Estádio: qual a verdade dos fatos ?

As obras da nossa Meca vão bem, obrigado.

Praticamente, 60% das obras foram concluídas.

O corinthiano que passa pelas obras, seja aquele que vem conseguindo ter acesso ao interior das obras, seja aquele como meu pai, que pelo menos 2 vezes por semana se desloca até a Estação Corinthians-Itaquera, para observar, mesmo que de longe, a evolução das obras, sai de lá maravilhado.

O sonho da casa própria sendo observado pelas lentes e pelas retinas corinthianas, passo-a-passo da obra, tijolo por tijolo, pedra a pedra que vem sendo colocada.

Por outro lado, uma avalanche de notícias nada satisfatórias a respeito da engenharia financeira das obras.

Nada satisfatórias seria um eufemismo. Na verdade, as notícias são catastróficas, dando conta que nada será nosso nos próximos 30 anos, que todas as receitas serão de um fundo que foi criado – criação esta também colocada sob suspeita – e hoje, repercute a dificuldade para a venda dos naming rights, valores pedidos estariam fora da realidade do mercado.

Assim, como vem acontecendo com o patrocínio.

O Corinthians precisa se posicionar oficialmente. Ao calar-se, dá margem para notícias que não sabemos serem verdadeiras ou maldosamente especulativas.

Além disso, os associados, através do Conselho Deliberativo que elegeu, também necessita de um parecer sobre a verdade da engenharia financeira que está possibilitando a construção do estádio.

Sempre sonhamos com um estádio, mas tê-lo a qualquer custo e em condições que não nos favorecem, será a melhor forma?

Qual a sua opinião a respeito das últimas notícias espalhadas pela imprensa a respeito do tema?

 

Anúncios

66 Responses to Estádio: qual a verdade dos fatos ?

  1. Martelli disse:

    Gosto muito desse blog tanto que participo mas o que estou observando, começando pelo blogueiro, é um clima de catastrofe. Será que tudo está errado, nada é correto e só exite safadezas na construção do estádio? Para mim cabe a Diretoria comentar o que realmente está acontecendo e sanar as dúvidas de nós corinthianos de toda a parte do mundo. De repente o Rosemberg não vale mais nada, o Marketing é uma porcaria a Diretoria segue os passos da administração Dualib e assim vai. O Dr. Gobbi deve se manifestar e acabar de vez por todas com esse monte de notícias e comentários que se espalham por aí.

    Curtir

  2. celso 1° disse:

    Os termos do acordo ja foram revelados muitas vezes mas os snti sempre inventsm. ate agora tudo o que inventaram foi falso o corinthians teve sempre razao.porque estao dando tants moral pros abutres, inclusive gentr de fdntro do clube? a motivaçao e a inveja do rosemberg,estao aproveitsndo isso para ataca lo.o cara assina o contrato que deu errado com o apito pro e todos esquecem tudo o q ele fez dos dezenas de excelentes contratos.o gremio revelou a engenaria deles e ninguem suspeitou ou duvdou engraçado

    Curtir

  3. ESCUTA DA FIEL disse:

    EU NÃO ENTENDO O QUE SE PASSA AQUI, VOCES MESMOS TRATAM OS CARAS DE ANTI, ABUTRES, ETC..QUE FICAM FAZENDO TERRORISMO, INVENTADO…E VOCES MESMO ACREDITAM???? É INCOERÊNCIA, SE OS CARAS SÃO ANTIS, ENTÃO EU NÃO ACREDITO EM NADA QUE ELES FALAM, VOCES LEMBRAM DO TAL “PAULINHO”? TANTA COISA ESSE CARA FALOU E AGORA POR ONDE ANDA, DIZEM QUE CHEGOU A FUGIR PELA COZINHA DE UM RESTAURANTE QUANDO CHEGOU A POLICIA CIVIL COM UM MANDATO DE PRISÃO CONTRA ELE…A REVISTA VEJA VIROU ULTIMAMENTE O TIPO PAGUE E LEVE…PAGA A MATÉRIA E PRONTO.
    SAUDAÇÕES MALOQUEIROS….VAI CORINTHIANS!!!

    Curtir

  4. AndersonII disse:

    Depois de ver o que alguns pensam, a conclusão então é que o Corinthians entrou numa fria com o estádio, porque o Rosenberg é incompetente, e o clube vai falir porque ninguém explica nada.

    O que adianta a gente discutir aqui, a partir dessa premissa?

    Assunto morto. Parem de construir o estádio, e fechem as portas para balanço.

    Acho que o Rosenberg deveria explicar quais empresas estão negociando com ele, no conselho então, pois aí todo mundo ficaria feliz, e o Neto poderia dar em primeira mão os nomes, no seu programa do Milton Fezes.

    Não estão exigindo transparência?
    Cobrem então, e divulguem para o planeta se acham que esse é o caminho.

    Para mim, está bem clara a engenharia financeira.
    Quanto a revelar nomes de empresas, e valores em negociação, seria uma burrice monumental.

    Espero que nossos homens (os que estão em campo jogando esse jogo para nossas cores) não dêem ouvidos a esses arautos não se sabe do que.

    Eu prefiro ficar com o que disse o Ronaldo, que quer fazer o seu jogo de despedida do Corinthians, no nosso novo estádio.

    Maus agouros ajuda em que?

    Curtir

  5. Claudio Marques disse:

    Vindo de onde vêm, esse nhenhenhem não não me causa a menor preocupação. Essa mesma gente dizia que o CT não sairia, que seria construída apenas a portaria para enganar os trouxas. Depois de pronto o CT disseram que a diretoria fez uma dívida impagável.
    Sobre o estádio, diziam que eram só maquetes e que sempre que havia crise a diretoria vinha com essa estória de estádio para acalmar a torcida.
    Quanto foi lançado o projeto, disseram que haveria só movimentação de terra, que a diretoria estava desesperada, que a Odebrecht não iria construir, etc.
    Depois vieram com a ridícula história dos dutos.
    Perdida essa batalha, os abutres começar a espalhar que o estádio não sairia porque o Ministério Público não permitiria (são tão burros que não sabem que o MP não tem competência para proibir o que quer que seja, mas apenas a prerrogativa de requerer ao juiz que determine a proibição).
    Agora são plantadas várias notas sobre o estádio, e como a nossa diretoria não responde, isto tudo fica parecendo verdade.
    O que os abutres farão da vida depois de dezembro de 2013, quando deverá ser inaugurado o estádio?
    Raça de víboras!

    Curtir

  6. carlos disse:

    se vc comprar um carro para pagar em 60 x , ele só será seu depois de 60 meses?

    Curtir

  7. Alvaro disse:

    Tudo se resolve com uma nota assinada pela construtora e diretoria do clube, enquanto isso não acontece, os abutres plantão noticias

    Curtir

  8. Marco ACT disse:

    Cabe a diretoria explicar essas questões, faço apenas uma ressalva. Se é a Folha de SP, UOL, Milton Neves ou Jovem Pan que alardeiam tanto o caso, pode significar quie o bicho não tão feio como pintam. Basta lembrar a retirada dos dutos, que para esses veiculos de comunicação podres era algo impossivel

    Sobre os naming rights, acho interessante buscar empresas que ainda não tem negocios no país e querem se estabelecer por aqui, se tornarem mais conhecidas

    Curtir

  9. Zé Carlos disse:

    Na boa – sem querer mexer num vespeiro, num verdadeiro tabu do torcedor corinthiano: mas… será que não era melhor continuar jogando no Pacaembu velho de guerra?

    Times competitivos custam dinheiro… e não há dívida de um bilhão que permita investir, paralelamente, em bons times.

    Alguns dos maiores clubes do mundo não têm um estádio próprio. E daí?!?
    Será que não entramos na pilha dos bambis???

    Curtir

    • italiano disse:

      Zé , o problema que a associação de moradores do Pacaembu começou a colocar varios obstaculos , assim é melhor abandonar o estadio a a esses moradores que com certeza o deixara em ruinas , afinal não terão como arcar com os custos de manutenção…

      Curtir

    • paulo disse:

      Zé Carlos, até concordo que, se ficássemos mais uns 5/6/7 anos no Pacaembu, nessa espiral crescente de títulos e com o incremento paralelo do programa sócio-torcedor, poderíamos nos capitalizar gradualmente para construir um belo estádio, ainda maior, pelo menos em capacidade, do que o Colosso de Itaquera. Por outro lado, não podemos ignorar que, não fora agora, talvez nunca – eu até diria provavelmente nunca – tivéssemos esse estádio, se fôssemos dar chance aos bambis, mínima que fosse, de boicotá-lo junto aos Órgãos Públicos. Veja que, mesmo sendo sede de abertura de Copa do Mundo, trazendo para a maior cidade do País um evento de grande magnitude que, no fundo, só ela poderia sediar, por direito e capacidade, ainda temos nos deparado com várias dificuldades na edificação da nossa Meca, e que vão desde matérias tendenciosas – e possivelmente pagas – na imprensa, até “embargos” políticos por parte de vereadores ressentidos, além de episódios de membros do Ministério Público querendo aparecer. Diga-se o que for, mas a idealização e escolha do estádio em Itaquera para a Copa foi uma jogada de gênio de Andrés, Lula e Rosenberg. A oportunidade era única. Ou seja, quando o cavalo passa encilhado, tem que ser montado. Mesmo a execução ( tal de “engenharia financeira” ) do projeto, tomando-se como base os termos que foram publicados, oficialmente, pelo Corinthians, e desde que guardem fidelidade com os fatos, parece, também, bem encaminhada. Aguardemos, por ora!

      Curtir

  10. Luciano - Sta Rita -PB disse:

    SILVINHO E OS FIÉIS CORINTIANOS, AS DÚVIDAS SÃO MUITAS, MAS NA CONTA DE ROSEMBERG FALA-SE EM 100 MILHÕES ANUAIS DE RECEITAS COM O ESTÁDIO, ANDRÉS ACABOU O CLUBES DOS TREZE, HOJE A NOSSA COTA É QUASE TRÊS VEZES MAIOR COM A TV, OU SEJA ACIMA DOS 110 MILHÕES COM ISSO NÃO HÁ COMO ATRAZAR AS PRESTAÇÕES DO BNDES ONDE LÍ QUE SERIA POR VOLTA DE 45 MILHOES ANUAL,ENTÃO COM A GARANTIA DA COTA DA TV E DO NAMING RIGHTS DE 300 MILHÕES + 100 MILHÕES DA RECEITA DO ESTÁDIO + 420 MILHOES DOS CIDS E MAIS 100 MILHOES DA COTA DA TV TOTALIZA ENTÃO 920 MILHÕES FORA OS 400 MILHÕES DO BNDES, O QUE NÃO DÁ PARA ENTENDER É QUE 420 DOS CIDS + 300 DO NAMING + 100 COTA DA TV NA HIPÓTESE JÁ PAGA O ESTÁDIO, A RECEITA DOS 100 MILHÕES COM O ESTÁDIO ANUAL PAGA TRANQÜILAMENTE A PARCELA DO BNDES, ENTÃO A GARANTIA DO CORINTHIANS É MUITO GRANDE 100 DA TV COM 100 DO LUCRO DO ESTÁDIO É 200 MILHÕES ANUAIS + 30 DO NAMING POR DEZ ANOS QUE TOTALIZA 230 MILHÕES ANOS E O VALOR TOTAL Á PAGAR É POR VOLTA DE 500 MILHÕES, POIS 420 É DA PREFEITURA E 70 DO ESTADO PARA DAR O STATUS A ELES DA ABERTURA DA COPA FALANDO EM ESTÁDIO DE 1 BILHÃO EM LINHA GERAIS SERIA QUASE 2 ANOS E 3 MESES PARA PAGAR DE UMA VEZ PARA FICAR QUITADO, MAS O PRAZO É MÉDIO POR VOLTA DE 15 ANOS PARA O BNDES, QUE BRIGA É ESSSA PARA LIBERAR O DINHEIRO E OS CIDS, A NOSSSA DÍVIDA SÉRA APENAS 500 MILHÕES QUE PAGASSE DE UMA VEZ E POR VOLTA DE 700 MILHÕES NO PRAZO LONGO SE FOR UNS 30 ANOS COMO SAIU EM NOTICIAS , NO CASO 24 MILHÕES ANUAL DURANTE 30 ANOS, ALGUÉM PODERIA DETALHAR ESSA ENGENHARIA FINANCEIRA OU É MAIS MENOS COMO ESTOU ENTENDENDO, SAUDAÇÕES A TODOS CORINTIANOS

    Curtir

  11. Daniel disse:

    Excelente topico. Tenho a mesma opinião que você. Acho que a diretoria deveria ser mais firme tanto nesse assunto quanto em outros que dão margem para alguns pseudo jornalistas ou blogueiros escreverem qualquer besteira.

    O que me deixa mais intrigado é essa falta de atitude da diretoria.

    O fato de ficar omisso da margem a acreditar ou pelo menos desconfiar sobre a veracidade dessas noticias. É o velho chavão de onde há fumaça há fogo.

    Curtir

    • A diretoria corinthiana adota uma linha com relação ao abutres da qual nao concordo. Deixa correr frouxo demais

      Curtir

      • Daniel disse:

        Voce tocou num ponto importante. Tambem tenho essa impressão. Esse fato de correr frouxo demais é prejudicial, unica e exclusivamente, ao Clube.

        Eu sou totalmente a favor da imprensa, para informar e noticiar as coisas, sejam corretas ou não no Corinthians.

        Nao sou a favor da proibição de acesso a essas empresas. Mas acho que o Corinthians deveria privilegiar e dar maiores informações e noticias aqueles que agem de forma profissional.

        Sem “achismos” e sensacionalismos.

        Curtir

  12. Cesar disse:

    Parece que estamos voltando aos tempos “omissos” da gestão pré Andrés, impressionante! Sempre fui crítico da histórica omissão dos disrigentes corintianos, postura essa que foi modificada graças a Andrés Sanchez.
    Mas, infelizmente, o dr. Mário Gobbi está se revelando um verdadeiro “banana”, me desculpem a expressão: fazem o que querem com o Corinthians, batem, difamam, e não há uma reação sequer? Um posicionamento? Essa postura fraca e omissa do Gobbi (em quem votei) infelizmente está me lembrando muito a de outro comandante “banana”, a do digníssimo “picolé de chchú” que governa o nosso estado.
    Reage dr. Mário Gobbi! Por favor, fale, delegado! Se posicione! Saia do seu esconderijo! Essa postura omissa não combina com a nova era a que foi conduzido o Clube Mais Importante do País.

    Curtir

  13. Luís Carlos disse:

    Vi várias entrevistas do Rosenberg dizendo que para viabilizar o financiamento do BNDES e a obra em si foi criado um fundo de investimento imobiliário fechado. Não foi inventada a roda, existem vários fundos de investimentos imobiliários no mercado, alguns aberto ao público e outros fechados. Toda receita do estádio (CIDs, naming rights, se houver negócio, aluguel de camarotes e lojas, bilheteria, placas publicitárias, etc) serão alocadas para esse fundo em nome do Corinthians em troca de quotas. O fundo tem a responsabilidade de pagar a Odebrecht, o BNDES e os custos de manutenção do estádio enquanto em vigor.

    Somente o Corinthians pode adquirir quotas novas do fundo.

    O fundo será extinto quando não houver mais nenhuma dívida a ser quitada.

    Isso aí é o que o Rosenberg vem declarando em parcas entrevistas, e se for mentira, deve-se culpar o Rosenberg, o Sanchez, o Gobbi, o CORI e o CD da gestão anterior que supostamente leram o contrato e o aprovaram, e o Cori e o CD atual, que têm poderes para lerem o contrato e agirem se este é prejudicial ao clube.

    Essa de que ninguém viu o contrato pra mim não cola. A obra foi aprovada pelo Cori e CD. Lembro que o Carlos Senger, na época da última eleição, também alegou isso. E a diretoria de então negou que ele não tivera acesso ao contrato e se prontificou a enviar uma suposta segunda cópia.

    Em minha opinião, baseada no que sei das poucas informações (se verdadeiras) não há nada a se temer. Mesmo sem fazer contas, suponho que o estádio seja viável economicamente e que criará condições de pagar ele mesmo, mesmo sem naming rights.

    E entendo que não há como alguém que não seja o Corinthians ou a prefeitura vir a ser o proprietário do estádio. O terreno foi obtido pelo Corinthians através de concessão de uso mediante lei. Ninguém mais a não ser o Corinthians pode utilizar o terreno. E a prefeitura, também mediante lei, pode solicitar a devolução do terreno e o que estiver dentro dele a qualquer tempo. A questão do fundo é semelhante a um financiamento de automóvel. O automóvel só passa para o nome do financiado quando este quita todas as pendências. Mas não é o financiador que dirige o automóvel.

    Quanto aos naming rights, preferiria que tudo já estivesse encaminhado, mas não posso alegar incompetência de ninguém. Que estádio da copa fechou contrato de naming rights até agora? Será que a FIFA permitiria dar um nome de uma empresa que não seja uma de suas patrocinadoras? E não existe valor de mercado para negócios inexistentes. Isso é invenção de corretor. O valor de mercado é sempre o valor de um negócio assinado. Se uma casa foi vendida por dez, o valor de mercado é dez, somente para aquela casa e somente para aquele momento; se foi vendida por 5, o valor de mercado é 5 nas mesmas condições. Não há a menor condição de estabelecer um valor de mercado antes de concretizar um negócio, assim como não existe casa comprada ou vendida acima ou abaixo dos preços de mercado.

    Curtir

    • Luis, só a diretoria poderá dizer o que de fato está ocorrendo. E a gente torcer pra que no futuro, a conta nao fique tao salgada a ponto da gente ter que voltar a jogar no Pacaembu

      Curtir

      • Luís Carlos disse:

        Então, mas até agora, essas matérias e posts que vêm saindo dão conta exatamente do que eu escrevi e do que sei desde antes do estádio começar a ser construído.

        Se sair algo diferente e prejudicial ao Corinthians tenho que mudar de posição, mas até agora não vi absolutamente nada nesse sentido.

        O que eu vi foi um monte de pedreiro, carpinteiro, vidraceiro, azulejista, etc. oferecer “material e serviço de graça” para a construção do estádio e receber um não em letra maiúscula do Rosenberg. Não será esse o “problema” com o estádio?

        Ou estão querendo tomar o cargo do Mário Gobbi à força e estão mirando o Rosenberg? O Rosenberg não pode se candidatar a presidente e todos do clube sabem disso. Motivação política contra ele não faz sentido nenhum.

        A abutraiada toda está falando um monte de coisa. E eles estão fazendo isso porque têm o contrato em mãos. Como dá pra supor que os conselheiros têm que esperar a diretoria dizer-lhes o que está escrito no contrato? Devo considerar que o Rosenberg enfia o contrato no rabo e só o libera para os abutres, na condição de que eles lasquem o pau nele, no estádio e no Corinthians? Se esse contrato tem a assinatura do Rosenberg é como testemunha. Que eu saiba, foi o Sanchez e o dr. Raul que o assinou.

        Curtir

    • Edilson Coringão disse:

      Essa é exatamente a “engenharia financeira” divulgada. Mas parece que alguns não querem entender, fazer o que?!
      Se não for verdade, aí é outro problema, mas até agora não vejo nenhum motivo para desacreditar do que já foi divulgado.
      Silvinho, você pode nos explicar melhor o motivo desses constantes ataques ao Rosemberg? Inclusive você passou a dar crédito às mentiras divulgadas por conhecidos anti-Corinthianos (UOL, Falha SP, jovem bambi pan, record, perrone, Cosme risolis, entre outros FDP).

      Curtir

    • Martelli disse:

      Excelente seu comentário. Creio que está muito próximo da realidade.

      Curtir

  14. Claudinei disse:

    Muita coisa cheirando mal nisso tudo. Claramente lendo seu post, vc tambem me parece bem desconfiado. Por mais que ele ( Rosemberg ) tenha dito em reunião do Cori que não é bem assim, nem você e nem 90% do conselho acreditou, por um simples motivo, esse motivo se chama Apito Promocional, filme do Rosemberg tá muito queimado. Quando só o BLOGUEIRO comentava isso, fazia essas acusãçoes, confesso que não ligava. Mas agora é muita gente, e dizendo a mesma coisa, R7 e etc. A Veja virá martelando isso com muita força, gente de dentro diz que a materia será catastrofica mesmo. Tá na hora das pessoas se explicarem, e vc sabe bem de quem estou falando. Mas quem terá coragem de peitar ele ? Se as matérias forem reais, o que a esse ponto parecem um fato, teremos anos tenebrosos pela frente. Como vc mesmo disse, o preço é muito grande pelo estadio.

    Curtir

  15. Leandro disse:

    Sinceramente, acho que em pelo menos 100 anos, se tem uma diretoria que merece crédito é esta. Ou não?
    O Gobbi falou ainda semana passada sobre este tema, não entendo quando dizem que a diretoria se cala. Por ora, vamos tentar deixar a nossa ansiedade de lado, e não entremos no jogo “deles”, pois essa é a melhor fórmula para os antis nos desestabilizarem. Por muito menos, não fosse esta diretoria, nem teríamos ganho a tal libertadores.
    E em todo caso, não adianta nada sofrer de véspera.
    Abs

    Curtir

  16. thiago disse:

    Silvio que vamos ter que paga os 400 milhões isso é fato, mais tudo que vem da uol,folha etc etc etc não é de confiar, acredito que o corinthians tera que pagar uma parcela por ano ao fundo cerca de 30 milhões ano, o estadio dando 100 milhões é 70 de lucro fora o que vamos gastar com manutenção acho que uns 40 milhões de lucro ano, o que me deixa mais sussegado é saber que vamos paga pra ninguém encher o saco.

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      Se analisarmos sob esse prisma, está tudo certo

      Curtir

    • É isto mesmo Thiago, já vi entrevistas explicando como vai funcionar isto. Todas as receitas geradas irão para o fundo , depois de ser de ser deduzidas todas as obrigações financeiras , o que sobrar vai pro Corinthians. E os números esperados são mais ou menos esses que vc citou…acho que vc viu a mesma entrevista.

      Curtir

      • Edilson Coringão disse:

        Não foi uma nem duas entrevistas falando isso, foram várias! Ou era tudo mentira ou tem gente querendo tumultuar.

        Curtir

  17. 1) As obras não vão parar, pois embora estejam no prazo, o calendário está apertado…então como existe muito interesse politico nessa obra, tenho certeza que o financiamento do BNDES e a emissão dos titulos vão sair ( ainda mais agora que o PT assumiu a prefeitura, tudo ficará mais fácil)

    2) Questão do Naming Rights muita coisa vai andar em 2013, pois a Globo já anunciou que vai falar o nome das empresas ( mordendo uma fatia da grana). Veremos qual vai ser o preço da Arena Gremio pra tirar uma base.

    3) Pelo passar do calendário, a possibilidade de ir com a camisa em branco pro mundial é real. Prefiro assim, do que botar uma empresa oportunista, que só vai aparecer na hora do filé e ficar registrada por toda a história.( Assim como aconteceu com a Marabrás, Bombril e Iveco na final da Libertadores) Mas a partir de 01/01/13, o presidente tem que tomar uma posição firme e baixar a bola do pessoalzinho do marketing, que fala muito e faz pouco.

    4) “Quem determina o preço do produto é o mercado.” Coisa básica que se aprende até no colégio, mas parece que a turminha do Rosemberg faltou nessa aula.

    Curtir

  18. AndersonII disse:

    Eu penso que se esse assunto for aberto ao conselho, as negociações melam.

    Alguém acredita que o nosso conselho manteria um sigilo se o Corinthians estiver negociando com 3 ou 4 empresas?

    Será que o Corinthiano não se dá conta disso?

    Prefere ficar incomodado com as indiretas de Come Risolis, Perronios da vida?

    Então ponham a mão na cabeça. Negociação de patrocínio jamais pode ser aberta.

    As empresas que disputam se sentiriam desprestigiadas caso perdessem uma negociação, ou o simples fato de um leilão não interessar a nenhuma delas?

    Nós infelizmente temos ultimamente a mania de acharmos que tudo é simples, em negócios desse porte.

    Não devemos alimentar os detratores do Timão, que saem com notinhas do tipo: “há uma insatisfação interna dentro do corinthians com o mkt, etc, etc….”

    Querem saber quem vai fechar com o Corinthians?

    Minha resposta:

    Não deveriam, (e não saberão) antecipadamente, se Deus quiser, apenas depois de assinado.

    Pensem bem amigos, e se coloquem no lugar dos negociadores, antes de pensarem que o assunto é mamão com açucar.

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      Amigo, a questão nem se trata tão somente de patrocinio

      Estamos falando da alquimia financeira das obras do estádio. As noticias que chegam são desoladoras. Ou não devemos nos preocupar?

      Curtir

      • Edilson Coringão disse:

        Silvinho, a engenharia financeira já foi mais do que explicada, acontece que algumas pessoas não tem capacidade de entender, principalmente porque os canalhas da imprensa fazem de tudo para distorcer os fatos, assim como fazem em relação ao nosso time, títulos, torcida e tudo que envolve o Corinthians. Resumindo: será criado um fundo com participação do Corinthians e dos agentes financeiros que estão colocando dinheiro na obra. Corinthians inicia com participação mínima (obvio, pois não colocou dinheiro). Todas as receitas com o estádio vão para esse fundo (obvio também, essa é a garantia de quem está financiando a obra). As receitas pagarão o financiamento e o excedente é do Corinthians. E na medida que o financiamento for sendo pago, o Corinthians vão assumindo as cotas do fundo. Quando quitar (acho que em quinze anos), todas as cotas serão do Corinthians. Claro que o contrato deverá ter outras clausulas, tipo duração do fundo será de trinta anos (é necessário prever contratempos), que o Corinthians deverá mandar seus jogos lá, etc etc. Ou seja , o próprio estádio e seu uso serão as garantias do financiamento, na pratica, nada muito diferente de financiar um apartamento. E o estádio/arena será nosso desde o primeiro dia. Qualquer coisa diferente disso, são os antis desesperados tentando tumultuar. Obs.: a única coisa que precisamos ficar atentos e sobre a liberação do dinheiro do BNDES (para outros estádios já liberaram) e a liberação dos CIDs pela bambizada da prefeitura (aí tem risco, pois tem maluco ainda com esperança de ressuscitar o Panetone e pode tentar prejudicar).

        Curtir

      • Zé Carlos disse:

        Ele entendeu, Silvio…

        Curtir

  19. Ernesto de Minas disse:

    Se voce, que é conselheiro, não sabe o que é seu direito e até sua obrigação saber, não seremos nós que daremos a resposta. Mas parece que tem algo de podre no Reino da Dinamarca!

    Curtir

  20. Lúcio disse:

    Silvinho, estive lá no domingo passado, o estádio está ficando sensacional, me emocionei de verdade, realmente precisamos de uma posição do presidente para eliminar essas especulações

    Curtir

  21. Roberto disse:

    Silvio
    Em minhas conversas com amigos corinthianos.
    Quando surgiu o papo de estadio..
    Em minha opnião, na epoca o melhos projeto
    custo/beneficio…..era o projeto de Guarulhos..
    Infelizmente nosso departamenteo de marketing..
    Lei-a se Rosenberg……é meio nebuloso…
    Logico que houve alguns acertos..
    MAs,. o Corinthians ser processado por juntar-se a uma empresa falida como foi a tal Apito Promocional..
    É coisa de amador

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      Esse tema “Apito Promocional” está mal cheirosíssimo

      Curtir

    • Luís Carlos disse:

      O projeto de Guarulhos não tinha incentivos fiscais, não tinha financiamento barato do BNDES, não estava nos planos da copa, tinha que comprar terreno… Respeito sua opinião, mas não vejo vantagem não. Pra mim só queriam vender terreno. Inclusive, o estádio que o Banif ia construir pra Portuguesa porque o Corinthians não aceitou o estádio “de graça” ainda nem saiu do papel, se é que houve ou há algum papel.

      Curtir

  22. Évelin disse:

    Minha opinião: ai tem…..
    E os únicos que poderiam colocar os pingos nos “is” se calam!
    Algo obscuro paira no ar….
    E nós, que estamos de fora, somos forçados a acreditar no que a imprensa abutre divulga!
    Transparência! Essa é a palavra de ordem no momento!

    Curtir

  23. italiano disse:

    O clube deveria dar a versão verdadeira , o que lemos são coisas tão estupidas e sem sentido que nem deve ser levado em conta , são fatos chutado e materias pagas pela imprensa abutre alimentada nem sabemos por quem….mas também penso que o clube não tem que dar satisfação a imprensa ,que falem de esporte…

    Curtir

  24. Esse é o pensamento da Nação e desejamos que os que ora ocupam o poder cumpram aquilo que tanto combateram, ou seja, demonstrem à Fiel a realidade dos fatos!
    Isso não é favor, é obrigação de quem está no comando.
    Saudações Corinthianas!

    Curtir

  25. Bruno Magraum disse:

    Silvinho vc expressou tdo que eu penso ,como a diretoria não se posiciona e não da satisfação aos seus associados e torcedores ? Fico abismado com tantas notícias negativas a cada dia ,mesmo procurando ler apenas blogs de qualidade como o seu,Paulo Monteiro e o Vertebrais ,fica difícil não pensar no pior. Ate agora o financiamento do BNDES não saiu pelo que sei ,os incentivos fiscais não foram liberados ,enfim o medo de a ora parar cerca os torcedores.Eu moro em Itaquera e todo dia vejo a obra fico muito feliz mas tbm com incertezas !

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      Bruno, as notícias são mais que alarmantes, são catastroficas

      Estive numa reunião no Cori e nao foi nada disso que foi dito ali, pelo contrário, pelo que disse Rosenberg ao Cori, todas as receitas seriam do clube, abatidos os valores a serem pagos mensalmente no financiamento e que a gestão seria totalmente do clube

      Curtir

      • Bruno Magraum disse:

        A questão é obscura infelizmente e olha que o Slogan foi sempre de transparência ! Ficamos vendidos,são vários fatores que implicam nessa nebulosidade,ate agora sem patrocínio master,sem maiores notícias do estádio ,CT da base sai ou não sai ? Enfim temos de exigir a tal transparência e o respeito que todo Corintiano merece !

        Curtir

  26. Wander disse:

    Quando nao se sabe a verdade, quando tudo parece ser feito na calada da noite, esta mais do que na hora do conselho eleito por 60% dos sócios votantes pedir explicações . Explicações de forma clara e objetiva, sobre esta contratação. Esta mais do que na hora do Sr. Do MKT. aparecer e dar explicações. Esta mais do que na hora, que nosso Conselho deixe de ser as vaquinhas de presépio que sempre foi.

    Curtir

  27. Carlos Alberto disse:

    Penso que não se trata exatamente da nossa “opinião” sobre as notícias espalhadas, mas sim que o Corinthians venha a público, como vc bem destacou, para “abortar” esse tipo de noticiário. O silêncio da diretoria e até do próprio Andres alimenta e realimenta esse tipo de “zum zum zum”.
    Só acho uma coisa: se verdaeiras essas notícias, pagaríamos um mico terrível que afetaria – em muito – nossa recente imagem de clube consolidado e bem administrado.

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      Muito mais que isso, Carlos. A se confirmar isso, vamos ter que pagar pra jogar na nossa própria casa. Quer dizer, pelas notícias, a casa nem nossa vai ser

      Curtir

      • Wander disse:

        E lamentável, mas como nao há um pronunciamento oficial sobre o tema, e todas que houveram o tempo vem mostrando que eram recheadas de mentiras. Tudo nos leva a crer que pagaremos muito caro para usufruir daquilo que deveria ser nosso.

        Curtir

        • carlos disse:

          “Muito mais que isso, Carlos. A se confirmar isso, vamos ter que pagar pra jogar na nossa própria casa. ”
          como assim? quer dizer que existiu a possibilidade do estádio vir de graça pro corinthians? é claro que teremos que pagar , como comprar ou construir uma casa e não pagar?

          Curtir

  28. Vinicius Manfredi de Azevedo disse:

    Pois é Silvinho, dá até um frio na barriga, né? Espero que o clube esclareça isso oficialmente e que, de fato, a catástrofe seja apenas uma especulação 🙂
    Grande abraço!

    Vini

    Curtir

    • Blog do Silvinho disse:

      Ter estádio por ter, como vai ser o caso dos porco, que na verdade até aluguel vai pagar pra jogar, será que vale a pena?

      Curtir

      • Silvinho, a condições do uso do estádio dos porco serão essa:

        “O contrato é de 30 anos. Palmeiras e W. Torre dividirão as receitas de vendas de camarotes e das lojas no estádio.
        Como o Palmeiras não cedeu o terreno, a W. Torre terá a maior parte da receita líquida da venda de camarotes, shows e lojas durante os trinta anos da vigência do contrato.
        Mas as rendas dos jogos de futebol serão exclusivamente do Palmeiras.
        Das receitas fora do futebol, o Palmeiras terá direito a 5% nos primeiros cinco anos, 10% do sexto ao décimo ano , 15% entre o 11o e o 15o anos, 20% do 16o ao 20o ano, 25% do 21o ao 25o ano, 30% do 25o ao 30o. ano e 100% a partir daí.”

        Falar em “pagar pra jogar” é forçar MUITO a barra, pois continuarão com as receitas das bilheterias dos jogos(assim como é hoje) e ainda terão participação nos camarotes,lojas e nas bilheterias de shows ( itens que não existem no estádio atual). Ou seja, não tem como não ter aumento das receitas.

        Curtir

Amigo, faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: