Corinthians recebe o Troféu Samsung Fair Play 2012

Ontem, em evento realizado no Museu do Futebol, o Corinthians recebeu o Troféu Samsung Fair Play, por ter sido a equipe mais disciplinada da Copa Santander Libertadores 2012.

“Jogar Com. Não jogar Contra”. Este foi o lema do Troféu idealizado pela multinacional coreana.

O evento foi apresentado por Patricia Maldonado, do Grupo Bandeirantes de Comunicação.

Em 14 jogos, o Corinthians recebeu apenas dois cartões vermelhos e 27 cartões amarelos.

A taça, desenvolvida pela artista plástica Carla Tennenbaum, foi recebida pelo capitão Alessandro.

Além da Taça, o Corinthians recebeu 50 mil dólares, em produtos da Sansumg.

Além de vencer de forma invicta a competição, o Corinthians foi a equipe mais disciplinada dentro de campo.

Disciplinada taticamente e também, jogando limpo, na bola, em que pesem as arbitragens desastradas e adversários nem tão leais.

Uma competição que sempre foi marcada pela catimba, pelo anti-jogo, vencida desta forma, que muito nos honra.

A gente, que cobra o jogo limpo da classe política e das autoridades, devemos também que isso aconteça no esporte.

Dentro e fora de campo, incluindo atletas, comissões técnicas, torcedores, dirigentes e também, é claro, a arbitragem.

Mais um motivo de orgulho para nós, corinthianos.

Parabéns, Corinthians.

Mais uma vez dando exemplo ao mundo.

#TrofeuSamsungFairPlay

Anúncios

18 Responses to Corinthians recebe o Troféu Samsung Fair Play 2012

  1. […] de termos conquistado o Trofeu Samsung Fair Play 2012 por ter sido a equipe mais disciplinada da Libertadores (clique neste … agora conquistamos o Troféu Fair Play por ter sido a equipe mais disciplinada do Campeonato […]

    Curtir

  2. Carlos disse:

    Ressalto o que alguns companheiros lembraram aqui:

    A quantidade de cartões recebida pelos jogadores do Corinthians seria muito menor se não fosse por aquela arbitragem criminosa no jogo de ida contra o Emelec.

    Ali tentou-se, escandalosamente, desclassificar o Corinthians da Nicolás Leoz Cup, mais uma vez.

    Foi o jogo mais difícil do torneio, embora muitos não atentem para isso.

    O Corinthians só não voltou do Equador com uma derrota difícil de reverter na volta por dois motivos:

    1 – a atuação esplendorosa do Cássio, que o transformou em titular do time, inclusive;

    2 – a sabedoria e a frieza de todo o time, que percebeu a intenção clara da arbitragem em inventar faltas e forçar expulsões, e conseguiu levar a partida “na ponta dos dedos” até o fim.

    Vale citar também que o Mário Gobbi “meteu a boca no trombone”, falando que “nem na várzea” ocorre uma arbitragem tão tendenciosa, tão caseira, constrangendo a mafiosa Conmebol (do ditador bambi Nicolás Leoz) a repetir a armação.

    Curtir

  3. sérgio disse:

    O maior merecedor desse título e o TITI, confesso que quando fomos eliminado da pré, eu queria a demissão dele, mas hoje posso falar que ele e o melhor técnico do BRASIL, ganhar essa tão sonhada libertadores para nós, invicto e com o time mais disciplinado com certeza ele merece.

    Curtir

  4. Daniel disse:

    Silvinho, me tira uma duvida, se souber. Lembro que no inicio do ano surgiu na imprensa uma noticia que o Clube dos 13 não iria repassar para o Corinthians o valor da premiação do Brasileiro 2011. Esse dinheiro inclusive seria utilizado, pelo Corinthians, para premiar os jogadores. Voce sabe se o Clube dos 13 repassou esse dinheiro?

    Qdo digo imprensa, lembro de ter visto no blog do perrone (se bem que não tem muita credibilidade).

    Esse assunto me veio hoje na lembrança pois hoje vi uma noticia que a premiação do Flumined pela conquista do brasileiro foi bloqueada pela justiça devido as dividas do clube e o Flumined alega se esse dinheiro não for liberado não poderá arcar com as contas nesse final de ano.

    Curtir

  5. Marco ACT disse:

    Quebrou-se o paradigma de que pra ganhar a Libertadores tem de ser malandro, jogar sujo e contar com a conivencia dos arbitros. O Timão foi a melhor equipe e se preocupou apenas em jogar seu futebol

    Curtir

  6. Ronx disse:

    Só um comentário nada a ver. Comentário de corinthiano: Essa expressão/palavras “Libertadores 2012”, quando eu escuto, me faz lembrar as noites maravilhosas que o meu amado Corinthians me proporcionou. Que momentos!!!! Ganhar o fair-play da competição me remete a aquelas noites. E aquelas noites…
    Corinthians, mais que um campeão!!!!

    Curtir

  7. Mauro Oliveira Ben Yosef disse:

    Mais uma vez a grande mídia não vai levar essa informação adiante, pois para a imprensa é preciso ter o tal do “espirito de libertadores”, jogar no “estilo” da competição, blá,blá,blá e blá,blá,blá… Jogamos mais uma teoria dos pseudo-intelectuais no lixo. Tem é que ter um time bom e pronto, e nosso time mostrou isso, sem fazer sacanagem com ninguém…

    Curtir

  8. Ernesto de Minas disse:

    Já que é prá comentar: Essa Patricia Maldonado é gostosa prá caramba.

    Curtir

  9. Carlos Dias disse:

    Ganhar invicto uma Libertadores é só pra time grande mesmo!
    Agora ganhar invicto e com fair play só o Corinthians.
    Por falar nisso Silvinho, ja foi pesquisado se tem outro time que ganhou Libertadores com “fair play”?

    Curtir

  10. Cássio disse:

    É o que digo aos antis: “Quero ver ganhar do Boca…invicto…sem precisar de penaltis…sem usar critério de gol fora…e jogando limpo!”
    Acabou aquele papo furado de: “libertadores é isso…libertadores é diferente…tem que ter pegada…é mais na raça…”
    Acabamos com o papinho furando dos lixos.

    Curtir

  11. José disse:

    Conquista histórica em todos os sentidos, inclusive para atirar de vez no lixo o velho bordão tão caro à imprensa: “Isso é jogo de Libertadores”. Era a senha que justificava jogadas violentas, catimba e chutões para fora do estádio. O Corinthians, campeão invicto, ganhou na bola e sem apelar. Parabéns aos jogadores e à comissão técnica. Gostaria que esse troféu tivesse maior repercussão na imprensa, mas acho que os nobres jornalistas devem preferir o estilo botinudo.

    Curtir

  12. Daniel disse:

    E vale deixar uma observação que grande parte dos cartões amarelos e um dos cartões vermelhos foi no jogo de ida contra o Cruz Azul. Uma das maiores palhaçadas que ja vi da arbitragem e que a, imprensa paulista, falava que não via nada de anormal, que o Corinthians estava reclamando a toa e que aquele era o padrão da Libertadores. Além de que o outro cartão vermelho foi no jogo contra o Santos no qual o juiz não teve os mesmos critérios. Até acho que o Sheik foi justamente expulso. Mas o Neymar, que inclusive sofreu a falta no lance da expulsão, era para ter sido expulso (receber um segundo amarelo) anteriormente.

    Parabéns Corinthians. Parabéns comissão técnica e jogadores.

    Curtir

    • Flávio disse:

      Concordo com tudo, Daniel. Só uma observação: acho que esses jogos que você quis dizer (palhaçada da arbitragem) foram contra o Emelec, nas oitavas de final (especialmente o jogo de ida, no Equador). Até hoje não me esqueci do nome daquele cara: José Buitrago. O fdp Chegava a rir da cara dos jogadores do Corinthians. Abçs.

      Curtir

Amigo, faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: