Hoje tem: Começa a reta final

16/10/2013

Faltam 10 rodadas para o término da competição.

A arrancada para o tudo ou nada.

Entrar na briga pelo G4, lutar para não cair ou levar em banho-maria.

O jogo de hoje é importante por vários aspectos.

O Grêmio é o nosso próximo adversário na Copa do Brasil. Competição, que acredita-se, ser a meta do clube para o restante da temporada, visando a disputa da Libertadores, em 2014.

Com algumas alterações, o time partiu escalado a Porto Alegre.

Cássio, Edenílson, Cléber, Gil e Igor; Ralf e Guilherme; Diego Macedo, Douglas e Romarinho; Emerson.

Ficam de fora Alessandro, Paulo André, Fabio Santos e Danilo.

Entram Diego Macedo (na armação), Cleber, Igor e Douglas.

No ataque, sem alterações, Romarinho e Emerson.

Dependendo da disposição da equipe, do comportamento dos jogadores e da forma como foram orientados taticamente, saberemos ao que se propõe o time na partida de hoje.

Nesta reta final, qualquer perda de ponto será significativa. Empatando-se, leva-se para casa 1 ponto.

Mas deixa-se para trás 2 importantes pontos.

Empolgado pelas duas últimas derrotas do líder da competição – Cruzeiro – o Grêmio tem motivos para vir pra cima e tentar a vitória.

Reta final, hora da onça beber água e da cobra fumar.

Hora de separar os homens, dos meninos…

Vai Corinthians!


Dois jogos pra arrancar de vez no campeonato

09/10/2013

E começa hoje.

O primeiro, destes 2 jogos, contra o Atlético Paranaense, em Mogi Mirim. Aliás, provavelmente o último jogo do Corinthians, como mandante, em Mogi.

Para o jogo contra o Criciúma, o local escolhido foi Itu.

E depois, no domingo, na segunda data mais importante da história do clube, jogando pela honra e pelos heróis de 77, enfrentar e vencer a Bicharada, em La Bambinera.

Para o jogo de hoje, alterações no time.

Como o gramado é ruim, o sindicalista fica de fora, dando lugar a Cleber.

Mas o treinador já avisou que o sindicalista tem retorno garantido no próximo domingo.

No meio do campo, Tite (e Deus…) nos livraram de Ibson e voltamos a formação com Danilo e Douglas.

E no ataque, mas sempre mantendo a pegada defensiva, a dupla Romarinho e Emerson.

Sarava São Jorge, ele vai nos ajudar!

O time completo e escalado com Cássio; Edenílson, Cléber, Gil e Alessandro; Ralf e Guilherme; Romarinho, Douglas e Danilo; Emerson Sheik.

No banco de reservas, a novidade é Douglas Tanque.

Nosso adversário, que já se encontra em Mogi Mirim desde ontem a noite, é o terceiro colocado no Brasileirão, com 44 pontos conquistados.

Na última vez que Corinthians e CAP se enfrentaram, empate entre as equipes, num gramado prejudicado pela chuva. Nosso gol foi marcado por Alexandre Pato.

Na época, o Corinthians ocupava a 12ª colocação da tabela, com 10 pontos.

Já o Atlético-PR, que acumulava cinco jogos sem vencer, não conseguiu se livrar da zona de rebaixamento e ocupava a 18ª colocação no campeonato.

Neste empate, Vagner Mancini, atual treinador do CAP, fazia a sua estréia. De lá para cá as coisas mudaram bastante para o lado paranaense.

Com 35 pontos, ocupando o nono lugar na tabela, precisamos vencer.

Uma sequência de 6 pontos – 3 jogando casa, mais 3 contra a freguesia – darão mais confiança ao elenco e nos colocarão de volta na briga pelo G4.

Com 11 empates e o segundo pior ataque da competição, números totalmente incompatíveis com a grandeza do clube e os valores investidos no futebol, o time precisa fazer mais.

Nossos jogadores, acomodados na conta mágica de “média de 2 pontos a cada duas partidas”, precisam entender que isso funciona bem quando você consegue manter este equilíbrio ao longo da competição.

Mas quando o time não possui mais “gordura” e está mais próximo da degola, a meta deve ser 3 pontos a cada partida.

Vencer. Mas pra vencer, é preciso criar oportunidades e chutar a gol. Não se vence finalizando 3 a 4 vezes, no máximo, a cada partida.

O time pode mais, por isso é cobrado. E não ser cobrado pelo que conquistou no passado recente, mas cobrado pelo que pode e deve fazer.

Vai Corinthians!

Por mais 6 pontos nas duas próximas partidas!

Sem acomodação, jogando com garra, vontade, criatividade e fazendo gols!

Gols!


Domingo: O encontro dos atuais

05/10/2013

Domingo, o encontro dos atuais.

De um lado o Corinthians, atual campeão mundial de clubes.

Do outro lado, o Atlético Mineiro, atual campeão da Libertadores.

A porfia será realizada no outrora Estádio Raimundo Sampaio, popular Estádio Independência, atual  Arena Independência.

No famoso bairro do Horto, em Belo Horizonte.

Após a conquista da Libertadores, o Atlético sofreu durante muitas rodadas na zona da degola.

Passado o período de letargia pós-orgasmo natural de toda equipe campeã (tem times por ai que sofrem disto desde dezembro de 2012…) a equipe atleticana passou a reagir e hoje já ocupa a quinta colocação no Brasileirão, com 38 pontos, a 4 pontos do Corinthians e a 18 pontos do líder e rival local, Cruzeiro.

E se por um lado nosso treinador a algumas rodadas jogou a toalha, o treinador atleticano Cuca ainda acredita na conquista do campeonato.

Retórica ou não, o ex “depressivo” treinador sabe o quanto pesa uma declaração excessivamente realista ou digamos, pessimista, quando se trata de futebol.

Nosso treinador, inclusive, chegou a mudar de opinião, dizendo que enquanto houvesse chances matemáticas, estaríamos na disputa.

E quais as diferenças entre o atual campeão mundial e o atual campeão da Libertadores?

O que torna o Atlético, mesmo com a vaga garantida na Libertadores do ano que vem e um Mundial a ser disputado em dezembro, uma equipe que disputa o Brasileirão de forma competitiva e o Corinthians, entre altos e baixos, trancos e barrancos, oscilando, sobre e desce, com futuro ainda incerto na competição cucaracha em 2014?

Na verdade, caros amigos, é que não é só pelos lados da Rua São Jorge que as coisas começaram a evoluir, que se passou a dar importância a infraestrutura, fisiologia, medicina esportiva, etc.

Um dos segredos do sucesso do Atlético Mineiro, a preparação física, coordenada por Carlinhos Neves, vem utilizando de tudo que existe de mais moderno na preparação física dos atletas, integrado a outros departamentos como nutrição, fisioterapia, fisiologia e psicologia.

Coisa que no Corinthians há algum tempo foi implantado.

Amanhã enfrentaremos um Atlético desfalcado de 9 jogadores. Lembrando que no primeiro turno, mesmo desfalcado, venceram-nos aqui no Pacaembu, gol do ex-corinthiano Rosinei.

Outro fator de sucesso mineiro é a utilização efetiva de grande parte do elenco, sem perder o ritmo e o entrosamento.

Pelos lados do Ecológico, a “meritocracia da gratidão” atravanca a utilização de reservas, que só entram em último caso, como Cleber, que só estreou pois a zaga titular estava suspensa. E na frente de Cleber, está Felipe, que convenhamos, não está no mesmo nível de Cleber.

Ainda no quesito “diferenças” entre os times, enquanto o Corinthians especializou-se no sistema defensivo, bem montado, compacto e quase intransponível, o Atlético Mineiro demonstra uma fúria obsessiva pelo gol, através de movimentação rápida dos homens de frente, verticalizando as infiltrações e jogadas.

Tudo pode acontecer amanhã em termos de resultado. Na atual conjuntura, um empate não pode ser considerado um mau resultado, apesar de necessitarmos da vitória, pois as coisas ainda estão abertas em termos de competição.

Vitória.

O Corinthians precisa continuar vencendo, jogo a jogo, e acumulando pontos.

 

Corinthians escalado. Novidade: Ibson está de volta

Nosso treinador não se emenda.

Vai continuar insistindo com o improdutivo Ibson.

O time para o confronto diante do Galo mineiro vai de Cássio, Edenílson, Gil, Paulo André e Alessandro; Ralf e Guilherme; Romarinho, Douglas e Ibson; Guerrero

Os relacionados para a partida:

Goleiros: Cássio e Walter

Laterais: Edenílson, Alessandro, Diego Macedo e Igor

Zagueiros: Gil, Paulo André, Cléber e Felipe

Volantes: Ralf, Guilherme, Jocinei e Maldonado

Meias: Douglas, Danilo, Ibson, Romarinho e Rodriguinho

Atacantes: Guerrero e Paulo Victor


Vencer: a única meta

02/10/2013

Hoje, em Mogi Mirim, nossa casa nos próximos dias, o Corinthians voltará a campo para enfrentar o Bahia.

O time baiano ocupa a 11ª colocação no campeonato, com 32 pontos em 24 jogos disputados, tendo conquistado 8 vitórias, 8 empates e 8 derrotas, 26 gols marcados e 29 gols sofridos.

O Corinthians ocupa a 13ª posição, com 31 pontos em 24 jogos disputados, 7 vitórias, 10 empates e 7 derrotas, 20 gols marcados e 17 sofridos.

Estamos a 6 pontos do Z4 e a 10 do G4.

Em termos de competição, tendo ainda 14 rodadas pela frente e 42 pontos em disputa, muita coisa ainda pode acontecer.

Ao Corinthians, que parece ter encontrado na Copa do Brasil a salvação para o resto da temporada, em termos de conquista de objetivo, que é a vaga na Libertadores, o objetivo na competição deve ser apenas um: vencer a próxima partida.

Tornar cada jogo um campeonato a ser conquistado. E assim sucessivamente. Ao final, o que vier, não sendo o rebaixamento, é lucro.

Tite, que reapareceu e voltou a falar, tentando demonstrar bom humor e o velho equilíbrio, já tem praticamente a equipe escalada e vamos de Cássio; Edenílson, Felipe, Cléber e Alessandro; Ralf e Guilherme; Danilo, Douglas e Alexandre Pato; Paolo Guerrero.

Zaga que nunca atuou junta, devido aos desfalques, promovendo a estréia de Cleber, Alessandro improvisado na esquerda (…), o retorno de Guilherme e Alexandre Pato ao lado de Guerrero.

Se Douglas e Pato tiverem liberdade para focarem exclusivamente no quesitos criação/ofensivo, a coisa poderá funcionar bem.

Desejamos que os jogadores tenham, no mínimo, vergonha na cara e tentem apagar os vexames recentes.

Precisam demonstrar que respeitam o clube e a sua torcida.

A última derrota deixou uma péssima impressão, mas já é passado.

Jogar com raça, garra, disposição, vontade, os 90 minutos.

Vai Corinthians!


É decisão

25/09/2013

Hoje é dia de decisão.

Porque é assim que são encarados cada jogo de um mata-mata.

O time está definido e vai de Cássio; Edenílson, Gil, Paulo André e Igor; Ralf, Maldonado, Douglas e Danilo; Emerson Sheik e Guerrero.

Romarinho e Alexandre Pato como opções no banco de reservas.

Se o time conseguir “virar a chave”, entrar com outra disposição, outro “espírito” e motivação diferentes do que se tem visto no Brasileirão, as chances de vitória serão enormes.

E vencer é praticamente obrigação para que no jogo da volta, na casa do adversário, o time possa administrar a vantagem e jogar menos pressionado.

Acredito em vitória e por ora, torcida e time, focados na Copa do Brasil, todos em busca de um excelente resultado nesta noite.

Vai Corinthians!


Corinthians definido para o “Jogo da Vida”

21/09/2013

Hoje será o primeiro jogo do resto das nossas corinthianas vidas em 2013.

E principalmente, o “Jogo da Vida” para o treinador.

Uma vitória e Tite poderá respirar ares mais puros, afastar por ora a pressão e preparar o time com mais tranquilidade para o importante confronto da próxima quarta-feira.

Aliás, em condições normais, hoje seria um jogo que disputaríamos com um time genérico, misto.

Mas a situação não permite.

O time foi escalado e já recebe algumas críticas, pela opção de deixar Pato no banco.

Cássio; Edenílson, Gil, Paulo André e Igor; Ralf, Maldonado, Douglas e Danilo; Emerson Sheik e Romarinho.

Este será o time que entrará em campo.

Analisando sob o prisma do treinador, eu também escalaria para este importante jogo, atletas que estão mais alinhados e ambientados ao meu estilo.

Foi exatamente o que fez Tite.

Pato ainda não consegue (e dificilmente conseguirá) marcar com a mesma intensidade que Sheik.

Sheik comerá grama pelo treinador. Correrá feito louco, marcará mais do que nunca, jogará com a raça e o espírito desejados por Tite.

Em resumo, a intensidade que Pato não tem e nunca terá.

Marcar, auxiliar a defesa, cobrir os laterais, porque não sofrer gols será tão importante quanto marca-los.

Enfrentaremos o líder da competição, um máquina de fazer gols e a marcação forte será fundamental.

Vencer é fundamental, mas não perder é necessário.

O time precisa do nosso apoio. Pouco importa se o treinador está prestigiado ou não, se pode cair ou não, se a diretoria reconhece ou não suas falhas, se o grupo está ou não rachado, enfim, o que importa é o Corinthians.

Porque um resultado adverso nos fará entrar em parafuso definitivamente e o ambiente azedará de uma vez.

E nenhum corinthiano deseja isto, pelo contrário, queremos nosso time forte, revertendo situações e se superando.

Que os atletas joguem por si, pelo treinador e acima de tudo, pelo clube e sua torcida.

Vai Corinthians!


A motivação é ver o Coringão

15/09/2013

O corinthiano quando vai pro campo é pra curtir o Coringão.

O que importa mesmo é ver a nossa paixão maior entrar em campo.

Porque quando os 11 entram em campo representam no corpo e na alma mais de 30 milhões de loucos.

E não importa se o treinador já jogou a toalha, se a meta é “G4” ou campeonato, o barato mesmo é ver o Coringão jogar.

No entanto, um clube da nossa grandeza entra sempre na disputa para vencer. Os objetivos devem ser sempre os maiores, nossa história de lutas não nos permite sonhar baixo, pequeno, a meta é ser e estar entre os melhores e ao final, ser o melhor.

O adversário de hoje é o Goias, o time Bacaninha,26 pontos, 10º colocado, do artilheiro Walter.

Que a imprensa “fogo amigo” (Diário “Lanche”) responsável pela operação “Cortina de Fumaça Espanta Crise” já o coloca no Corinthians em 2014, ao lado de Elias e Cristian.

Corinthians escalado vai de Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf e Edenílson; Romarinho, Douglas e Alexandre Pato; Paolo Guerrero.

Para o jogo foram relacionados:

Goleiros: Cássio e Júlio César
Laterais: Alessandro, Fábio Santos e Igor
Zagueiros: Gil, Paulo André, Felipe, Cléber e Lucão
Volantes: Ralf, Edenílson, Ibson, Maldonado e Jocinei
Meio-campistas: Douglas e Danilo
Atacantes: Alexandre Pato, Paolo Guerrero, Romarinho, Emerson Sheik e Paulo Victor

Cinco zagueiros, sem Leo como opção no ataque.

Resta saber se em campo, o time vai encarar como “amistoso”, já que o treinador já entregou os pontos, ou se vão jogar com sangue nos olhos, para voltar a vencer e marcar gols, já que há 3 jogos o time não vence e não sabe o que é balançar as redes.

Vai Corinthians!

*Em tempo, lembrar de Goias é se lembrar disto:


Pelos primeiros 3 pontos no returno

11/09/2013

Hoje o Corinthians enfrentará o Botafogo, no Maracanã.

Nosso adversário ocupa a vice-liderança no torneio, com 36 pontos.

O Corinthians iniciará a rodada na quinta posição, com 30 pontos, a 4 pontos do 4º colocado – Atlético Paranaense e a 10 pontos do líder, Cruzeiro.

O Santos, que ontem venceu o Internacional por 2 a 1, em Novo Hamburgo, já aparece no retrovisor com 28 pontos – 2 pontos e dois jogos a menos que o Corinthians.

Tite escalou o time que começará a partida com Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Igor; Maldonado e Edenílson; Danilo, Douglas e Romarinho; Emerson Sheik.

As novidades são as voltas de Cássio, Douglas e Emerson. Ibson fica como opção no banco de reservas.

Os relacionados para o jogo foram:

Goleiros: Cássio e Danilo Fernandes
Laterais: Alessandro, Igor e Edenílson
Zagueiros: Gil, Paulo André, Felipe, Cléber e Lucão
Volantes: Maldonado, Ibson e Jocinei
Meio-campistas: Douglas e Danilo
Atacantes: Emerson, Romarinho, Léo e Paulo Victor

O Botafogo vem de uma vitória contra o Criciúma, fora de casa.

O Corinthians empatou com o Náutico, no Pacaembu.

Precisamos vencer sob pena de despencar ainda mais na tabela.

Uma vitória, muito embora não interferirá no posicionamento na tabela nesta rodada, será importante para encostar no G4.

Vai Corinthians!


Hoje é jogar pela honra

07/09/2013

Domingo passado foi pela história.

Hoje será pela honra.

Não importa se o time que entrara em campo está desfalcado, se teremos que utilizar juvenil, chinês ou seja lá quem for convocado.

O adversário é o Náutico, lanterna do campeonato e já praticamente rebaixado.

Nosso adversário até agora entrou em campo 17 vezes pelo Brasileirão, tendo vencido apenas 2 jogos, empatado 2 e perdido em 13 oportunidades.

Fez a bola balançar apenas 9 vezes e sua defesa sofreu 32 gols. No total, apenas 8 pontos conquistados.

Como se diz na gíria da bola, é jogo para atropelar, passar o carro.

Não se admite outro resultado que não seja a vitória.

E nem precisa ser de goleada, 1 golzinho sofrido e suado já vai servir.

Empate é derrota.

O time já está escalado e vai de Danilo Fernandes; Alessandro, Gil, Paulo André e Igor; Ralf, Edenílson, Ibson e Danilo; Léo e Romarinho.

Vai Corinthians!


Mais um jogo para por no DVD

04/09/2013

Hoje, logo mais as 21:50, enfrentaremos a equipe do Internacional, em Novo Hamburgo, no Estádio do Vale.

A prefeitura de Novo Hamburgo, em conjunto com o Corpo de Bombeiros, cercou-se de todos os cuidados para garantir a segurança e a tranquilidade dos torcedores, dentro e fora do estádio.

Estádio acanhado, diga-se de passagem, local onde o time do DVD está mandando as suas partidas enquanto o Beira Rio está em reformas.

O acanhado Estádio do Vale, em Novo Hamburgo

O acanhado Estádio do Vale, em Novo Hamburgo

O Corinthians partiu rumo ao sul definido e vai de Cássio; Edenílson, Paulo André, Gil e Fábio Santos; Ralf, Ibson, Danilo e Douglas; Emerson e Romarinho.

Caberá a Emerson e Romarinho se revezarem na função de referência no comando de ataque, com as ausências de Alexandro Pato e Guerrero, servindo às suas respectivas seleções.

O Corinthians inicia a rodada na quinta colocação, com 29 pontos, e o Internacional na oitava posição, com 24 pontos.

O confronto de hoje também pode ser chamado de “O Clássico dos Reis do Empate”.

O Inter acumula 9 empates na competição (empatou seus últimos 6 jogos) e o Corinthians, logo atrás com 8 empates.

Para o jogo de hoje o time colorado tem importantes desfalques. O goleiro Muriel, se recuperando de lesão, Forlán servindo a seleção do Uruguai, e  o zagueiro Alan e o atacante Jorge Henrique, suspensos).

Apesar do grande número de empates, o Corinthians vem de importante vitória no último domingo diante do Flamengo e o time não perde pelo Brasileirão desde 14 de julho, quando foi derrotado para os reservas do Atlético-MG, no Pacaembu.

Você arrisca um placar para o jogo de hoje?

Qual o seu palpite.

Acompanhe a partida pela Rádio Coringão, com a narração de Ernesto Teixeira, a Voz da Fiel, reportagens de Evelyn Fonseca, a Musa da Zona Mista do Pacaembu e comentários de Silvio Romoaldo Junior.

Vai Corinthians!

 


Amanhã é jogar pela história

31/08/2013

Amanhã a nação estará em festa.

Em festa pela comemoração dos nossos 103 anos.

A partir de 01 de setembro aqui tremulará nosso pavilhão

A partir de 01 de setembro aqui tremulará nosso pavilhão

Mais de um século de glórias, lutas, guerras contra adversários, contra conceitos e preconceitos.

Vencemos.

E chegamos até aqui ainda mais fortes, a cada dia mais fortes, mais orgulhosos desta nossa paixão chamada Corinthians.

Amanhã não importa quem seja o adversário, nem qual torneio esteja em disputa.

Também não importam quem serão os 11 do lado de lá, nem os 11 do lado de cá.

Porque os 11 guerreiros alvinegros que estiverem em campo terão que jogar pela nossa história, pela camisa, pelo símbolo que ostentam no peito.

Escalados foram Cássio; Edenílson, Gil, Felipe e Fábio Santos; Ralf e Ibson; Romarinho, Douglas e Alexandre Pato; Paolo Guerrero.

Que joguem com a alma, com garra e com raça.

Vai Corinthians!


Vai Corinthians !!!

28/08/2013

Logo mais, tem Corinthians.

Mais um jogo, mais uma decisão,

Respeitando o adversário – e respeitar é não menosprezar, mas não temer – o Corinthians tem todas as condições para sair vitorioso do confronto de hoje.

Não haverá como o Luverdense sair do Pacaembu classificado nesta noite.

Porque hoje não importa a técnica, a tática, a estratégia e quem estará no banco de reservas.

O que importa hoje é o Corinthians. OS 103 anos de história, um clube que se tornou um gigante e se fortalece a cada dia.

Serão 11 defendendo e 11 atacando. E nas arquibancadas, 40 mil empurrando o time.

Quem for ao campo, vai para torcer. Quem não for, estará torcendo do mesmo jeito, emanando Vibrações Positivas, fazendo parte dessa vibe positiva solta pelo ar.

Acredito no Corinthians, acredito em vitória, acredito em classificação.

E tenho a certeza, sairemos do Pacaembu classificados!

Vai Corinthians!


%d blogueiros gostam disto: