Partiu Gilmar, o goleiro dos goleiros

Obrigado Gilmar por tudo que fez pelo futebol e em especial, ao Corinthians.

digitalizar0021

Anúncios

10 Responses to Partiu Gilmar, o goleiro dos goleiros

  1. José disse:

    No Estadão de hoje, há uma chamada de capa sobre o falecimento de Gilmar, com uma pequena foto do goleiro, vestido com a camisa da Seleção Brasileira.

    Na página que trata do passamento do nosso “Supremo Guardião do Campeão do IV Centenário” (descrição contida em faixa da torcida, exibida no Pacaembu após a conquista do campeonato paulista de 1954), o Estadão estampa uma grande foto de Gilmar saltando para uma defesa, vestido com a camisa da Seleção.

    Outras duas fotos, menores, ilustram a reportagem. Ambas, de equipes, integradas por Gilmar, posando para as fotos de modo clássico: uma, da Seleção; outra do hoje Tahiti da Baixada.

    Nenhuma foto de Gilmar com a bela camisa corinthiana de goleiro que vestia, com o grande escudo bordado no meio do peito.

    Nenhuma reprodução das épicas fotos do Corinthians Campeão do IV Centenário, nas quais sempre se destacavam a figura esguia de Gilmar e respeitada presença do técnico Oswaldo Brandão.

    Merece nota também a imensa foto que o Estado do São Paulo publicou na capa, da comemoração dos bambis no jogo que interrompeu uma interminável série sem vitórias.

    Foto maior do que a dedicada, pasmém, à conquista do título do Paulistão pelo Corinthians, há poucos meses.

    Curtir

  2. Ernesto de Minas disse:

    24 dias após meu pai falecer, faleceu um de seus ídolos.
    Me lembro de meu irmão brincando de goleiro e gritando “Roooooooooooooonaaaaaaaaaaalllldo”. E meu pai dizendo : “bom mesmo era Gilmar, aquele sim é que era goleiro. Esse Ronaldo até que é bom, mas que nem Gilmar não existe”.
    Taí pai, taí seu ídolo junto com vc.

    Curtir

  3. Martelli disse:

    O maior goleiro que vi jogar. Igual a ele só Yashin o aranha negra da Rússia. Que descanse em paz!

    Curtir

  4. Israel (Ribeirão Preto-SP) disse:

    O melhor goleiro do Brasil e um dos melhores do mundo em todos os tempos. Esse eu vi jogar aqui em Ribeirão Preto pelo Timão e o SFC.

    Curtir

  5. Wilson Timão disse:

    É triste para quem o teve por muitos anos como o maior goleiro de nossa história. O ídolo jamais morrerá. Que descanse em paz e Deus ilumine e console a família.

    Curtir

  6. AndersonII disse:

    Que tristeza. Meu goleiro dos botões.
    Saudade!!

    Curtir

  7. Múcio Rodolfo disse:

    Mais um dos heróis da mítica campanha de 1954 se foi.
    Gilmar dos Santos Neves não resistiu à complicação de um infarto.
    Para os petizes que desconhecem. Gilmar foi o maior goleiro que apareceu no patropi. Teve a sorte de atuar em duas grandes equipes, ao lado de jogadores inesquecíveis. Tem gente que acha que ele foi melhor no outro time, porque lá foi campeão da Cucaracha, de um suposto mundial…. É que no tempo em que ele atuou pelo clube que incomoda, não tinha Taça Brasil, não tinha Cucaracha, não tinha Intercontinental. Só tinha estadual e Rio São Paulo e com a camisa 1 do “clube dos carroceiros”, ele conquistou todos. Gilmar começou no time mais importante da cidade de Santos, o Jabaquara Atlético Clube – o Jabuca- de onde também saiu outro herói mosqueteiro, Baltazar. Veio como contra-peso. O Corinthians não estava interessado nele, mas sim num centro-médio que tinha por lá (o Ciciá). Este sumiu no tempo, Gilmar ficou para a eternidade. Eu sempre penso nisso quando vejo a moçada torcendo o nariz para jogadores oriundos de times modestos. No meio desses desconhecidos pode estar um Gilmar. Um de seus primeiros jogos foi bem traumático – goleada sofrida diante da Portuguesa por 7×1. Tinha gente querendo expulsá-lo do PSJ, mas ele ficou e deu a volta por cima. Tinha personalidade. Tanto que não se abalava depois de tomar um “frango”. Em 1961 resolveu descer a Serra e tornar o time do litoral quase imbatível. O Corinthians demorou mais de 25 anos para encontrar um substituto quase a altura.
    Valeu Gilmar!

    Curtir

    • Popola disse:

      Amigo, se não me engano, no jogo contra a Portuguesa foi 7 a 3, eu tinha uns 7 anos. Ele saiu do Timão em 1961 após tomarmos de 5 a 1 no Pacaembu, e alguns membros da diretoria o acusaram de ter “entregado” o jogo porque queria ir para a baixada. E acabou indo mesmo, infelizmente ele saiu pela porta dos fundos, tal como outros tantos ídolos do nosso glorioso timão. Mas esse foi realmente o melhor goleiro do Brasil de todos os tempos, e mereceu o apelido de “São Gylmar”. Esse sim foi santo.

      Curtir

  8. Zé Carlos disse:

    De certa forma, o grande responsável pelo corinthianismo em minha família é esse cara aí.

    Descanse.

    Curtir

  9. CAMPEÃO DOS CENTENÁRIOS disse:

    DESCANSE EM PAZ, GRANDE GILMAR.

    Curtir

Amigo, faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: