que arrebentou até o meio de 2009, o Everton foi emprestado ao S. caetano e não se firmou como lat.esquerdo, até que deram a oportunidade de jogar na meia e ele começou a se destacar, jogando na série B. Eu tenho a seguinte opinião : jogador pra dar certo no Timão tem que vestir a camisa e arrebentar nos primeiros jogos, assim aconteceu com nossos maiores ídolos, como Wladimir, Ronaldo, Casão, William,

    Curtir

    • Paulo disse:

      “Jogador pra dar certo no Timão tem que vestir a camisa e arrebentar nos primeiros jogos…”: fato!

      Curtir

    • Daniel disse:

      Casão ? Tem certeza ? Lembra da Caldense por onde ele passou ?
      E o Viola ? E o Kleber ? Sylvinho ? Edu ? Gil ? Ewerton ? Jô ? Márcio ? Anderson ? Marcelo (zagueiro) ?
      Todos com passagem pela seleção. Entraram e jogaram ?
      Nao, foram adequadamente aproveitados.
      Coisa que nao temos conseguido fazer hoje.

      Curtir

    • Vinicius disse:

      mano preferiu dar chance pro lulinha que evidentemente jogava menos bola

      acho que everton deve ter jogado uns 90 minutos com o mano no paulista 2008, e nesse tempo jogou mais que o lulinha do 19 jogos que teve pra mostrar bola naquele campeonato.

      Curtir

  9. joaquim disse:

    Silvinho!
    Não foram só estes que você citou.
    Quantos que estão no elenco e não são utilizados ou se utilizados são forma errônea.
    Os garotos precisam ser ensinados e cobrados deles treinamento, principalmente de fundamente, porém o Tite é muito limitado e não sabe fazer isso, como faziam Tele Santana, Cilinho, atualmente o do Santos(Claudinei Oliveira), Marcelo Oliveira, Vagner Mancini e outros de menor expressão.
    Porém, a torcida foi no barulho da imprensa para manter o Tite até hoje e ambos, em grande parte, criticam a saída desse treinador que ganhou campeonatos com uma estrutura montada, teve até seus méritos, porém há muita fumaça para pouco incêndio e o Corinthians está pagando um preço muito grande por isso.

    Curtir

    • Daniel disse:

      Nao da para culpar apenas o Adenor, mas tambem o Adenor.
      Neste assunto, a culpa pode ser amplamente distribuída…
      Na verdade, acho que o ultimo grande trabalho utilizando adequadamente jogadores na base foi realizado pelo Oswaldo Oliveira em 1999/2000. E lá se vão 14 anos…
      Soube usar vários jogadores, titulares e reservas: Índio, Kleber, Gilmar Fuba, Edu, Fernando Baiano, Dinei.
      Notem, nao estou falando em lançar jogadores, mas usar adequadamente.
      E já ia preparando uma nova leva, com Gil, Ewerton…
      Depois disso, o uso da base passou a ser mais esporádico ou muitas vezes noimproviso.

      Curtir

    • Múcio Rodolfo disse:

      1- Eu penso que o que segurou o Adenor no clube foram os títulos e não a imprensa….. Acho que ele teria rodado em 2011 se não tivesse conquistado o campeonato brasileiro e estaria “politicamente” mais forte se tivesse conquistado a Copa do Brasil.
      2- Cada um tem seu estilo. O Telê Santana era daqueles que executava um fundamento para provar ao seu pupilo que aquilo que ele estava pedindo era possível. O Marcelo Oliveira pelo que vi hoje trabalhava nas categorias de base e por essa razão valoriza tal categoria.

      Curtir

  10. Rogério disse:

    Weverton, Fagner, Marquinhos, Nilton, Everton Ribeiro, Willian, jogadores destaques em seus clubes atuais. Isso mostra a incompetência de técnicos e por que não da diretoria que não dá respaldo à garotada. Lembrando, são gastos 10 milhões por ano na base para reforçar os adversários. Há bons valores no sub-20 que certamente seguirão o mesmo caminho se nada for feito.

    O Mano Menezes pelo menos colocou o Dentinho, o Marcelo Oliveira, tentou o Lulinha, errou com o Everton Ribeiro, mas bem que o Tite poderia ter dado chances pra ele. Aliás, o Tite não usa a garotada nem a pau, a não ser que não há nenhuma alternativa, como foi em 2004.

    Curtir

    • Múcio Rodolfo disse:

      Eu me lembro de uma frase do Tite a respeito do Ewerton bastante contraditória:
      -Eu gostaria de ver vc jogando mais vezes.
      Acontece que ele era o técnico e ele mesmo não deu uma única oportunidade para o Ewerton Ribeiro em sua volta ao clube no inicio de 2011.

      Curtir

    • Marcos Almeida disse:

      O Mano Menezes dispensou o E Ribeiro

      Curtir

  11. kamikasccp disse:

    A história do Corinthians é rica na perda de jogadores por falta de paciência da torcida , em especial dos mais jovens . O grau de ” fritura ” depende do estágio do time e, principalmente se o atleta dá boas entrevistas na imprensa .Esta é venal , tipo Neto, que comenta p/ todos aqueles que vão ao seu programa ” este merece um lugar na seleção !!! “….só p/ lembrar de alguns que poderiam ser grandes ídolos , cito o cento-avante Flávio ” Terremoto do Parque” que foi o primeiro não-santista a quebrar a longa sequência de artilharia do Pelé , do Geraldo Manteiga que fez gols em 5 jogos consecutivos contra as bambis e , outros mais….espero que não cometam isto com o Romarinho , que a meu ver é um talento a ser lapidado ( finalização )…acredito que se corrigida esta falha, poderia se tornar atacante , sem ser necessário jogar de “secretário de lateral”, pois tem um domínio de bola e , dribles curtos desconcertantes excepcionais. Pode ser orientado a cair menos…..vejo tb pouca paciência com o Igor ( comum qdo. a fase da equipe é ruim ) , mas acho ele melhor que a Av. F. Santos == não é necessário ser craque só porque veio da base !!!!

    Saudações Corinthianas !!!

    Curtir

  12. Paulo disse:

    Olha, determinar porcentagem da base a ser aproveitada é como cota-racial ou social em universidades públicas. É bom para quem entra, mas não necessariamente – e a curto prazo, como costumamos exigir – para a sociedade ( no caso do futebol, para nós, corinthianos ). Melhor, como no caso das cotas estudantis, seria formar uma boa base, com oportunidades reais e respaldo a todos, desde o início, premiando-se os melhores, ao final do processo.

    Curtir

    • Wiliam Junior disse:

      Eu até concordo com a ideia de estipularmos um % de aproveitamento de jogadores da base, desque que tenhamos uma base decente

      Curtir

      • Paulo disse:

        A boa base é a “base” de tudo, rs! Porém, mesmo com uma ótima/excelente base sou contrário à fixação de percentuais: dificilmente ( para não falar em impossibilidade total ) haveria, todos os anos e em todos os momentos, um percentual suficiente para suprir com vantagens posições de titularidade no elenco, comparativamente ao mercado geral da bola ( até porque este é muito mais amplo do que a melhor base que possamos formar ). Ora, somos gigantes, e queremos nos tornar maiores ainda. Isso requer contratar grandes jogadores para vir e resolver eventuais carências do elenco. Da base, devem ser aproveitados somente aqueles com potencial de Marquinhos. Os Evértons Ribeiro e Jôs da vida não se criarão no Corinthians. É a lei da selva, tem que matar um leão por dia. Darwinismo puro. Não temos o tempo do Prantos, por exemplo.

        Curtir

        • Paulo disse:

          Se isso implica em abdicar da base creio que não, pois os “subs” da vida também levam nosso nome e nos representam e divulgam no mercado ( e aos nossos patrocinadores, eventualmente ). Mas tem que ser feita uma adequação, para que a relação custo-benefício se mantenha, no mínimo, equilibrada ( não podemos gastar, com a base, muito mais do que ela nos proporcionará, em retorno financeiro – ou nenhum centavo a mais -, mas esse cálculo é dificílimo de se fazer, pois envolve muitas variantes, algumas de ponderação complicada ). Isso passa, necessariamente, pela limpeza ética nessas categorias, para que não joguem filhos de ou indicados por diretores. Para que a verdadeira meritocracia seja preservada, na medida do possível. E implica, igualmente, em uma limpeza ética gerencial, que passa, por sua vez, por uma moralização da administração corinthiana, tarefa árdua, ainda, como se intui, na quadra da nossa história em que nos encontramos…

          Curtir

        • Daniel disse:

          Nao entendi. Devemos nao apostar em Ewertons e Jos da vida ?

          Curtir

          • Paulo disse:

            Não temos tempo para apostar em promessas, precisamos de realidade, do cara fora-de-série, que entre e resolva. No passado, em que não tínhamos muita opção, Jô até se criou, mal e mal, Everton não conseguiu ( mas note que mesmo o Jô era questionado, na época, fosse hoje não jogaria ). Se pudermos emprestá-los sem cláusula de venda ( nunca será interessante para o Clube estipular preço de venda ), muito bem, senão, eles terão que seguir seu caminho…

            Curtir

            • Daniel disse:

              Fora-de-serie? Ta de brincadeira?
              No Brasil inteiro nao tem e cívico quer na nossa base?
              Amigo, nada disso. A base tem que fornecer jogadores de bom nível, para compor o Grupo, entrar aos poucos no time. Sabe aquele volante para substituir o Ralf? Tinhamos que ter na base. Um meia habilidoso para entrar de vez em quando. Base. Um lateral direito para jogar algumas partidas. Base.
              Craque, na base, vai durar muito pouco.

              Curtir

        • Vinicius disse:

          jo jogou mta bola no corinthians

          everton ribeiro nao teve chances. e como diabos nao se criaria? só falta fazer chover nas marias.

          Curtir

          • Paulo disse:

            Pois é, passados 4 anos. Teríamos esse tempo?

            Curtir

            • Daniel disse:

              2 anos, amigo… Começa no banco. Aí vai entrando. Ganha posição. Começa a ter destaque… Com o Dentinho, devidas as proporções, aconteceu isso.

              Curtir

            • Vinicius disse:

              não senhor

              ja vinha jogando bola a tempos, desde 2009 no sao caetano, e mesmo nas poucas chances que teve no paulista 2008 jogou mais que lulinha, heverton com h, marcel, etc

              Curtir

  13. Múcio Rodolfo disse:

    Adianta se a política do clube for dar chances a tais jogadores formados na base e não livrar-se deles para abrir espaço para contratar jogadores de outros clubes. Como costuma dizer aqui o Luis Carlos, o Corintians investe na base -do Paulista, do Bragantino…Em 2009, o Corinthians deixou de dar oportunidades para o Fernando Henrique -foi autor de um dos gols da decisão da Copinha- para que o clube trouxesse o Bil, o Henrique…

    Curtir

  14. Fora Empatite disse:

    Ih Silvinho parece que o sucesso subiu a cabeça do retranqueiro, por algum motivo ele acha que é o primeiro da fila pra assumir a seleção brasileira após da copa.
    Baixa a bola ai Adenor você nunca vai treinar uma seleção de primeira linha

    Curtir

    • RobertoSP disse:

      O cara tem projeto de vida..
      Coisa que voce e alguns aqui, tambem deveriam ter..isso faz bem ao ser humano..
      Ele ta certo..tem que almejar algo sempre maior na carreira
      Assim como o Mano Retranca chegou la e não provou nada..ele tem esse direito tambem

      Curtir

  15. Marcio Arruda disse:

    Não é bem assim, o Everton Ribeiro demorou quase 1 ano para vingar no Coritiba, ficou um bom período no banco, então ele evoluiu para merecer a vaga, não era um jogador pronto.
    Um erro maior do que a não utilização do jogador, é justamente na base, como colocar um jogador dessa categoria de lateral esquerdo? Quem foi o gênio que fez isso?
    Foi nessa função que ele subiu para o time e isso dificultou sua vida, foi o Mano Meneses que viu nele um meio campo, e teve atuações um pouco melhores do que na lateral mas ainda assim medianas quando lançado.
    Em relação ao Marquinhos é uma baita injustiça, foi lançado jovem, estava a frente de seu companheiro de zaga da Copinha mesmo sendo mais novo, logo foi elogiado pelo Tite e ganhou chances, mas estamos falando de Corinthians, e ele teve que enfrentar grande concorrência, iria com o tempo ganhar espaço, mas saiu cedo em um péssimo negocio da diretoria.

    O Corinthians tem problemas na formação de atletas, tem problemas no planejamento para o lançamento desses garotos, mas a torcida pressiona muito, cobra reforços de alto nível, então é um trabalho mais difícil do que em outros clubes.

    Curtir

    • AndersonII disse:

      Ao que parece não acreditam nem no Sanchez, que já explicou trossentas vezes o caso Marquinhos:

      “Andrés Sanchez continua achando que o clube fez bom negócio. “O jogador queria renovar contrato e ganhar R$ 400 mil por mês mais R$ 5 milhões de luvas. Isto é impossível”, disse. Na verdade, o empresário Giuliano Bertolucci pressionou o clube. Queria ver Marquinho jogando no time principal, para que ele aumentasse o valor de mercado. Depois, convenceu os diretores da Roma em investir no garoto. Estava certo.
      “Quando ele foi campeão da Copa São Paulo de Juniores, a imprensa falava que o craque era o Antonio Carlos (também zagueiro e capitão do Sub-17 corintiano). Quem poderia dizer que ele ia virar o que virou? A Roma apostava no Leandro Castan (outro defensor do Corinthians) e agora estão querendo devolvê-lo ao Brasil. Futebol tem estas coisas”, falou o dirigente que cuida agora da construção do estádio, arena alvinegra que vai ser sede da abertura da Copa do Mundo.”

      Curtir

    • RENATO77 disse:

      Everton Ribeiro passou um tempinho no São Caetano, antes de ir para o Coritiba…sem conseguir se fixar como titular…

      Curtir

      • Múcio Rodolfo disse:

        Eu me lembro que no blog do Paulo, as atuações do Ewerton Ribeiro no São Caetano eram elogiadas, tanto que muitos acreditavam que ele seria um dos que retornavam de empréstimo que seriam aproveitados – junto com o Marcelo Oliveira e o Edno.

        Curtir

        • Daniel disse:

          Ele jogou muito no Sao Caetano.
          Começou lá como reserva… Do Eduardo Ramos… Ganhou o lugar no time e fez ótimas partidas.

          Curtir

      • Vinicius disse:

        jogou mta bola no sao caetano, era camisa 10 do time e derrubou o muricy do porco no parque deles

        Curtir

    • Danilo disse:

      Marquinhos tinha grande concorrência ??? Fala sério!! Quando Castan saiu, quem ficou? Paulo André (dá pro gasto), Wallace (pereba) e Felipe (pereba). Ele ia disputar posição com o veterano Paulo André. Mas aí entrou o merecimento…….

      Curtir

      • Paulo disse:

        Não, aí entrou alguém vislumbrando uma “grande possibilidade”…

        Curtir

        • Múcio Rodolfo disse:

          O Castán foi negociado e logo, em seguida, o Marquinhos também foi. O grande “xis” aí foi o valor fixado do passe que desde o começo falou se que era baixo… Não me consta que o técnico tanto poder a ponto de fazer a diretoria cometer tal burrice, mas enfim….

          Curtir

          • Paulo disse:

            Claro que uma eventual indisposição momentânea do Tite para com o garoto não justifica DE NENHUMA MANEIRA o péssimo negócio que a diretoria fez, ao fixar, estranhamente, o valor de seu passe em valores módicos, quando poderia emprestá-lo sem fixar valores, O QUE É ÓBVIO. Mas preferem jogar nas costas do Adenor, convenientemente – embora ele também tenha errado, mas errou por não aproveitá-lo de imediato, jamais por ele ter sido vendido.

            Curtir

          • Vinicius disse:

            exatamente… essa passe fixado que ferrou tudo

            no meio da temporada a roma ja exerceu o direito pq ja tinha clube interessado em pagar 25 milhao de euro nele

            nao houvesse esse preço estipulado sairia daqui por no minimo 10 milhao

            Curtir

      • Daniel disse:

        Esqueceu da espetacular contratação do Anderson Polga…

        Curtir

    • Daniel disse:

      Calma…
      Em 2008 nao tinha espaço para o Ewerton Ribeiro mas tinha para Marcel, Diego Rincon e Eduardo Ramos ?
      A concorrência do Marquinhos ano passado era com Wallace, Felipe e depois Anderson Polga ?
      Tem algo errado aí.

      Curtir

  16. Yglesias disse:

    O problema não é revelar, é permitir que os talentos tenham chance de jogar, essa é a questão. Que o presidente Dr. Mário Góbbi antes de assinar com o novo treinador, tenha uma conversa franca e honesta a respeito do tema. Se o técnico for o Mano ele vai ter de rever seus conceitos. Sem querer cornetar é mais fácil pedir ajuda do empresário. Presidente, La Masia do Barcelona é o nosso terrão. Só que lá e no Santos, a base joga. “A bola não entra por acaso”. Vamos ler e aprender.

    Curtir

  17. Samuel disse:

    Bom, que o Tite não gosta e não sabe utilizar jogadores da base isso não é novidade pra ninguém, nem pra ele.

    Mas da mesma forma que não vou ficar endeusando-o como algumas viúvias iludidas pela imprensa anti, também não vou jogar tudo de ruim nas costas dele.

    O problema da nossa base passa pela administração, muito mais do que pelo técnico.

    Sempre fomos grandes reveladores de talentos, mas no tempo do Terrão, com muito menos estrutura, eles eram muito mais utilizados, muitos imortalizados na nossa galeria de heróis.

    Já na administração Sanchez e continuando na do Gobbi, algo de muito estranho, pra ficar nesse termo leve, tem acontecido na nossa base. Continuamos revelando, somos campeões toda hora, inclusive da Copa São Paulo, e nossos jogadores são descartados, fazendo dinheiro para empresários e alegria dos outros clubes.

    Então não adianta só o técnico querer. Tem que partir da política do clube. E isso não precisa estar em estatuto. Basta ser uma diretriz da admiinistração, e principalmente, basta não ter sacanagem, que infelizmente parece que é o que está ocorrendo.

    Tite sempre foi conivente com isso, assim como o Mano, porque ambos não gostam de usar jogadores jovens. Talvez por isso sempre tiveram tanta moral com essa administração.

    Isso precisa mudar. Essa questão da base é séria, é o ponto negativo das novas administrações, e precisa ser corrigido.

    Chega de fazer alegria de empresários e de rivais.

    E chega de gastar dinheiro com reforços sendo que somos uma fábrica de jogadores.

    Transparência tem que valer pra isso.

    Tite já foi, mas a reforma é longa e abrangente.

    Volta meu Corinthians!

    Valeu!

    Curtir

    • Daniel disse:

      Visão precisa sobre o assunto.
      E preocupante.
      Num período de crise de valores, vejo na seleção Marquinhos, WIlliam e Jô.

      Curtir

  18. RENATO77 disse:

    Na minha opinião, a camisa do SCCP é a mais pesada do mundo, por sí só, pelo tamanho do clube e como tudo repercute na sociedade de forma gigantesca….isso SEM A TORCIDA PRESSIONAR, cobrar e etc.
    O excesso de cobrança SÓ TRAZ PREJUÍZO ao clube e torna tudo mais difícil, para quem é da casa e quem vem de fora. Até salários mais altos são pedidos por conta disso.

    Weverton (goleiro AT?PR)
    Fagner (lat. Vasco)
    Marquinhos (zag. PSG)
    Dodô (lat. Roma)
    Nilton (vol. CRU)
    Everton Ribeiro (meia CRU)
    William (meia Chelsea)
    Jô (atac. AT/MG)

    Alguns exemplos de jogadores que fazem sucesso em outros clubes.
    Mas podemos fazer uma lista MUITO MAIOR dos que apareceram e são perebas mesmo. Iniciando com Betão…não dá pra ficar chorando pela minoria.

    A torcida pode e deve pegar mais leve, mas continuaremos com a camisa mais pesada do mundo e poucos conseguirão sucesso em inicio de carreira.

    Abraço.

    Curtir

  19. Wilson Timão disse:

    Silvinho quero agradecer a indicação do livro Cestas Sagradas. Acabou de chegar!

    Logo na ‘orelha’ está porque os jogadores abraçaram as idéias de Phil Jackson:

    “Como foco central de sua filosofia, está o sistema de ataque denominado Triângulo Ofensivo”, onde os jogadores terão condições de produzir o máximo de seu potencial” as cestas fantásticas de Jordan, os rebotes de Rodman, as enterradas de Pippen e os arremessos de 3 pontos de Kukoc.

    Que simples né? cada um só faz o que sabe de acordo com suas características.

    Ao contrário nosso decágono defensivo tem como filosofia principal adulterar, transformar, metamorfosear o posicionamento e as características naturais de nossos jogadores.

    Curtir

  20. Rafael disse:

    Silvio,
    Os desmandos na categoria de base vem acontecendo há muito tempo.Foi desastre na época do Dualibi &Citadini(palmeirense enrustido) nunca fizeram nada montavam um time para ganhar a Copinha e enganavam todo mundo e a nossa torcida.
    Marquinhos foi um erro grave de avaliação do Tite eu ouvi ele falar a respeito não me lembrava dos fatos envolvendo Everton então outra mancada !
    Atualmente as nossas revelações e que participam do elenco são de péssima qualidade técnica,por exemplo,qual goleiro que foi revelado Julio Cesar(?)Danilo(?)alas agora aparece esse Igor Fernandes(mediano) zagueiro Felipe(mediano)atacantes P.Victor(abaixo da critica)Leo(mediano)bom mesmo era o centro avante que jogava ao lado dele qual o destino(?)
    Não adianta chorarmos precisamos é de uma base forte com pessoas competentes e uma Diretoria que exija e acompanhe o resultado dessa garotada..porque pelas noticias o Diretor Duilio gosta mesmo é de acompanhar jogador profissional nas baladas..isso não precisava.. não é ?

    Curtir

    • Alvaro disse:

      Acho injusto colocar na conta do Tite a venda do Marquinhos, o treinador tem todo direito de querer ou não escalar o garoto, mas o negocio feito foi de uma inocência que beira a burrice, na verdade é o que eu prefiro acreditar para não levantar outras possibilidades de falcatruas, pois nesse negocio, era empresta-lo sem preço do passe definido, simples assim !
      Mas o Corinthians adora fazer caridade, deu o passe ao Dodô que se mandou para a Roma, deu Wallace, deu Chicão, vendeu/deu Jorge H por apenas 1 milhão de Reais, será que no elenco do Flamengo e do Inter não teria nenhum jogador para entrar em uma troca?
      Nos casos do Marquinhos e do Dodo especificamente, será que ninguém levou dinheiro? Te facilito aqui e você me paga ali,, fica no ar

      Curtir

  21. Wilson Timão disse:

    Se profº Pardal contra o Tolima abriu mão do Bruno César que estava voando e com moral pois havia recebido os prêmios de Revelação do Campeonato Paulista,Craque do Brasileirão e
    Troféu Mesa Redonda você acha que ele teria percepção para ver o talento no garoto Éverton Ribeiro?

    O profº Pardal resolveu destruir o homem que fazia a bola chegar no ataque para queimar o Ronaldo, mas aproveitou e jogou sujo também com lateral Roberto Carlos que sempre afirmou que estava a disposição do Cagão, mas o mal caráter espertamente como sempre fez precisava de uns bodes espiatórios para sua incompetência.

    Então o ‘Jênio’ entrou contra o Tolima com três volantes e nenhum meia.

    Depois que conseguiu queimar dois dos maiores jogadores de todos os tempos e ‘sair vivo” o canalha passou a perseguir ainda mais covardemente o jogador Bruno César até transforma-lo em quarto reserva.

    “Eu também não estou jogando bem e tenho minha autocrítica. Todos estão vendo que eu não estou na minha posição. Estou jogando aberto, diferente do momento que fui contratado” – disse Bruno César.

    “Se tiver integrado, despojado, se arrastar a bunda no chão, como fez hoje, ele vai ser de utilidade. Se de alguma forma isso atrapalhar, vai prejudicar o grupo todo. O Corinthians proporcionou isso a ele. Ele passou por uma serie de equipes sem notoriedade. Então tem de retribuir”, disse o comandante , após o empate sem gols contra o Botafogo-SP.

    Curtir

  22. luiz almeida disse:

    Lembro também que o Everton Ribeiro jogou contra o Grêmio naquele do rebaixamento. tanto ele como o Nilton faziam parte daquele elenco. Ele rodou por São Caetano entre outros até dar certo no coritiba( onde não era titular em todos os jogos). Fica fácil falar depois do resultado.
    e todos aqueles que não deram certo?? e nos quais foram investidos milhares de reais? onde anda Bruno Bertucci? elias?Cafu? Sasha? Marcelinho? campeões da copinha. O Giovani não consegui jogar na Ponte. ´Temos que ter calma, a nossa última revelação comprovada foi o William, o Marquinhos eu acho que ainda é muito cedo para considera-lo craque.
    O Igor pode se tornar um jogador , mas não é o que demonstra pois falta personalidade. O Fininho mostrou mais nesta idade.
    Torcedor tem mania de supervalorizar a base: Coelho, Betão, Marcos Vinicius, Marcelo( goleiro), Fabio Ferreira, Bobo, Rosinei, todos da mesma geração que tiveram chances e o que produziram?? praticamente nada. Sem falar no Jô( que por estas histórias obscuras do futebol foi vendido varias vezes e não deu certo nem na Turquia e foi escorraçado do Inter. No atlético aconteceu a mesma coisa que no Cruzeiro, o time encaixou e ganhou liberatadores( na sorte).
    Teve um tal de Angelo, lateral direito que diziam ser o novo lateral da seleção( onde anda?). Uma coisa é jogar no juvenil outra é no principal.

    Curtir

    • Paulo disse:

      Certo, exceto no que se refere ao Marquinhos, que todos viam que era bom jogador. E aqui a culpa maior, quase total, é da diretoria.

      Curtir

    • Vinicius disse:

      rosinei jogou mta bola aqui… desapareceu assim q o resto do time se tornou um lixo

      confundiu o jo com o bobo, o jo foi vendido diretamente ao CSKA.

      F, Ferreira era reserva que nao comprometia

      betao era horroroso mas tbm, poderia entrar na condição de reserva.

      everton jogou MUITA bola no Coritiba e no Sao Caetano.

      marcos vinicius era mediano fraco

      marcelo era melhor que o fabio costa q ganhava 100x o salario dele.

      Curtir

      • Múcio Rodolfo disse:

        O Rosinei teve dois anos muito bons no Corinthians 2004 e 2005. Depois, como bem disse, o Vinicius ele caiu de produção. Hoje no Atlético Mineiro ele é reserva, mas entrou muito bem na decisão da Cucaracha. O Jô é outro que eu não entendo a birra em torno dele. No Corinthians foi um bom atacante, fazedor de gols….. em resumo: era um jogador bastante útil.

        Curtir

        • Daniel disse:

          Em 2005 foi um dos melhores do time. Foi o motorzinho do meio-campo. E corria por ele e pelo Roger. Colocou Carlos Alberto no banco. Além de ter feitos gols decisivos (2 contra o Palmeiras e 2 contra o Cruzeiro, por exemplo).
          Em 2006, foi sacado do time, nao conseguiu aceitar isso, caiu de produção e sua carreira travou a partir dali.
          Em 2004 ele foi apenas mediano.

          Curtir

  23. Wilson Timão disse:

    Se profº Pardal contra o Tolima abriu mão do Bruno César que estava voando e com moral pois havia recebido os prêmios de Revelação do Campeonato Paulista,Craque do Brasileirão e
    Troféu Mesa Redonda você acha que ele teria percepção para ver o talento no garoto Éverton Ribeiro?

    O profº Pardal resolveu destruir o homem que fazia a bola chegar no ataque para queimar o Ronaldo, mas aproveitou e jogou sujo também com lateral Roberto Carlos que sempre afirmou que estava a disposição do Cagão, mas o mal caráter espertamente como sempre fez precisava de um bodes espiatórios para sua incompetência.

    Então o ‘Jênio’ entrou contra o Tolima com três volantes e nenhum meia.

    Depois que conseguiu queimar dois dos maiores jogadores de todos os tempos passou a perseguir ainda mais covardemente o jogador Bruno César até transforma-lo em quarto reserva.

    “Eu também não estou jogando bem e tenho minha autocrítica. Todos estão vendo que eu não estou na minha posição. Estou jogando aberto, diferente do momento que fui contratado” – disse Bruno César.

    “Se tiver integrado, despojado, se arrastar a bunda no chão, como fez hoje, ele vai ser de utilidade. Se de alguma forma isso atrapalhar, vai prejudicar o grupo todo. O Corinthians proporcionou isso a ele. Ele passou por uma serie de equipes sem notoriedade. Então tem de retribuir”, disse o comandante , após o empate sem gols contra o Botafogo-SP.

    Curtir

  24. Luís Carlos disse:

    Não acho que deva ser feito nada a nível estatutário. O que eu acho é que se deve trabalhar com o máximo de uns trinta jogadores por ano, com contratos até o fim da Taça São Paulo. Pode servir para o profissional? Contrato por mais duas temporadas no máximo. Não pode servir para o profissional? Área.

    Nada de sub isso nem sub aquilo. Tem que trabalhar com jogadores já com idade para atuarem no profissional. Se houver algum que possa compor elenco bota ele no elenco e vê no que dá. Se não houver nenhum manda pra rua. Nada de ficar emprestando e renovando contrato de quem não possui condições de compor elenco.

    Há jogadores de quase trinta anos na base do Corinthians.

    Mesmo se conseguir aproveitar todo mundo e conseguir vender bem todo mundo o clube nunca conseguirá igualar os custos com um trabalho que visa o enriquecimento de terceiros (ou não) e não a um futuro elenco.

    O dinheiro economizado com a base poderia comprar um Marquinhos ou um Éverton Ribeiro por ano.

    Categorias de base só enriquece empresários selecionados.

    Podemos até alegar que os jogadores da base não vem tendo as oportunidades que deveriam. Mas normalmente esses jogadores, dependendo do nome de seus empresários, vêm sendo emprestados de graça a outros clubes em algumas temporadas. E o que eles vêm produzindo nesses clubes? Há algum que conseguiu se destacar?

    O Everton Ribeiro só conseguiu algum destaque este ano. Ele tem 24 anos. O Marquinhos foi uma exceção e foi envolvido num negócio muito mal explicado. Não dá pra atribuir a “lambança” que fizeram com ele apenas ao treinador.

    Acho que não dá pra julgar todo um trabalho usando o exemplo de apenas dois jogadores. É muito pouco para um departamento de um clube que torra o que torra com categorias de base.

    Tanto o Mano Menezes quanto o Tite acolheram jogadores e esses jogadores vieram da base de algum clube. Se o treinador acolhe jogadores da base de outros clubes e repele os jogadores da base do Corinthians é porque o trabalho feito na base dos outros clubes é melhor que o feito na base do Corinthians.

    O trabalho de base do Bragantino é melhor que o trabalho da base do Corinthians. Essa é a realidade.

    Curtir

  25. AndersonII disse:

    Tite já foi., se é que não perceberam ainda.

    Não adianta sorrirem os satisfeitos, nem chorarem os insatisfeitos.
    Exaltar virtudes, ou apontar defeitos agora, são apenas justificativas para firmar posições pessoais de cada um, ou de cada torcedor, que como sempre, integra um dos 200 milhões de técnicos de futebol do Brasil.

    O negócio agora é torcer para que ninguém tenha feito uma cagada nesse episódio, que possa trazer prejuízo a harmonia e tranquilidade desses últimos 3 anos de voos em céu de brigadeiro, e voltemos aos anos de turbulência, onde jogadores nem queriam saber de jogar no corinthians.

    Que as cabeças dos formadores de opinião, estejam bem equilibradas para ajudar o “CORINTHIANS”, e preparadas para cobranças maiores ainda que virão, depois de todo o sucesso obtido recentemente, e que, para ser repetido vai ser muito dificil, ou mesmo novamente um sonho!

    E como todo sonho, a realidade costuma ser muito dura, quando as expectativas e desejos são maiores.

    Já há indicações que as cobranças de torcedores insatisfeitos com a saída de Tite, vão ser pesadas sobre o novo treinador, e diretoria.

    E isso será bom para o Corinthians?

    Eu particularmente acho que, cobranças absurdas só nos prejudicam.

    O que nos levou as conquistas recentes foi a tolerância, e o abraço ao time proporcionado pelos torcedores.

    E grande parte percebeu que apoiar é muito melhor que pressionar, ameaçar, xingar, ofender, que, ao contrário que insensatos pensam e classificam (para se justificar) como “normal” pressões e ameaças.

    Numa coletividade que cometeu a imbecilidade de entrar na pilha e perder um Rivelino, agredir e perder um Edilson, todo cuidado é pouco.

    Curtir

    • AndersonII disse:

      Só acrescentando. Por falar em imbecilidade, o prejuízo de cerca de 10 milhões provocado pela torcida, com a perda de mando de jogos, equivale a jogar no lixo, o prêmio pela conquista do mundial.
      É mole ou precisa mais?

      Curtir

      • RENATO77 disse:

        Caraca Anderson, acertou na mosca!!
        Todo cuidado é pouco com a turma que acha que TUDO é obrigação e que cada insucesso é uma VERGONHA….
        Abraço.

        Curtir

    • RobertoSP disse:

      Anderson
      Quando o torcedor tem o mantra…´Tem que ter sangue no oio(Sic)”
      Quando o torcedor tem o mantra “tem que ser no terror”
      Esse cara , com essa mentalidade, nunca vai entender , que o mais importante é o Clube.
      Jogadores passam,. tecnicos passam, dirigentes passam, uns deixam o nome na historia.
      So que a torcida precisa entender que sem a união dos ultimos 05 anos o clube não teria conquistado nada
      OS caras precisam entender nem todo jogador que sai da base, vai estourar no profisisonal.
      O JO com 16 anos ja era cobrado no Corinthians
      O Lulinha, era o salvador da patria
      E temos exemplo de jogadores que so foram se firmar com 22/23 anos
      Exemplo o Bruno Cesar..o Liedson, que começou a jogar profissionalmente se não me engano com 18 anos.
      Ainda bem que na torcida do timão..existem pessoas que não pensam iguais aos manos. (sem querer ofender os manos)

      Curtir

  26. Carlos Roberto disse:

    Concordo com Edgard Alan que mencionou que um dos motivos que a base não dá certo no Corinthians é a torcida que não tem paciencia para deixar amadurecer o jogador que subiu para o profissional.
    Eu já vi muito comentário negativo sobre o Igor, por exemplo, e eu sou um dos que acham que ele pode ser um novo Wladimir na lateral esquerda, ele sabe avançar e driblar bem, resta melhorar a sua parte de marcação. Mas isso não quer dizer que ele não sirva; no minimo, pode pegar experiencia em um outro time, jogando emprestado, sem fixar preço de passe. Mas ainda acho que o jogador pode amadurecer no próprio time.
    Essa merda de filosofia do Tite, de não colocar o jogador para não queima-lo é balela, é frescura, é falta de vontade, jogador da base tem que ser testado em todas as circunstancias, em jogo fácil e em jogo difícil.
    Porque o Tite por exemplo não testa o Douglas Tanque, na falta de um centroavante? Esse cabeça de mula do Tite fica improvisando com gente de fora da posição, e acaba com a nossa paciência; ninguém jogando de centroavante faz o papel tão bem quanto um centroavante nato. E o coitado do Douglas Tanque continua esperando uma oportunidade; melhor ele no time que ver o beijokeiro fazendo cagadas em campo.
    Então Mano, espero que você venha com vontade de aproveitar a base, principalmente no Paulistão, que é o lugar ideal para os novos serem, principalmente considerando o calendário do futebol paulista.
    Ou então desistam do CT da base de uma vez!

    Curtir

  27. Cesar disse:

    Bom, como a nossa Diretoria é fraca e omissa, com certeza vão pedir a benção do Mano também, quando deveria ser o contrário: o povinho medroso esse que comanda o Corinthians!

    Me recordo do Everton Ribeiro jogando pela lateral esquerda, era um bom jogador mas que nunca teve oportunidade, como tantos outros; o Nilton também era um bom volante, foi campeão agora, mas no caso dele haviam muitas opções no mesmo nível.

    Já Marquinhos foi a maior aberração em termos de negociação no Clube, pior até que o caso Nilmar na minha opinião, um verdadeiro case de negligência para ser imortalizado no futebol: até hoje não sei porque não se divulga o RESPONSÁVEL por fixar o preço do passe dele, ninguém diz quem autorizou; essa pessoa deveria ser banida do Clube! Jogador titular e capitão da seleção sub 17, com boas partidas pelo Corinthians, boa estatura, enfim, não há qualquer explicação para o negócio, não há. Mas isso ficou impune, virou jogo de empurra, diz que me disse, e até hoje não sabemos o porque de ter sido emprestado com passe fixado, nem quem autorizou isso.

    Não vejo como isso mudar com a atual diretoria omissa que não manda, e com Mano, outro que não é afeito a categorias de base.

    Curtir

  28. Silvinho,

    Já fiz alguns comentários aqui sobre assunto… Tenho acompanhado o desempenho das categorias de base desde 2009 – por exemplo, campeão da Copinha, e pouco ou quase ninguém foi aproveitado…

    Este ano mesmo, sem CT, arrebentamos na maioria das categorias, então não podemos deixar de cobrar, aproveitar a oportunidade…

    Ontem estava vendo o Redação com o “falso corinthiano” Rizek, e ele ainda lembrou que quando o Tite esteve num programa do Sportv, ele falou que o Marquinhos não tinha altura para zagueiro e ia aproveitá-lo como volante… nem uma coisa, nem outra, e o desfecho já sabemos…

    Tenho visto agora nas finais do campeonato paulista, “muita” gente boa, então o próximo treinador VAI ter que olhar com carinho, nem que seja na MARRA…

    Vai Corinthians!!!

    Curtir

  29. andre albuquerque disse:

    Acho dificil alguem da base se firmar num time igual ao Corinthians que tem muita pressao! Com todo respeito, jogar no Coritiba e no Cruzeiro eh muito mais facil…

    Curtir

    • AndersonII disse:

      Vide Igor. Um bom jogador, que já começa a ser criticado.
      Daqui a pouco ele sai, se destaca, e a culpa é de quem?

      Curtir

      • Andre Luiz disse:

        Quero jogadores da nossa base tendo chances, mas o Igor é péssimo, cara corre para não chegar, corre em câmera lenta. Giovanni sim deveria ter tido mais chances e não escanteado e emprestado para esses times lixos cheios de veteranos como a Ponte Preta e que não dão chance alguma para jogador de time grande crescer, até porque seria valorizar a mercadoria do rival. Igor é ruim, parece perdido dentro do campo, eternas saudades do Kleber traidor jogando na nossa lateral, aquilo era lateral de verdade não esse rapaz esforçado, mas ruim de bola.

        Curtir

  30. Celso 1° disse:

    O corinthians não tem uma política de utilização de jogadores da base, fato!
    Não adianta gastar milhões pra depois perder nossas promessas.
    Jogador da base tem que ter moral no time, tem que ter sequência, tem que ter erros iniciais perdoados, assim como tem os contratados de fora.
    O CONTRATADO É PAPARICADO, PODE TUDO
    O DA BASE É ESCURRASSADO, NÃO PODE NADA, NÃO PODE ERRAR, TEM QUE VIRAR JOGOS AOS 45 DO SEGUNDO TEMPO
    E outra, a diretoria tem que garimpar suas estrelas da base e procurar segurar, “ha mas tem que aumentar o salário”, e dai! tem que pagar bem mesmo, toda grande base paga bem para suas estrelas(escolhe-se as promessas top, um seleto grupo), é a lei do mercado, e pode um dar errado também e não devemos nos culpar, isto também faz parte do negócio, o risco existe.
    No quesito base o corinthians é nota ZERO, culpa da diretoria que não quer e nunca se importou em criar uma politica e enquadrar seus técnicos.

    No caso Marquinhos, por ex, era pra diretoria chegar pro treinador e dizer” vc quer a contratação de mais um zagueiro, mas não vamos fazer isso pois temos um craque ai a sua disposição”.
    Todos os torcedores falavam bem do MArquinhos, o modo que ele entrava nas partidas, nas raras chances que tinha, todos diziam “este vai ser titular” e tal.
    Everton Ribeiro ta dando show, sem falar no moleque bom de bola que infelizmente faleceu em Minas, ele tava bem no timão mas o anTITEfutebol o dispensou (acho que teve raiva porque o cara fez um gol rsrsrs).

    Curtir

  31. Andre Rish disse:

    Na conta do EmpaTITE tem o Everton Ribeiro e o Marquinhos, além de outros que ainda podem surgir em outros clubes… já vai tarde esse treinador de time pequeno. O prejuízo causado por ele, como a desvalorização do Pato, é imenso.

    Curtir

  32. Corinthians revela jogadores e ganha titulos nas categorias de base. Ou seja, nosso problema nesse departamento não vai ser resolvido com a construção de um Ct de primeiro mundo, se a gente continuar não dando oportunidades deles se firmarem no time de cima.

    Mas eu acho que o Corinthians deveria acabar com as categorias de base ou terceiriza-la por 3 motivos:

    * Torcida não gosta e não tem paciencia com os jogadores formados no clube. Igor, a mais nova vitima, não pode errar um passe e dizem que não serve. No inicio do campeonato eu postei aqui uma noticia sobre esse valor de mercado do Everton Ribeiro e tive varias respostas, inclusive do Silvinho, ridicularizando quem queria compra-lo pro tal quantia. Pra torcida, jogador formado no clube não presta, até que se prove, muito bem provado, o contrario

    * Diretoria não briga pelos pratas da casa e a filosofia é sempre contratar jogador de fora.

    * E pra qualquer treinador, é sempre mais comodo trabalhar com jogadores mais experientes.

    Curtir

  33. André Fischer disse:

    Silvio, vou insistir novamente, pois, parece que ninguém entendeu. Trocamos 6 por meia dúzia. Sai Tite, rei do empate, entra Mano, o rei da retranca. Serão 2 anos de um futebol difícil de assistir.

    Curtir

    • O Dani L disse:

      Poderia dar mais detalhes dessa sua afirmação. Com números que comprovam que o Mano é o rei da retranca.

      Alias, poderia confirmar que é o Mano? Poderia confirmar que são 2 anos?

      Ou tudo isso é suposição.

      Independente disso se você for sensitivo e tem essa visão de 6 por meia duzia ficarei feliz que nos proximos 2 anos conquistaremos 5 titulos. A vantangem é que no terceiro saberemos que haverá uma acomodação dai nem precisaremos renovar com o Mano.

      Curtir

      • Alvaro disse:

        Olha Dani, tirando a serie B que nadamos de braçada, o começo de 2009 foi bem sofrível mesmo com o Ronaldo, o time só foi dar liga na semi contra os Bambis quando o Mano escalou Jorge H como titular e fez a formação com “3 atacantes” Jorge, Ronaldo e Dentinho”

        Curtir

        • Marco Henrique disse:

          Alvaro, continuando seu comentário;
          Ai foi campeão paulista e da copa do Brasil com os pés nas costa perdeu o Cristian e o André Santos e o caldo desandou o Ronaldo desandou a engordar e terminamos o Brasileiro de 2009 se arrastando como desse ano, em 2010 deu uma reformulada no time com R Carlos, Danilo, Ralf, Theco, Yarley e esse time não deu liga sendo que no Paulistão não se classificamos nem entre os quatros semifinalistas, até que no Brasileiro estava montando um novo time com Bruno Cezar como o principal jogador do time e entregando o cargo na liderança daquele ano, com esse resumo acho que o problema do Mano não é nem a retranca o maior problema dele é para definir um time quando se ve na situação de mudar ele se perde um pouco.
          Abraço

          Curtir

  34. Mauro Oliveira Ben Yosef disse:

    Silvio, não é perigoso determinar uma porcentagem de jogadores do terrão e corrermos o risco de ter jogadores do nível de Wendel, Fininho, Fábio Ferreira, Betão, Edson, Bobô, Abuda, Julio Cesar, e tantos outros sem condições nenhuma ?

    Por outro lado, uma gestão da base com pessoas do ramo, que evitem a influência externa (que é prática comum em TODO O BRASIL), pelo menos daria mais segurança ao time profissional de contar com os garotos !!!

    Curtir

Amigo, faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: