Para desfilar no carnaval é preciso ler o Manual

Carnaval e Futebol tem muito mais identificações do que pressupõe nossas vãs filosofias.

Ultrapassam o campo das emoções, envolvendo alegrias e frustrações.

E quando o assunto é desfile de escolas de samba, é que as coisas se fundem de uma forma muito mais intensa ainda.

Desfile de Escolas de Samba é alegria, é o momento em que os simpatizantes das comunidades representadas na avenida extravasam sua alegria, doam-se pela sua agremiação, superam suas forças, onde não existe dor, nem sofrimento, apenas alegria.

Mas não é só isso.

Desfile de Escolas de Samba é competição. É como um campeonato regional de escolas, onde durante o ano todo se prepara, treina e ensaia para colocar tudo em prática durante pouco mais de 1 hora ao desfilar pela avenida.

Este ano a Rádio Coringão transmitiu ao vivo do Sambódromo paulistano, o desfile da Gaviões da Fiel.

Estive lá com meus companheiros Analu Tomé e Domingos Vargas (em cima do carro de som), Ginaldo Vasconcelos (técnica ) e claro, ele, no comando da interpretação do samba nota “30”, de sua autoria e seus parceiros, Ernesto Teixeira.

Em cima do carro de som: nossa visão do desfile da Gaviões da Fiel

Em cima do carro de som: nossa visão do desfile da Gaviões da Fiel

Porém, assim que tive conhecimento que estaríamos na avenida, li e reli algumas vezes o Manual Oficial do Julgador do Carnaval.

E aprendi demais com este Manual. E me desvencilhei de alguns mitos. Um deles, achar que é possível avaliar o desfile de uma escola assistindo pela televisão.

É impossível.

Aliás, para quem não é do ramo carnavalesco, é impossível avaliar tecnicamente o desfile de uma escola.

Reitero, é impossível. É preciso de conhecimento técnico apurado de cada item, de cada quesito.

Sobre os sempre criticados julgadores, um dos textos iniciais do Manual diz o seguinte:

Cabe lembrar que os Julgadores devem isentar-se de emoções e de paixões,

exercendo, sempre, um distanciamento crítico, como forma de garantir uma

avaliação técnica, com base no entendimento perfeito das diversas partes

que integram um quesito, no que se refere aos seus critérios de julgamento.

Em se tratando de seres humanos, é possível isentar-se de emoções e paixões. Acho difícil.

Prosseguindo, indo mais além no extenso manual, cada julgador tem que justificar seu voto e o motivo da perda de pontos, evitando termos como adorei, gostei, lindo, acho, maravilhoso, mais ou menos, quase perfeito, espetacular, etc… a justificativa é meramente técnica. Ah claro, tudo em letra legível!

O uso de notas decimais se deu em virtude do aumento da disputa entre as agremiações e pelo fato dos desfiles estarem se tornando cada vez mais técnicos.

Sendo assim, de 8,0 a 10,0, o julgador trabalha com 21 opções de notas.

Portanto, recomenda-se aos julgadores que é preciso ter mais atenção, o senso crítico bem aguçado e principalmente um CRITÉRIO TÉCNICO-OBJETIVO extremamente apurado, havendo uma distinção clara entre erros pequenos, médios e grandes, ou seja, quantidades de erros têm que ser proporcional à nota atribuída. Não esquecendo que tanto a 1ª (primeira) escola quanto  à última os critérios adotados são os mesmos.

Os quesitos de julgamento são divididos em :

MÓDULO DANÇA

  • COMISSÃO DE FRENTE  (A Comissão de Frente é o primeiro contingente humano a desfilar e tem a obrigatoriedade de apresentar a escola e a saudar o público ao longo do desfile)
  • EVOLUÇÃO (Evolução, no desfile de escola de samba, é a perfeita integração da dança, de acordo com o ritmo do samba que está sendo executado, com a cadência da Bateria observando-se movimento rítmico dos sambistas, que deverá ser vibrante e espontâneo)
  • MESTRE SALA E PORTA BANDEIRA (Cabe à porta-bandeira ostentar o pavilhão da escola de samba e, ao mestre-sala, o papel do guardião do pavilhão. Ao casal cabe executar um bailado próprio no ritmo do samba, com passos e características próprias, com reverências feitas pelo mestre sala, e giros no sentido horário e anti-horário no caso da porta-bandeira. Devem manter sempre a elegância e postura)

MÓDULO MÚSICA

  • HARMONIA (A harmonia no desfile da Escola de Samba é o perfeito entrosamento entre o ritmo da bateria e o canto dos componentes da Escola de Samba)
  • BATERIA (A bateria na Escola de Samba é quem sustenta, com vigor, o ritmo e o andamento (cadência) propostos pela Escola para desfilar)
  • SAMBA-ENREDO (O Quesito Samba-Enredo é a representação musical do tema proposto pela escola para o desenvolvimento do seu desfile, devendo ser respeitada a sua licença poética.O julgador deste quesito tem a incumbência e a responsabilidade de avaliar a letra e a melodia do Samba-Enredo apresentado, levando em conta os parâmetros dos dois sub-quesitos: letra e melodia)

MÓDULO VISUAL

  • ENREDO  (Enredo é o tema central proposto pela escola. Baseado em um roteiro de desfile previamente fornecido pela agremiação, ele deve transmitir, por meio de fantasias, alegorias, cenografias, coreografias, encenações e outros elementos plásticos e/ou cênicos, argumentos que norteiem e fundamentem sua narrativa)
  • FANTASIA (Julga-se neste quesito as fantasias completas (incluem-se os adereços de mão)apresentadas pelas escolas, bem como a qualidade de sua confecção e sua adequação ao enredo proposto)
  • ALEGORIA (A alegoria na Escola de Samba é a representação plástica e ilustrativa do enredo. Entende-se por alegoria, qualquer elemento cenográfico que esteja sobre rodas, inclusive os componentes humanos: destaques e composições que desfilam sobre as alegorias e caracterizadas dentro do enredo na representação plástica do carro alegórico)

Cada quesito, seus respectivos critérios.

Resumidamente,

se algum dos componentes da sua escola ( e ai incluem-se cada um dos milhares desfilando na avenida) caminharam como se estivessem quase marchando, não coreografaram o samba, não demonstrou emoção, não cantou ou cantou pouco o samba,

se alguma alegoria apresentou falha ou se algum componente da alegoria também não demonstrou entusiasmo, não cantou o samba,

 se alguma fantasia desmontou ou perdeu partes, se em algum momento faltou sincronismo entre os movimentos do mestre-sala e porta-bandeira,

se em algum momento houve descompasso da bateria com o ritmo do samba cantado,

se ocorreu os imperdoáveis buracos na avenida, mesmo que mínimo,

 

se em algum momento não ocorreu que todos os integrantes não estavam harmonicamente cantando o samba, entre outras coisas e o que é pior, se os julgadores notaram algumas destas situações…

A sua escola não mereceu 10 em todos os quesitos.

 

Portanto, “julgar” carnaval sem conhecimento técnico e pela TV, é impossível.

E Viva o Carnaval!

 

 

 

Anúncios

21 Responses to Para desfilar no carnaval é preciso ler o Manual

  1. Silvinho,

    Esse ano a globo não passou o carnaval de SP para o Rio, nem a apuração, preferindo passar o desfile das escolas do grupo de acesso carioca.

    Pra mim isso é a prova cabal que a forma que é dirigido o carnaval em SP é totalmente equivocada, o que aliás tem sido a marca da administração da cidade como um todo, e que esperamos tenha mudanças com o novo prefeito.

    São Paulo não é governada para o povo, e a alegria e manifestações populares é algo proibido. Essa é a linha adotada e o carnaval começa a ir para o mesmo caminho. Como são incapazes de organizar e controlar, e principalmente, conter os corruptos, o que fazem é proibir.

    E proibiram a presença de publico na apuração, o que foi a pá de cal num carnaval que só sobrevive graças a paixão de algumas escolas tradicionais, como Vai Vai e Nene, e pela força descoumunal de seu principal personagem, a Gaviões da Fiel, e justamente essas as mais maltratadas nos últimos anos.

    Escolas mais elitizadas e menos representativas tem sido as vencedoras, e isso mostra o caminho que o carnaval paulista adotou, o que decretará certamente o seu fim.

    Ter permitido a entrada das escolas provenientes de clubes de futebol após a Gaviões foi um erro, fruto do anticorinthianismo doente. A Gaviões fez por merecer, trouxe o povão, engrandeceu o carnaval paulista para o país e construiu sua tradição no mundo do samba. As outras foram movidas pela inveja e pelo dinheiro, pura e simplesmente, e não deveriam ser autorizadas.

    Permitiram, e agora querem destruir a mais popular, justamente porque o povo é o inimigo.

    Então, eu sou favorável a Gaviões sair dessa palhaçada, e voltar sua atenção somente para o Corinthians e sua gente. Que continue fazendo samba, mas não para dar moral e dinheiro para os corruptos e incompetentes.

    Quem sabe assim, quando perceberem que sem povo não se faz nada, como as eleições municipais provaram no ano passado, eles passem a respeitar as escolas que realmente justificam o espírito do carnaval, de alegria e integração.

    Valeu!

    Curtir

    • Jota disse:

      Só lembrando um ponto: a Globo não preferiu não passar o carnaval de SP para o RJ. A prefeitura carioca pagou para a Globo 5 milhões de reais para que exibisse para a cidade o desfile do grupo de acesso. Essa informação foi divulgada hoje por um jornal carioca e confirmada pelo prefeito do Rio.

      Curtir

      • Jota, não sabia disso, mas lógico que sempre tem uma motivação. No entanto, imagina o oposto, se a prefeitura de SP oferecer 50 milhões para a globo não passar o carnaval carioca em SP, você acha que eles aceitariam?
        O que aconteceu foi a união da fome com a vontade de comer. A apuração por exemplo não teve a concorrência dos desfiles de qualquer escola e mesmo assim a globo não mostrou, ao contrário de todos os outros anos. Só que do jeito que foi, um verdadeiro velório, nem todo dinheiro do mundo a faria mostrar.
        Valeu!

        Curtir

        • Jota disse:

          Se o lucro para não passar for maior do que o que eles iriam arrecadar passando – SP é o maior mercado consumidor do país e o foco de todos os anunciantes, portanto se a Globo não passasse o carnaval do RJ aqui em SP, as cotas de patrocínio seriam menores – tenho certeza que aceitariam.
          A Globo (assim como qualquer outra empresa) visa sempre o lucro para os seus acionistas e proprietários. Eles só vão tomar uma decisão contrária a esse princípio, se a longo prazo essa decisão possa causa um prejuízo para a marca maior do que o lucro imediato.
          E pelo jeito a decisão deles foi acertada. A audiência dos desfiles se manteve praticamente estável em SP e no RJ (a tendência de queda já vem de anos anteriores e portanto não afetou o valor das cotas de patrocínio) e ainda por cima faturaram uma grana da prefeitura do RJ, ou melhor dizendo, do contribuinte carioca.
          Quanto a apuração, eles apenas seguiram o padrão adotado com os desfiles: não mostrar mais nada do carnaval de SP no RJ.
          E só mais um adendo: o próprio presidente da Liga das Escolas de SP disse que aqui não se faz carnaval para turista, e sim para o paulistano. As palavras do presidente dizem mais do que a atitude do prefeito do RJ e da própria Globo, que afinal de contas cumpriu o desejo do presidente da Liga passando o carnaval daqui só para aqui.

          Curtir

      • Cesar disse:

        Se não me engano, faz parte de um projeto do RJ chamado “carnaval de 4 dias”, ou coisa do tipo, onde a idéia seria valorizar ao máximo o produto “carnaval do RJ”, não limitando os desfiles aos 2 dias habituais, incluindo assim o grupo de acesso deles que é quase um especial, pelo nível das escolas que participam.

        Curtir

        • Isso mesmo César, e Jota, sua análise está certa, e vai de encontro ao que falei, ou seja, a fome com a vontade de comer.
          Para a globo ou qualquer outra emissora, a audiência fora de SP não interessa, e mesmo que isso fosse importante, posso garantir que a audiência do grupo 2 do Rio não foi maior do que seria o carnaval paulista, mesmo derrubado. Afinal, tem muita gente de fora aqui, que moram aqui e muitos paulistas que vem passar o carnaval aqui, e mesmo os cariocas gostam de assistir, nem que for para sacanear.
          O discurso do presidente da Liga SP é hipócrita e demagogo. É tipo aquela pessoa que perde algo e diz “não queria mesmo”.

          O fato é que o carnaval de SP recebe muita grana e quanto menos popularizar melhor para quem está em cima desse dinheiro.

          Por isso as escolas do povo são as mais sacaneadas.

          Valeu!

          Curtir

  2. Fabio Castilho disse:

    Silvinho meu amigo… acho que para o bem e crescimento do carnaval de SP, deveriam colocar as escolas de samba associadas à times de futebol fora das disputas! Elas seriam apenas CELEBRAÇÕES em dias separados ou até mesmo “abrindo” os desfiles de competição, sem entrar em competições e sob julgamento! PORQUE É IMPOSSIVEL UM JURADO DEIXAR DE LADO SUA PAIXÃO DO FUTEBOL DE LADO NA HORA DE JULGAR UMA TORCIDA DE UM CLUBE ADVERSÁRIO! DUVIDO! É IMPOSSÍVEL!
    Com isso os Gaviões já foram prejudicados vários anos…da mesma forma escolas de samba ligadas à porcada e à bixarada também podem sofrer com este PRÉ-CONCEITO!!! Pra ser bem imparcial, tenho coragem de admitir que foi injusto o rebaixamento da tal de mancha verde… com certeza tiveram escolas de samba beeemmm piores que eles! O que acha?

    Curtir

  3. Cesar disse:

    A Unidos de V. Maria, uma das escolas rebaixadas, tem como presidente o Paulo Sérgio Ferreira, que também é o atual presidente da Liga; esse fato me demoveu da hipótese de “armação” de resultados.
    Porém, uma coisa que é difícil de eu acreditar é na idoneidade e imparcialidade dos jurados ao julgar as escolas de samba ligadas aos clubes de futebol, e por este motivo sou contra essa junção; embora o critério de descarte possa minimizar esse problema, entendo que essa invasão das torcidas apenas em São Paulo tirou o brilho de nosso carnaval.
    Ainda que a Gaviões está na avenida desde os anos 80, tem certa tradição, mas essas torcidas de Palmeiras e SPFW começaram apenas em 95 e 99/00. O que me irrita é saber que uma torcida como essa Dragões entra no lugar de uma Peruche, uma Camisa, Imperador do Ipiranga, Leandro, Pérola Negra e outras tantas que tem tradição, coisa que não acontece no RJ por exemplo.
    Por isso, o carnaval carioca dá de dez no nosso, pois lá não existe essa palhaçada de misturar escola de samba com time de futebol, como nós paulistas fizemos, um absurdo: lá fulano é “mengo”, mas é Portela, é Vila, é Mangueira, Salgueiro, e por aí vai… já aqui… uma pena!
    Parabéns ao RJ, e meu repúdio à Liga de SP por ter deixado todas essas merdas de Mancha e Dragões subirem ao grupo especial, chegando nesse ponto de termos hoje 3 times de futebol no carnaval.

    Curtir

    • Fabio Castilho disse:

      Parabéns Cesar! Assino embaixo de tudo que escreveu! E tem mais: DUVIDO QUE UM JULGADOR SÃO PAULINO, CONSIGA DEIXAR DE LADO SEU “ANTI-CORINTHIANISMO” NA HORA DE AVALIAR OS GAVIÕES! DA MESMA FORMA UM JULGADOR CORINTHIANO JULGAR A MANCHA VERDE DE FORMA TOTALMENTE SEM EMOÇÕES FUTEBOLÍSTICAS!

      Curtir

  4. Bamby Feliz disse:

    Comentários sobre carnaval e outras comédias:

    A torcida dos porco vivia na porta do CT fazendo protesto, agora são os jogadores do porco que vão pra porta da quadra pixar os muros e gritar: “NÃO É MOLE NÃO! REBAIXAMENTO DE TORCIDA É HUMILHAÇÃO!”

    PAI DO MORENO – Dá entrevista sobre Carnaval – “a Mancha Verde hoje é uma escola de samba de segunda… terceira divisão. Não está com nada. Eles não têm enredo, mestre-sala e porta-bandeira e o que tem é tudo carnavalesco fracassado. Não quero desfilar lá ser um fracassado também – emendou o pai de Moreno.

    A Mancha Verde já aceitou a proposta da Nenê para trocar a Rainha da Bateria Viviane Araújo por dois repique, um apito e um pandeiro.

    Rebaixado no Brasileirão e Carnaval. Se for rebaixado também no Paulistão vai poder pedir musica no Fantástico.

    Nem o Cai-Cai Neymarketing cai mais que o parmera!!!

    Velhinho Sem Memória: Meus fiiii … tudo us dia da semana divia di tê uma cor. U dumingo divia sê marelo cor di sol. A Sigunda devi di sê verdi! …

    A porcada possui uma tradição quando o assunto em questão é títulos: todos os seus títulos foram recebidos por fax. Desde o vergonhoso mundial dos 10 minutos, sempre que chega um fax nos escritórios dos suinos é o maior alvoroço, pois podem ser mais títulos chegando! A diretoria levanta agora a hipótese do clube ser campeão nacional por 8,5 vezes, considerando o título da Série B de 2003 como “meio-nacional”.

    CORINTHIANOS PODEM SER IMPEDIDOS DE ZOAR OS ANTIS:

    ZOAR OS BAMBYS SERÁ CONSIDERADO HOMOFOBIA

    ZOAR OS ALEVINOS SERÁ CONSIDERADO MAUS TRATOS COM A TERCEIRA IDADE

    ZOAR OS PORCO SERÁ CONSIDERADO BULLYING

    Curtir

    • Wilson Timão disse:

      Eu tô ficando xarope. Mandei um comentário tirando sarro dos bambys com o nome Bamby Feliz e acabei esquecendo de mudar. Essa foi mau!!!

      Curtir

  5. Luís Carlos disse:

    Um julgamento pela tv não pode ser efetuado porque as tvs não fazem uma transmissão favorável a isso. E por muitos talvez pensarem que a escola com as fantasias mais bemn feitas e luxuosas e os carros mais impressionantes são as que devem ganhar.

    Os critérios de julgamento são bem definidos e bastante técnicos sim, mas o espaço para a subjetividade é enorme sempre. E como no caso da arbitragem de jogos de futebol, não existe nada que impeça um julgador de utilizar imagens da tv para fazer seu julgamento. Um integrante de um carro alegórico pode desfilar com uma fantasia incompleta e o julgador nem perceber. Mas ele pode tirar pontos por ter tido conhecimento do fato porque isso foi informado pela tv, inclusive antes de o desfile começar.

    Fora isso, espaço para tratativas e conveniências sempre haverá, ainda mais quando instituições pouco confiáveis como a liga das escolas de samba e a SP Turismo estão envolvidas. O dinheiro público envolvido nos desfiles é muito maior que os tão chorados CIDs do Corinthians. E põe maior nisso.

    As regras estão todas no papel. As justificativas do porquê disso e do porquê daquilo estão todas disponíveis, mas por que com tantos jurados para tantos quesitos uma escola é definida e anunciada como campeã com troféu na mão e tudo já no segundo seguinte ao término da apuração? Por que não existe prazo para questionamentos como nos concursos e vestibulares?

    Embora não seja possível chegar próximo às colocações finais de cada escola vendo o desfile pela tv e não dispondo de conhecimento técnico suficiente, sempre se veem coisas esquisitas acontecerem nas apurações. Se a escola Águias de Ouro não fosse penalizada neste ano, por exemplo, encerraria a apuração na frente das outras com um ponto de diferença. E para conseguir um ponto de diferença das demais escolas, essa escola tem que ser muito (muito mesmo) tecnicamente superior às outras.

    Também é louvável como as pessoas que narram as apurações na tv, que de forma geral possuem até menos conhecimento técnico que muitos dos torcedores, parecem saber prever quem terminará a apuração como campeã.

    Curtir

  6. Mario Santiago disse:

    É claro que para ser um jurado de carnaval, a pessoa tem que, pelo menos teoricamente, ter algum tipo de preparo e/ou experiência. Assim como é claro que telespectadores não têm condições de fazer esse trabalho.

    Mas até o mais ingênuo percebe que algo de muito errado ocorre no carnaval de São Paulo, e que todos esses critérios que você citou, não são respeitados pelos jurados.

    Um jurado não pode dar nota 10 pra todo mundo, como se viu na apuração de ontem, e como se viu em anos anteriores. Assim, como notas totalmente fora da média, como se viu ontem, e como se viu em anos anteriores.

    E essas aberrações acontecem porque há o tal descarte de notas, o que tira a responsabilidade do jurado, que pode fazer o que quiser de qualquer jeito e depois dizer “mas a minha nota, se foi muito baixa ou muito alta, foi descartada”.

    Diante disso, a pergunta que fica é: por quê não se adotam os mesmos critérios de julgamento e apuração do carnaval do Rio de Janeiro, que reconhecidamente é muito melhor que o daqui?

    Ou se faz alguma coisa a respeito, ou todo ano teremos cheiro de clorofila no ar. O que aconteceu ontem foi uma verdadeira piada.

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      Julgadores são seres humanos

      passíveis de erros, corruptíveis, etc

      Se não levarmos em consideração estes fatores, acreditando que todos estejam 100% fisicamente e psicologicamente, sem se deixarem levar pelas emoções e principalmente, acima de qualquer suspeita, os caras analisam aquilo que enxergam. A partir dai, o que um vê o outro pode não estar vendo porque está focado em outro ponto da avenida, no mesmo raio de ação de visão de cada um

      A cada ano, a tendência é cada vez mais escolas tradicionais vençam o carnaval

      Curtir

      • Mario Santiago disse:

        Tudo isso faria sentido se as notas não tivessem uma diferença tão grande de um jurado para outro. A impressão que se tem, ao analisar todas as notas, é que cada jurado faz o que bem entende, sem levar em consideração nenhum tipo de critério. Dão as notas na base do achismo ou, na pior das hipóteses, na base da canalhice.

        Hoje, na apuração do carnaval do Rio, por exemplo, eu duvido que a escola campeã, ou alguma entre as três primeiras, tenha uma única nota mais baixa que alguma das escolas rebaixadas. Ontem, por exemplo, a Mancha Verde, que foi rebaixada, teve 7 notas mais altas que a Rosas de Ouro, que terminou em 2.º lugar.

        Curtir

        • Blog do Silvinho disse:

          A diferença de pontos para o Campeão Mocidade para a rebaixada Mancha foi de 1,3 pontos

          De forma simplista, isto significa que a escola campeã foi nota 10 e a rebaixada, 8,7 ou se arredondarmos, 9

          O que isso pode representar é que tecnicamente as escolas estão equiparadas, o que determina o vencedor são erros observados pelos julgadores

          Curtir

  7. Claudio Marques disse:

    Silvio, se todos os julgadores lêem tal manual e têm conhecimento técnico por quê um dá nota 10, enquanto outro dá 9,3 no mesmo quesito?

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      Partindo do pressuposto que ambos estejam bem intencionados

      Julgadores observam passagem de varios componentes num determinado limite de alcance das suas visoes. O que deu 9,3 em frações de segundos observou falha(s) que o que deu 10 não observou em outras frações de segundos, em outro ponto focal de observação.

      Isso serve também para o que deu 9,9 e o que deu 10

      Curtir

      • Silvio, com todo respeito que você merece, mas acredito que ainda está sob o efeito da emoção de ter participado dessa grande festa, e por isso está tentando não enxergar o óbvio, de que existe canalhice sim.
        No carnaval carioca o nível de safadeza é muito menor do que em SP, porque a comunidade do samba existe de fato, e mesmo tendo interesses individuais, todas as escolas se respeitam e se gostam.
        Em SP não. E agora que o anticorinthianismo doente invadiu a passarela do samba, só podemos esperar canalhice e sujeira, como visto nos últimos carnavais.
        Ah, e para solucuionar isso basta proibir as pessoas de acompanharem a apuração. Os corruptos e safados continuam o mesmo, o problema é o povo.
        Se você vier ao Rio e conviver um tempo aqui, principalmente no carnaval, passará a ter nojo do carnaval de SP, como eu.
        Valeu!

        Curtir

Amigo, faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: